Planilha de banco de horas: como fazer?

/, Todos os nossos artigos/Planilha de banco de horas: como fazer?

Planilha de banco de horas: como fazer?

By |2018-10-19T11:05:19+00:0011/05/2015|Gestão de Pessoas, Todos os nossos artigos|2 Comments

O controle da jornada de trabalho é parte da rotina de todas as empresas. A elaboração de uma planilha de banco de horas é a maneira mais comum de fazer esse controle, ainda que não seja a solução mais segura. Atualmente, há maneiras mais simples e modernas de controlar as horas trabalhadas por cada colaborador.

Leia este post para aprender a montar uma planilha de banco de horas e também conhecer outras maneiras de fazer esse acompanhamento!

Planilha de banco de horas no Excel

Embora não seja a solução mais moderna, uma planilha de banco de horas é fácil de criar e de atualizar, por isso muitas empresas optam por ela. Para que o controle de horas trabalhadas funcione é necessário incluir uma série de dados e fórmulas.

Primeiramente, é necessário informar a carga horária padrão de cada funcionário e criar os seguintes campos: data, horário de entrada, saída para almoço, retorno do almoço, horário de saída, total de horas trabalhadas, carga horária diária em contrato e saldo do dia.

Configure a planilha para calcular o intervalo de tempo entre cada horário informado, assim: =(cédula do horário de saída – cédula do horário de entrada – (cédula do retorno do almoço – cédula de saída para almoço)).

O valor obtido será o total de horas trabalhadas no dia. Subtraia dele a quantidade de horas padrão do funcionário para saber o saldo. O saldo do mês é obtido a partir da soma de todos os saldos diários.

A maior desvantagem da planilha de banco de horas é que todos os dados são inseridos manualmente, de forma que ela está vulnerável à erros. Além disso, os funcionários não têm acesso à esse controle de ponto, por isso pode não se lembrar das horas trabalhadas e compensadas ou até desconfiar do controle feito pela empresa.

Software de banco de horas

Um software de controle de horas trabalhadas é muito mais funcional que uma planilha de banco de horas, pois todo o controle é automatizado: no momento em que o funcionário usa o relógio de ponto, o banco de horas é atualizado. É possível gerar relatórios semanais, mensais ou anuais a qualquer momento, sem nenhum trabalho para fechar a folha de ponto em poucos minutos.

Com o banco de horas em um app de ponto, o colaborador pode visualizar suas horas trabalhadas e saber exatamente quantas deve trabalhar a mais ou a menos. Já no setor de Recursos Humanos, o controle de horas fica mais preciso e os cálculos da folha de pagamento mais rápidos e confiáveis. Para o gestor, fica mais fácil acompanhar o desempenho de sua equipe.

Por que controlar o banco de horas?

Tanto a planilha de banco de horas quanto o aplicativo de controle de ponto, são ferramentas de gestão, que permitem compreender em quais períodos do mês (ou do ano) os funcionários têm mais trabalho, quais setores estão sobrecarregados e quais tarefas demandam mais tempo, por exemplo.

Esse controle também pode ser solicitado em processos trabalhistas. Nesse caso, o aplicativo fornece provas melhores em processos judiciais que uma planilha no Excel.

É a partir do controle de horas trabalhadas e compensadas que o empregador tem recursos judiciais para provar, em ações trabalhistas, que a jornada do trabalhador não se estendeu além do permitido por lei e que a empresa está cumprindo com seus deveres. Dessa forma, um controle detalhado e correto da jornada de trabalho de cada funcionário é essencial.

O uso de planilhas de banco de horas toma muito tempo do setor de RH, pois é necessário incorporar suas informações à folha de pagamento manualmente. Para organizações de grande porte ou com uma grande quantidade de colaboradores, esse tipo de controle de jornada é impraticável.

O ideal é ter um software que agrupe todas as informações do funcionário em um único local. A partir do simples registro de ponto eletrônico dos funcionários, é possível transformar o RH em um setor estratégico.

Que tal testar uma nova solução no lugar da sua planilha de banco de horas? Faça o teste grátis do Tangerino por 14 dias e comprove os benefícios!

eBook Aumente a produtividade Tangerino

2 Comments

  1. SAMARA ROCHA DE HOLANDA 22/05/2016 at 11:50 - Reply

    oi

    • samuelmd@gmail.com 24/05/2016 at 18:43 - Reply

      Oi 😀

Leave A Comment