Blog

Monitoramento de Frotas: o Que é e Por Que é Importante?

Tempo de Leitura: 7 minutos O monitoramento de frotas permite que o gestor colete e analise dados para a constante otimização dos processos da empresa, permitindo a tomada de decisão informada e melhores resultados

3 janeiro 2022 TEMPO DE LEITURA : 7 minutos Foto Leonardo Barros
Início > RH > Monitoramento de Frotas: o Que é e Por Que é Importante?
Tempo de Leitura: 7 minutos

A modernização está chegando em todos os nichos de mercado e aqueles negócios que não se atualizam estão fadados ao esquecimento. Nesse contexto, é necessário falar sobre monitoramento de frotas.

Com a criação de novas tecnologias, novos empreendedores são atraídos para esse mercado, que o torna cada vez mais competitivo.

É justamente nesse cenário que realizar o sistema de monitoramento de frotas é algo importante para criar um elo entre a prestadora de serviço e seus clientes.

Nesse caso, ter acesso fácil, rápido e preciso às informações necessárias é uma excelente forma de diferenciar e modernizar o seu negócio.

Neste texto, exploraremos essa forma de melhorar os serviços prestados pela sua empresa e como isso pode te ajudar a se diferenciar no mercado.

Utilize o sumário abaixo para navegar pelo texto:

O que é monitoramento de frotas?

Monitoramento de frotas

O monitoramento de frotas é um acompanhamento completo dos veículos e seus motoristas em tempo real

Planilha Controle de Ponto Individual

Além de identificar possíveis dificuldades dos colaboradores, também auxilia a encontrar as melhores rotas, diminuindo as despesas e até acidentes.

Quando falamos de monitoramento de frotas via satélite, há a implementação de tecnologias além do GPS, envolvendo soluções para avaliar o comportamento dos colaboradores, passageiros e carga.

Algumas delas estão descritas abaixo, contudo, não precisam estar presentes para configurar um sistema de monitoramento:

  • câmeras veiculares que podem ser alocadas na área interna ou externa dos veículos;
  • gravadores para monitorar eventos e alarmes;
  • software para gerenciar todas as informações, normalmente associados à inteligência artificial.

Esses e outros sensores são amplamente utilizados para gerenciar informações como detecção de fadiga, análise de risco de colisão e outras informações que são levadas para o gestor de frotas.

A partir disso, é possível tomar decisões informadas para melhorar o desempenho da empresa e o bem-estar dos colaboradores.

Falaremos mais a fundo sobre as motivações de contar com um sistema de monitoramento de veículos no próximo tópico.

Mas antes, aproveite que está por aqui e ouça nosso episódio do Tangerino Talks sobre ferramentas para times remotos!

Por que fazer um monitoramento de frotas?

Um dos primeiros motivos que vem à cabeça do porquê do monitoramento de frotas ser essencial para a sua empresa é a segurança.

E não é para menos, em 2020 foram registrados mais 63 mil acidentes em rodovias federais e, apesar de uma tendência decrescente, demonstra uma necessidade de maiores investimentos para evitar perda de mercadorias ou mesmo de vidas.

Apesar desse número assustador, existem outros objetivos que o gestor tenta alcançar quando implementando uma solução como essa. 

Veja abaixo.

Otimização dos processos

Um dos grandes desafios dos gestores de frota é otimizar ao máximo cada frete, equilibrando custos e gastos.

A partir de dados levantados sobre o desempenho no tráfego e até mesmo a postura do colaborador, é possível identificar pontos de melhoria nos processos e até mesmo treinamentos específicos para alinhar a conduta com a cultura organizacional da empresa.

Com os dados oferecidos pelo sistema de monitoramento, é possível procurar maneiras de diminuir o prazo de execução.

Apesar dessa perspectiva, para alcançar esse objetivo, é importante fornecer as ferramentas de monitoramento necessárias, gerando informações de forma rápida e prática.

Acreditamos que gerenciamento de tempo é uma das palavras-chave que melhor descrevem a necessidade de um sistema moderno.

Auxílio na tomada de decisões

Os dados são o petróleo do século XXI. Essa é uma afirmação presente em diversos títulos de artigos, mas o que exatamente isso quer dizer?

Negócios em diversos nichos precisam criar, processar e utilizar os dados para a tomada de decisão. É a única forma de fazer um processo realmente informado e, até certo ponto, prever os resultados gerados.

Dados como histórico de consumo de combustível, número de acidentes, desempenho do motorista, falhas e acertos detectados podem fazer uma grande diferença na gestão.

Dessa forma, é possível utilizar esses dados no planejamento estratégico para que a empresa continue crescendo.

Aumento da lucratividade

Com a otimização de processos e um planejamento estratégico baseado em dados, há somente um futuro possível: o aumento da lucratividade.

Isso acontece não só pela redução de custos, mas também pela cultura organizacional inovadora que é nutrida em ambientes altamente tecnológicos e que contam com dados para a tomada de decisão.

Assim, contar com um sistema de gestão de frotas e rastreamento permite que as informações necessárias sejam coletadas para fundamentar a tomada de decisão.

Visão da jornada de trabalho do motorista

Por não trabalharem diretamente na empresa, o setor de RH e a gestão da empresa de transporte têm grandes dificuldades em monitorar e compreender a jornada de trabalho do motorista em suas minúcias.

Dessa forma, estar apto a monitorar o comportamento do colaborador é uma importante fonte de dados para gerar ações que realmente tenham impacto positivo em sua experiência com a empresa.

Também ajuda a identificar os indivíduos que não têm um fit organizacional adequado com a empresa, ajudando a buscar profissionais com as hard e soft skills necessárias para o cargo.

Falaremos mais a fundo sobre isso nos tópicos a seguir.

Aprimoramento do serviço e atração de clientes

Oferecer serviços de excelência é o maior diferencial quando clientes estão comparando as soluções disponibilizadas no mercado. 

Assim, ele pode buscar respostas para suas questões de forma autônoma e rápida.

Contratação de Colaboradores na Quarentena

Dessa forma, oferecer um monitoramento de frotas traz uma maior previsão e sensação de segurança para o cliente, sendo uma ótima forma de contornar objeções durante uma venda.

Ademais, é a fonte de dados que o negócio precisa para encontrar gargalos e oportunidades de inovação, se diferenciando da concorrência.

Prevenção de acidentes

O fato de se analisar os eventos que acontecem em uma rota, possibilita traçar rotas menos perigosas, melhorando qualidade de vida para os motoristas e menores riscos para a carga.

Sendo assim, dados de onde, quando e por que aconteceu um acidente, possibilita um planejamento de rotas mais seguras.

É importante também levar em consideração condições da via, números de assaltos e outros fatores externos nessa análise.

Outros motivos

Existem inúmeros benefícios ao contar com o sistema de monitoramento de frotas, contudo, eles dependem bastante da forma que o sistema é aplicado e dos objetivos específicos da empresa.

Outras vantagens são:

  • controle e otimização do consumo de combustível;
  • aumento da produtividade geral da empresa;
  • controle de abertura de portas e eventos não previstos;
  • gerenciamento de frota mais eficiente.

Em quais desses pontos a sua empresa pode melhorar? O monitoramento de frotas pode te ajudar a alcançar esse objetivo.

Confira esses artigos que também podem ajudar nesse assunto!
👉 Gestão de Desempenho: Como Estruturar um Sistema Eficiente?
👉 Otimização de processos: como implementar na sua empresa?
👉 Gestão do Tempo e Produtividade: Como Equilibrar Bem-estar e Resultados

Quais tipos de monitoramento de frotas existem?

O monitoramento de frotas pode se apresentar com diversas maneiras. Afinal de contas, é necessário ser versátil para atender aos diversos veículos e setores do mercado.

Abaixo, estão descritos os principais tipos de monitoramento. Veja como gerar dados úteis para a tomada de decisão em sua empresa.

Controle de manutenção

A manutenção preventiva é um procedimento necessário para garantir a segurança na estrada. 

Contudo, é possível realizar esse processo de forma inteligente, gerando economia a longo prazo para a empresa.

Existem formas seguras de evitar tantas manutenções? O caminho mais longo ou a estrada esburacada? São decisões possíveis de serem tomadas graças ao monitoramento de frotas.

Controle de combustível e pneu

Você sabia que o uso incorreto do pneu pode aumentar o gasto de combustível em até 50%?

Realizar o controle do uso de combustível, quilômetros rodados e tipo de pneus pode ajudar a empresa a economizar muito dinheiro a longo prazo.

Monitoramento em tempo real

Saber onde está cada unidade da frota em tempo real é uma excelente forma de garantir que tudo está caminhando como planejado.

Esse tipo de monitoramento é ideal para os gestores que desejam saber quais percursos são percorridos, as distâncias e até mesmo o respeito às regras de trânsito.

Assim, é possível otimizar as rotas e os recursos utilizados pela frota de forma individual.

Qual a diferença de rastreamento e monitoramento de frotas?

É muito fácil confundir o conceito de monitoramento e rastreamento de frotas. Contudo, o primeiro é algo muito mais completo

O monitoramento acompanha em tempo real o trajeto realizado pelo motorista, observando suas escolhas durante a viagem, além de coletar também outros dados para análise como filmagens, abertura de porta, velocidade do veículo, etc.

Empresas utilizam o monitoramento com o objetivo de levantar os dados necessários para impulsionarem a mudança que precisam para crescerem saudavelmente.

o rastreamento tem o objetivo único de avaliar as rotas e otimizá-las, diminuindo tempo de viagem e, consequentemente, menos onerosas para a empresa.

Dessa forma, o primeiro está intimamente com a geração de inteligência para uso da empresa, principalmente na tomada de decisões.

Que tal conhecer melhor o controle de ponto offline? Nesse episódio do Me Explica Aí, falamos mais sobre!

Monitoramento de frotas e jornada de trabalho do motorista

Não há como falar do controle de jornada de trabalho do motorista sem falar sobre a Lei do Motorista (nº 13.102/2015)

Ela dispõe sobre o exercício dessa profissão, com destaque para as seguintes informações:

  • a jornada de trabalho de motoristas é de oito horas diárias, limitando-se a quatro de horas extras (se não houver acordo coletivo, é de no máximo duas);
  • o condutor pode dirigir por até cinco horas consecutivas antes de tirar no mínimo 30 minutos de pausa;
  • tempos de espera de carga ou descarga maiores de duas horas ininterruptas contam como repouso;
  • motoristas tem seguro para o caso de morte ou invalidez decorrente de acidente durante o trabalho;
  • é obrigatório o controle da jornada do motorista.

Contudo, as empresas do ramo encontraram um grande desafio: controlar a jornada de trabalho de profissionais que nunca estão no mesmo lugar.

De forma mais arcaica, esse controle pode ser feito por meio do controle manual, usando fichas. 

Apesar disso, por serem facilmente fraudados ou perdidos, soluções inteligentes de controle de ponto acabaram se popularizando no meio.

Para realizar esse controle é importante deixar claro o que deve ser considerado nessa jornada:

  • tempo de trabalho: período de viagem, coletando ou entregando cargas;
  • hora extra: que deve ser de no máximo duas horas ou quatro caso existam acordos;
  • tempo de parada: o tempo de carga, descarga ou fiscalizações não são deduzidas e valem 30% do pagamento por hora.

Antes de ir, aproveite alguns dos nossos materiais ricos!
📚 Trabalho Remoto: ferramentas para facilitar a gestão a distância
📚 Tendências Tecnológicas Corporativas: do Recrutamento e Seleção ao Departamento Pessoal 2.0
📚 Gestão de pessoas remota: o guia completo para colocar em prática na sua empresa!

Pronto para começar o monitoramento de frotas em sua empresa? Existem inúmeras vantagens operacionais e comerciais ao contar com esse grande diferencial para o seu negócio.

Mas antes, entenda mais sobre a Lei do Motorista em nosso artigo completo e atualizado sobre o assunto!

Boa leitura!

Teste Grátis Tangerino
Foto: Leonardo Barros

Leonardo Barros

Leonardo é pós-graduado pela PUC Minas em Ciências da Computação. Formou-se em Inovação e Empreendedorismo pela Universidade de Stanford. Fundou diversas empresas de tecnologia e gestão, além das startups Tangerino, Argos e Columbus. É CEO do Tangerino, empresa pioneira em controle de ponto digital no Brasil.

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será publicado. Os campos com * são obrigatórios.

Artigos Relacionados