Entenda os riscos de fazer controle de ponto no Excel!

//Entenda os riscos de fazer controle de ponto no Excel!

Entenda os riscos de fazer controle de ponto no Excel!

By |2018-10-19T10:51:04+00:0009/07/2018|Gestão de Pessoas|0 Comments

Sua empresa faz controle de ponto no Excel e até o momento esta opção tem atendido bem suas expectativas? Pois saiba que existem alguns riscos que podem interferir tanto na segurança da informação quanto no cálculo correto das horas efetivamente trabalhadas por cada colaborador!

Neste post, vamos apresentar quais riscos são esses e como o cartão de ponto manual pode ser substituído por soluções mais confiáveis. Continue a leitura!

Risco 1: abertura para adulteração

Planilhas eletrônicas têm muita abertura para adulteração de dados, mesmo que você insira senhas de acesso.

Um colaborador pode fornecer a senha para que outro preencha o registro por ele, por exemplo, o que deixa brechas para contestações judiciais posteriores. Outra situação possível é a adulteração de registros anteriores, visando reduzir horas negativas ou gerar horas extras a serem pagas.

Risco 2: erro de cálculo

A inserção de fórmulas que contabilizem automaticamente a jornada de trabalho dos colaboradores é a melhor forma de ganhar tempo no controle de ponto no Excel. Porém, um pequeno erro na elaboração dessas fórmulas pode gerar resultados irreais, como horas a mais ou a menos.

Se você tem cálculos financeiros atrelados a essa planilha de calcular cartão de ponto manual, pode vir a pagar ou descontar valores equivocados de seus funcionários, gerando desconfiança da equipe em relação ao controle de ponto no Excel.

Risco 3: exclusão do arquivo

Planilhas eletrônicas são facilmente excluídas do seu diretório de arquivos, assim como um cartão ponto manual, usado em relógios de ponto mecânicos, pode facilmente ser extraviado.

Caso sua empresa não faça backups diários de toda a informação gerada pela equipe e mantenha esse registro em segurança, os dados podem ser perdidos e jamais recuperados.

Risco 4: arquivo corrompido

Todo arquivo em Excel tem um limite de dados que pode suportar. À medida que vamos inserindo mais e mais informações, ele se torna lento, difícil de processar as fórmulas e mais suscetível a corromper.

Mas não se trata apenas disso. Um pico de luz enquanto o arquivo é manipulado pode corrompê-lo, assim como uma falha no HD da máquina. Pequenas situações cotidianas que podem comprometer seu controle de ponto no Excel.

Risco 5: sem integração com a folha de pagamento

Calcular cartão de ponto manual usando o Excel exige que sua equipe consolide os dados e então faça o registro no sistema de folha de pagamento, também de forma manual.

Há quem consolide os dados do controle de ponto no Excel, imprima os resultados e então passe a digitar todos os dados no software de folha de pagamento, um trabalho detalhista, demorado e que não contribui para a produtividade ou competitividade da empresa.

Mais uma vez, as chances de falha são enormes. Fazer esse acompanhamento com cinco funcionários na empresa pode ser fácil, mas, e com 50? O profissional encarregado de fazer essa transferência de informações tem uma responsabilidade enorme em não errar, afinal, pode favorecer ou prejudicar o colaborador e a empresa.

Ok, equipe Tangerino, então como resolver a questão?

É simples: optando por tecnologias que eliminem esses e outros riscos e, ao mesmo tempo, automatizem o controle de ponto de modo que todo esse acompanhamento seja feito o mais rápido e eficazmente possível.

Você pode optar por relógios de ponto eletrônico integrados a um sistema de controle de ponto eletrônico que, por sua vez, seja integrado ao seu sistema de folha de pagamento.

Outra opção é experimentar o Tangerino, o melhor aplicativo de controle de ponto online do mercado!

Leave A Comment