Como saber se você tem uma equipe de alta performance?

//Como saber se você tem uma equipe de alta performance?

Como saber se você tem uma equipe de alta performance?

By |2018-10-16T14:35:22+00:0025/08/2017|Todos os nossos artigos|0 Comments

Pessoas são o principal ativo de uma organização. Quando devidamente capacitadas e motivadas, elas alavancam a produtividade, alcançam bons resultados e geram lucro. Portanto, contar com uma equipe de alta performance é a chave para o sucesso.

Mas como saber qual é o nível atual do seu time? Muito mais do que uma visão subjetiva, é preciso se basear em indicadores confiáveis para fazer esta avaliação. Você os conhece?

Pois é exatamente esse o tema do post de hoje. Vamos ajudá-lo a estabelecer critérios para analisar a performance da equipe, para que você possa realizar as ações necessárias para desenvolver seu capital humano e garantir resultados extraordinários.

Pronto para começar?

Indicadores para detectar uma equipe de alta performance

1. Qual é a quantidade de funcionários?

Este é um indicador extremamente importante, especialmente em um momento no qual se espera que as equipes sejam extremamente produtivas. Precisamos relembrar que produtividade é entregar mais utilizando menos tempo, dinheiro e recursos — inclusive humanos. Se, para produzir um resultado X, a empresa precisa de uma equipe muito numerosa, redobre a atenção.

Isso pode significar que o desempenho do time está abaixo do necessário para alcançar níveis de produtividade condizentes com a competitividade do mercado atual. Para se ter uma noção mais realista, uma boa ideia é fazer uma pesquisa com as companhias de seu segmento.

Se, durante este benchmarking, você identificar que existe uma disparidade na relação entre funcionários e resultados entre a sua e outras organizações, pode ser que a performance de sua equipe esteja deixando a desejar.

2. Quanto produzem?

Além de saber o tamanho do seu time, é fundamental conhecer o quanto, de fato, ele produz. Para avaliar a performance, faça um levantamento que contemple não só os resultados do grupo, mas também o desempenho individual.

Uma boa forma de avaliar a atuação dos colaboradores é por meio da relação entre a produtividade e o custo médio das pessoas. A fórmula, mencionada em um artigo da Harvard Business Review, estabelece um critério para mensurar o Resultado Econômico de um funcionário ou uma equipe.

Segundo o artigo, o Resultado Econômico (RE) é obtido em função da produtividade por empregado (PPE) e o custo médio por empregado (CMPE). Portanto, o cálculo é expresso pela fórmula RE = P * (PPE – CMPE), em que P é o número de funcionários da organização.

Portanto, estabeleça uma maneira de calcular a performance de seus colaboradores. Ela é importante não só para realizar um diagnóstico inicial, mas também para monitorar o desenvolvimento deles.

3. Qual é o número de horas trabalhadas?

Este é um indicador importante, pois revela a proporção das horas pagas pela empresa que é efetivamente utilizada para produzir resultados. Por isso, tal número é fundamental para avaliar a performance dos colaboradores.

Além de mostrar o quanto os funcionários estão realmente trabalhando, ter ciência da quantidade de horas gastas permite que a companhia realinhe processos e torne-os mais produtivos.

Se, ao monitorar um colaborador externo via aplicativo, o gestor percebe que muito do seu tempo é perdido em deslocamentos e que sobram poucas horas para o atendimento efetivo ao cliente, por exemplo, é preciso rever alguns procedimentos. Pode ser que a empresa decida redistribuir o território ou o roteiro desses funcionários (vendedores, consultores, técnicos), para que atendam clientes próximos e otimizem seu tempo.

Também é possível remodelar o procedimento para a definição da agenda. Outra opção é tentar adotar soluções tecnológicas para o atendimento remoto, quando o tipo de negócio e a interação com o público possibilitam o uso desses meios.

Um ponto a se destacar é que o controle de horas trabalhadas revela as taxas de absenteísmo. Estudos relacionam esse índice ao engajamento (ou à falta dele) por parte dos funcionários na organização.

As ausências detectadas no controle de horas trazem consequências mais sérias do que as faltas em determinados dias. Elas podem ser decorrentes do baixo engajamento do colaborador, que, possivelmente, demonstrará um nível insuficiente de energia, de resistência mental, de motivação e, consequentemente, de resultado e performance.

4. Qual é o resultado financeiro da equipe?

Não podemos nos enganar: por mais que uma empresa tenha missão e valores nobres, ela só sobrevive mediante a produção de receita e lucros. Por isso, o resultado financeiro é um aspecto fundamental para a avaliação do desempenho da equipe.

Se a sua organização conta com um time de experts no negócio, tem funcionários dedicados, realiza um bom atendimento ao cliente e oferece produtos de qualidade ao mercado, mas isso não aparece no balanço financeiro, a sentença não pode ser outra: há algo errado.

Quando a empresa detecta que o resultado não é correspondente ao esforço realizado, não há como dizer que o time apresenta alta performance. Neste caso, é necessário identificar o problema e capacitar o grupo para que todo esse empenho se traduza em lucros.

E não basta calcular o faturamento. Se esse número é positivo, mas não sobra dinheiro no caixa, é preciso rever o negócio. Provavelmente, o custo operacional está muito elevado, causando um grande impacto às finanças da empresa.

Quando o cálculo do percentual de lucro sobre o faturamento é desfavorável, é preciso analisar as causas. Se elas mostram que o custo do pessoal é incompatível com o resultado apresentado e a grande razão para esse desequilíbrio, não podemos avaliar positivamente a performance do time.

Como facilitar o processo

Precisamos considerar que o levantamento dos dados acima nem sempre é simples. A própria necessidade de manter uma pessoa (ou várias) para realizar esse tipo de controle seria uma medida essencialmente burocrática, incompatível com a produtividade requerida em um mercado competitivo.

Porém, os gestores podem contar com novos métodos para coletá-los. Atualmente, o mercado oferece ferramentas que possibilitam o monitoramento dos funcionários. Elas são importantes para recolher dados essenciais à avaliação da produtividade da equipe, tornando esse processo mais transparente.

Um exemplo é o aplicativo Tangerino, que substitui recursos antigos, como o relógio de ponto. Além de reduzir custos, ele monitora a presença dos trabalhadores em suas devidas alocações por meio de GPS e compila tais informações em relatórios prontos para a avaliação imediata do gestor.

Com o ponto móvel, fica muito mais fácil controlar a quantidade de horas trabalhadas e relacionar esses dados à produtividade da equipe, permitindo uma avaliação de performance simples e transparente.

Entendeu como você pode avaliar se a sua empresa tem uma equipe de alta performance? Gostou do post? Então, que tal compartilhá-lo nas redes sociais? Seus amigos também vão gostar!

eBook Tangerino Gestão de Pessoas

Leave A Comment