Obrigatoriedade de Ponto Eletrônico, será verdade?

/, Todos os nossos artigos/Obrigatoriedade de Ponto Eletrônico, será verdade?

Obrigatoriedade de Ponto Eletrônico, será verdade?

By |2018-10-23T16:33:34+00:0020/06/2016|Controle de ponto, Todos os nossos artigos|0 Comments

A obrigatoriedade do ponto eletrônico foi instituída pela Portaria 1510/2009 do Ministério do Trabalho e Emprego e atinge empresas com mais de dez funcionários. No entanto, a Portaria 373 do MTE, lançada em 2011, flexibilizou essa exigência para que as empresas pudessem adotar sistemas alternativos de controle de ponto.

Por que houve essa reviravolta? A legislação do ponto eletrônico previa que todas as empresas deviam adquirir o relógio de ponto eletrônico, ou REP (Registrador Eletrônico de Ponto). Esse equipamento tem um alto custo de aquisição, sem contar na manutenção mensal do equipamento.

Fora o equipamento usado para registrar o ponto eletrônico, é necessário ainda contratar um software de controle de ponto que receba as informações do REP e consolide-as para calcular a folha de ponto corretamente.

Que trabalhão, não é mesmo? Além de todo o custo envolvido na implementação do relógio de ponto tradicional, o processo possui várias etapas e consome muito tempo do RH. Que tal conhecer as alternativas?

Conhecendo o relógio de ponto digital

Com o avanço da tecnologia, já podemos disponibilizar um relógio de ponto digital para empresas, isto é, um sistema de controle de ponto totalmente baseado na internet. Ele pode ser usado em desktops, notebooks, tablets e até mesmo aplicativos para smartphones, o que podemos chamar de ponto eletrônico portátil.

O app de controle de ponto é ideal para empresas que trabalham com profissionais externos, como vendedores, motoristas e representantes comerciais, pois permite monitorar a jornada de trabalho onde quer que os colaboradores estejam.

O controle de ponto com GPS é o grande diferencial dessa tecnologia, já que, ao baixar o aplicativo de controle de ponto em seu smartphone, o colaborador aceita que este tenha acesso ao GPS do aparelho. A partir daí, o gestor pode acompanhar toda a jornada de trabalho do funcionário em tempo real.

A mesma tecnologia pode ser utilizada para fazer o controle de ponto em home office, isto é, daqueles trabalhadores que exercem suas atividades de casa. Dessa forma, você cumpre com a obrigatoriedade do ponto eletrônico sem precisar gastar tanto com isso.

Relógio de ponto digital biométrico: ainda mais facilidades para a sua empresa

Um dos objetivos do MTE ao instituir a obrigatoriedade do ponto eletrônico era reduzir a quantidade de fraudes no cartão de ponto manual. Acontece que os primeiros relógios para o registro de ponto eletrônico só aceitavam cartões com etiquetas RFID. Deixar o cartão ponto com o colega para fazer a marcação se tornou rotina no ambiente de trabalho, gerando um novo problema para as empresas.

Foi quando surgiu a ideia do controle de ponto biométrico, isto é, aquele que se utiliza de características únicas de cada pessoa para fazer o registro. Essas características podem ser a digital, o reconhecimento facial ou então da íris do olho.

Somando o ponto digital ao ponto biométrico, surgiram tecnologias como o Tangerino, um aplicativo de controle de ponto digital que pode ser carregado no bolso tanto de colaboradores quanto de gestores e ainda atender aos requisitos da lei do ponto eletrônico.

Quer saber mais sobre a obrigatoriedade do ponto eletrônico? Conheça a Portaria 1510 do MTE!

Leave A Comment