Por que sua empresa precisa pensar em BYOD

//Por que sua empresa precisa pensar em BYOD

Por que sua empresa precisa pensar em BYOD

By |2018-08-10T18:49:06+00:0008/08/2018|Todos os nossos artigos|0 Comments

O termo é novo e suscita diversas dúvidas entre os empresários: afinal, o que é BYOD? E quais as vantagens e desvantagens dessa inovação para uma empresa que busca mobilidade corporativa, flexibilidade nas relações de trabalho e mais engajamento por parte dos seus colaboradores?

Essas dúvidas também rondam a sua cabeça? Então descubra de uma vez por todas quais as vantagens e desvantagens do BYOD!

BYOD: o que é?

O acrônimo vem do inglês Bring Your Own Device (BYOD) ou, em português, Traga Seu Próprio Dispositivo. Ele se refere à política que algumas empresas adotam de permitir que os funcionários utilizem seus próprios smartphones, tablets ou computadores pessoais para o trabalho.

Antes vista como uma prática que afetava a produtividade dos trabalhadores e a própria segurança da informação das empresas, o uso de dispositivos móveis pessoais no ambiente de trabalho vem se tornando uma maneira bastante efetiva de motivar os colaboradores e reduzir os custos de infraestrutura.

BYOD: vantagens e desvantagens

A grande vantagem de implementar uma política de BYOD na empresa é reduzir o custo de aquisição de tecnologias corporativas, como smartphones, tablets e notebooks.

Como a maioria das pessoas já faz uso desses dispositivos e tem suas marcas preferidas, fica mais fácil que os colaboradores tragam eles de casa do que a empresa adquira novos e tenha que esperar o tempo de adaptação à nova tecnologia.

Um exemplo bastante prático e que faz parte do nosso cotidiano é o uso de smartphones com sistemas operacionais distintos. Quem está acostumado com o Android tem dificuldades de adaptação ao IOS e vice-versa.

Outra vantagem do BYOD está na atualização tecnológica. Os consumidores tendem a trocar de dispositivos com mais frequência do que as empresas, sendo que o período de troca de smartphone para o brasileiro, por exemplo, é a cada 2 anos.

Uma empresa com 100 colaboradores teria um custo de atualização tecnológica imenso caso decidisse acompanhar essa tendência e modernizar seus dispositivos móveis com a mesma frequência, concorda?

Entre as desvantagens de implementar uma política de BYOD na sua empresa estão o cuidado adicional com a segurança da informação e também com a segurança dos dispositivos em si.

No primeiro cenário, é fundamental ter uma política de segurança da informação bem estabelecida, assim como tecnologias que deem suporte ao controle das informações que transitam entre redes de computadores e dispositivos móveis.

Na segunda questão, caso o colaborador se sinta obrigado a levar seu dispositivo pessoal para o trabalho e venha a extraviá-lo de algum modo durante a jornada, a empresa pode ser responsabilizada pela restituição do item. Seria o caso, por exemplo, de um notebook pessoal furtado em ambiente de trabalho.

BYOD: aderir ou não?

É cada vez mais comum vermos empresas adeptas do BYOD. Estudo da Sapho demonstrou que uma empresa pode economizar $1300 (mil e trezentos dólares) por ano, por funcionário, implementando essa ideia.

A mesma pesquisa traz as vantagens do BYOD para os colaboradores: eles economizam cerca de 81 minutos por semana usando seus próprios dispositivos, tornando-se mais produtivos.

Um exemplo de economia e produtividade que pode ser citado é o uso do ponto móvel na empresa. Quando o colaborador tem acesso ao registro de ponto diretamente no smartphone, os custos de deslocamento e tempo perdido são reduzidos drasticamente, sem falar na redução de despesas com a manutenção de relógios de ponto biométrico tradicionais e a compra das bobinas de papel para impressão das marcações de ponto.

Investir em BYOD é uma grande decisão, portanto, não perca o próximo post dessa série. Vamos ensinar como criar uma política de BYOD na sua empresa. Assine nossa newsletter agora mesmo!

Leave A Comment