Tempo de Leitura: 13 minutos

Garantir que uma empresa conte com profissionais qualificados e aptos para desempenhar suas funções é uma prioridade do Departamento Pessoal (DP). Nesse contexto, o comprovante de escolaridade assume um papel crucial. 

Seja por meio de diplomas, históricos ou certificados, esses documentos não apenas atestam o nível de instrução de um candidato, mas também desempenham um papel vital na eficiência do processo de recrutamento. 

Ao mergulharmos na importância desse documento, desvendamos como o DP utiliza estrategicamente o comprovante de escolaridade para moldar uma força de trabalho capacitada e alinhada às metas e valores da empresa.

Neste conteúdo, vamos explorar a importância do comprovante de escolaridade para o DP das empresas e como ele influencia nas decisões de contratação. Vamos lá?

O que é o comprovante de escolaridade?

Comprovante de escolaridade

O comprovante de escolaridade é um documento oficial que atesta o nível de instrução de um indivíduo, sendo emitido pela instituição de ensino após a conclusão de um curso. Ele pode assumir diversas formas, como diploma, histórico escolar, certificado de conclusão de curso ou declaração.

O comprovante de escolaridade, no contexto do Departamento Pessoal (DP) e Recursos Humanos (RH), desempenha um papel crucial na avaliação da qualificação dos candidatos e funcionários dentro das organizações. 

No âmbito do DP, ao lidar com processos seletivos e contratações, o comprovante de escolaridade é essencial para assegurar que os candidatos atendam aos requisitos educacionais necessários para ocupar determinados cargos. 

Banner com o fundo branco escrito: Otimize as rotinas do seu Departamento Pessoal com a solução mais completa de DP para PMEs!; e um botão roxo escrito conheça a Sólides Tangerino; ao lado eletrônicos mostrando o software de férias e de ponto Sólides Tangerino

Ele fornece uma validação objetiva do nível de instrução alcançado, permitindo uma tomada de decisão mais embasada no momento da seleção e contratação de novos colaboradores.

Além disso, no contexto do RH, o comprovante de escolaridade contribui para a gestão eficaz do desenvolvimento profissional dos colaboradores

Ao manter registros precisos desse aspecto, o departamento pode identificar oportunidades de treinamento e capacitação, alinhando-as às necessidades individuais e aos objetivos da empresa. 

Dessa forma, o comprovante de escolaridade não apenas atende às exigências legais e normativas, mas também desempenha um papel estratégico na gestão de talentos e no crescimento organizacional.

Leia também:

Quais são as etapas do sistema de ensino básico?

O comprovante de escolaridade, regido pelas diretrizes da Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, é um documento estritamente vinculado à instituição de ensino na qual o indivíduo completou suas etapas educacionais. 

A emissão e carimbo são exclusivos dessa instituição, conferindo legitimidade ao documento. 

De acordo com a estrutura do sistema de ensino básico, delineado pela mencionada lei, o comprovante reflete a conclusão ou andamento nas seguintes etapas:

  • Educação Infantil: período inicial da educação formal, destinado a crianças na faixa etária de 0 a 5 anos.
  • Ensino Fundamental I: compreende do 1º ao 5º ano (antigos 1ª a 4ª série), abrangendo a fase inicial do ensino fundamental.
  • Ensino Fundamental II: engloba do 6º ao 9º ano (antigos 5ª a 8ª série), representando a segunda fase do ensino fundamental.
  • Ensino Médio: enfatiza o último ciclo da educação básica, do 1º ao 3º ano, podendo incluir um 4º ano ou um curso técnico integrado.

O comprovante, ao especificar a etapa concluída ou em curso, fornece dados cruciais para empregadores, processos seletivos e demais situações que demandem a verificação do nível educacional do indivíduo. 

Essa correlação entre o documento e a estrutura educacional propicia uma avaliação precisa do grau de instrução do cidadão, alinhando-se às exigências específicas de cada contexto.

Para que serve o comprovante de escolaridade?

comprovante de escolaridade

O comprovante de escolaridade desempenha um papel multifacetado e essencial em diversos contextos, sendo uma ferramenta fundamental tanto para indivíduos quanto para empresas e instituições. 

Primeiramente, no âmbito pessoal, o documento funciona como uma evidência formal do nível de instrução alcançado por um indivíduo, podendo ser representado por diplomas, certificados, históricos escolares ou declarações emitidas por instituições de ensino. 

Esses registros validam a conclusão de diferentes etapas educacionais, desde o ensino fundamental até o superior e pós-graduação, refletindo o conhecimento e as habilidades adquiridas ao longo do percurso acadêmico.

Para empresas e processos seletivos, o comprovante de escolaridade desempenha um papel crucial no momento da contratação. Muitas vagas de emprego exigem um determinado grau de escolaridade como requisito mínimo, e o documento serve como prova concreta dessa qualificação. 

No ambiente corporativo, o Departamento Pessoal utiliza essas informações para garantir que os candidatos selecionados atendam aos critérios educacionais necessários para desempenhar suas funções de maneira eficaz. 

Além disso, o comprovante de escolaridade é frequentemente considerado em processos de promoção e desenvolvimento de carreira, influenciando as decisões sobre treinamentos e oportunidades de crescimento profissional.

Outro aspecto crucial é a sua importância no acesso a benefícios sociais, como o seguro-desemprego. A apresentação desse documento é obrigatória nesses casos, contribuindo para a veracidade das informações fornecidas pelos solicitantes. 

A legislação, como a Portaria Interministerial 17 MTE-MEC/13, destaca a necessidade desse comprovante como uma medida para prevenir fraudes, garantindo que os beneficiários possuam a escolaridade declarada.

Além disso, o comprovante de escolaridade é essencial no contexto educacional, sendo requisito para matrículas em instituições de ensino superior, participação em concursos públicos e até mesmo em alguns cursos e capacitações profissionais. 

O que a CLT diz sobre o comprovante de escolaridade?

A Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) no Brasil, que regula as relações trabalhistas, não especifica disposições detalhadas sobre o comprovante de escolaridade

A CLT aborda principalmente questões relacionadas a direitos e deveres dos empregados e empregadores, condições de trabalho, remuneração, entre outros aspectos.

No entanto, é comum que em processos seletivos ou políticas internas de empresas, o comprovante de escolaridade seja solicitado como parte dos documentos para admissão. 

As exigências nesse sentido são frequentemente determinadas pela própria empresa, buscando garantir que os candidatos atendam aos requisitos educacionais para as posições em aberto.

Portanto, enquanto a CLT não estabelece regras específicas sobre o comprovante de escolaridade, a prática de solicitar essa documentação pode ser uma política interna das empresas, visando a adequação do profissional às demandas educacionais do cargo.

Qual a importância do comprovante de escolaridade para o DP?

afastamento do trabalho

O comprovante de escolaridade desempenha um papel crucial no Departamento Pessoal das empresas, sendo fundamental para garantir a conformidade nas contratações e nos processos internos

Ao exigir e verificar o comprovante de escolaridade durante o processo de admissão, o DP assegura que o colaborador possui a formação educacional necessária para desempenhar suas funções.

A importância desse documento reside na validação do nível de instrução do indivíduo, conforme estabelecido pela Lei de Diretrizes Básicas da Educação (LDB). 

O comprovante, que pode incluir diplomas, históricos escolares ou certificados, é essencial para atestar a conclusão de etapas específicas do ensino, desde o fundamental até o superior. 

Essa verificação é crucial para cumprir requisitos legais e normativos, além de assegurar que o colaborador está apto a ocupar determinada posição, contribuindo para a eficácia das operações internas da empresa.

A empresa pode solicitar o comprovante de escolaridade?

Sim, a empresa tem o direito de solicitar o comprovante de escolaridade durante processos seletivos e admissões. 

Essa prática é comum e serve para garantir que o candidato ou colaborador possui a formação educacional adequada para a função que vai desempenhar. 

O comprovante de escolaridade, que pode ser um diploma, histórico escolar ou certificado de conclusão, auxilia o DP e o RH a verificar se o nível de instrução do indivíduo atende aos requisitos necessários para o cargo. 

Essa exigência também contribui para a transparência e conformidade nos processos de contratação da empresa.

Qual outra forma a empresa tem para acessar o comprovante?

novos valores máximos e mínimos

A empresa, ao buscar informações sobre a escolaridade dos candidatos, tem à disposição diferentes formas de acessar o comprovante. 

Além da solicitação direta aos candidatos durante processos seletivos ou admissões, há a possibilidade de consultar a escolaridade por meio do CPF, facilitando o acesso a informações educacionais relevantes. 

Essa consulta, realizada geralmente nas Secretarias da Educação Estadual ou Municipal, permite verificar o status do ensino médio do indivíduo. No entanto, é crucial observar que cada estado possui sua própria Secretaria da Educação, exigindo que a consulta seja realizada no site específico do órgão na região correspondente à instituição de ensino declarada.

Vale mencionar que a busca por informações educacionais está em conformidade com a Lei de Diretrizes Básicas de Ensino, que divide o sistema de ensino básico em diferentes etapas, como Educação Infantil, Ensino Fundamental I e II, e Ensino Médio. 

Portanto, a empresa, ao requerer o comprovante de escolaridade, visa assegurar que os candidatos possuam a formação necessária para desempenhar as funções pretendidas

Essa prática não apenas valida as informações fornecidas pelos candidatos, mas também contribui para a transparência e integridade nos processos de recrutamento e seleção.

Qual a relação entre o comprovante de escolaridade e o seguro-desemprego?

A relação entre o comprovante de escolaridade e o seguro-desemprego está ancorada na necessidade de garantir a veracidade das informações educacionais dos solicitantes desse benefício. 

Conforme mencionado, o comprovante de escolaridade tornou-se um requisito obrigatório para dar entrada no seguro-desemprego. Essa medida visa combater possíveis fraudes, impedindo que indivíduos alterem sua escolaridade para obter vantagens indevidas no mercado de trabalho.

Os documentos exigidos para requerer o seguro-desemprego incluem o comprovante de escolaridade, juntamente a outros como:

  • documento de identidade;
  • comprovante PIS/PASEP;
  • CPF;
  • comprovante de residência;
  • contracheques;
  • comprovante de vínculo empregatício;
  • termo de rescisão de contrato;
  • guias de requerimento do seguro-desemprego. 

A verificação da escolaridade é uma etapa fundamental nesse processo, garantindo que o benefício seja concedido de acordo com a real formação acadêmica do solicitante.

Essa exigência não apenas reforça a importância do comprovante de escolaridade em diferentes esferas da vida profissional, como também ressalta a relevância desse documento na integridade dos procedimentos burocráticos, evitando manipulações que poderiam prejudicar a equidade e eficácia do programa de seguro-desemprego.

Banner de fundo claro, com texto

Portanto, a solicitação do comprovante de escolaridade nesse contexto visa fortalecer a autenticidade das informações prestadas pelos beneficiários, contribuindo para a transparência e eficiência do sistema.

Quais documentos servem como comprovante de escolaridade? 

 comprovante de escolaridade

Diversos documentos podem ser utilizados como comprovante de escolaridade, cada um adequado a diferentes situações e níveis educacionais. Entre os principais documentos destacados nos conteúdos fornecidos estão:

Diploma de conclusão de curso

O diploma é o ápice da jornada educacional, representando a conclusão bem-sucedida de um curso no ensino fundamental, médio ou superior. 

Emitido pela instituição de ensino, esse documento oficial é meticulosamente elaborado, incluindo informações cruciais como o nome do aluno, o curso concluído, a data de conclusão e a assinatura do responsável. 

Essa certificação tangível não apenas atesta o êxito acadêmico do indivíduo, mas também é fundamental em processos seletivos e contratações, proporcionando às empresas garantias sobre a formação educacional do candidato.

Histórico escolar

O histórico escolar é uma compilação detalhada da jornada acadêmica de um aluno, fornecendo uma visão abrangente das disciplinas cursadas, notas obtidas, carga horária de cada disciplina e a média final. 

Trata-se de um complemento valioso ao diploma, oferecendo uma perspectiva mais aprofundada do desempenho do aluno ao longo do tempo. 

É comumente utilizado em contextos acadêmicos e profissionais, contribuindo para a tomada de decisões informadas em processos seletivos, matrículas em cursos superiores e avaliações de desempenho profissional.

Certificado de conclusão de curso

O certificado de conclusão de curso desempenha um papel crucial ao preencher o intervalo entre a conclusão do curso e a emissão do diploma

Emitido pela instituição de ensino, esse documento temporário confirma que o aluno concluiu com êxito o curso, fornecendo informações vitais. 

O certificado é frequentemente utilizado em situações em que a apresentação do diploma definitivo pode ser adiada, permitindo que o indivíduo comprove sua formação e qualificações de maneira imediata em processos seletivos e outras instâncias que requerem validação educacional.

Declaração de matrícula

A declaração de matrícula é um documento emitido pela instituição de ensino, certificando que o aluno está devidamente matriculado em um curso específico. 

Essa declaração serve como um indicativo atualizado do status educacional do indivíduo, sendo útil quando o diploma ou o certificado de conclusão ainda não foram emitidos. 

É comumente requisitada em processos seletivos e pode ser empregada em diversas situações onde é necessária a confirmação da vinculação do aluno a uma instituição de ensino.

Boletim escolar

O boletim escolar, embora não seja um comprovante de escolaridade completo, oferece uma visão detalhada do desempenho acadêmico do aluno ao longo de um período letivo. 

Registrando as notas obtidas em cada disciplina, esse documento pode ser utilizado como um complemento aos certificados formais, proporcionando uma análise mais granular do progresso acadêmico. 

Em alguns casos, especialmente em processos seletivos mais detalhados, o boletim escolar pode ser solicitado para fornecer insights adicionais sobre o desempenho acadêmico do candidato.

Além desses documentos, outros podem ser aceitos dependendo das exigências específicas de cada instituição ou processo seletivo, como declaração de notas, certificados de participação em cursos extracurriculares, certificados de conclusão de cursos técnicos, entre outros. A validade desses documentos pode variar, sendo crucial verificar as exigências particulares de cada situação.

Como conseguir o comprovante de escolaridade?

isonomia salarial vale a pena

Para obter o comprovante de escolaridade, o interessado deve seguir algumas etapas específicas. 

Primeiramente, é essencial identificar qual documento atende às necessidades da situação em questão. Os documentos comuns incluem diploma de conclusão de curso, histórico escolar, certificado de conclusão e declaração de matrícula.

O diploma é geralmente emitido após a graduação, seja no ensino fundamental, médio ou superior, e é concedido pela instituição de ensino responsável. 

Caso o indivíduo não tenha retirado o diploma após a formatura, pode solicitar uma segunda via por meio do contato com a secretaria da universidade, sendo possível em universidades públicas requisitar o documento pelo site da instituição.

O histórico escolar detalha a trajetória acadêmica do aluno, registrando disciplinas cursadas, notas obtidas, carga horária e média final. 

Esse documento pode ser solicitado junto com o diploma ou separadamente. Já o certificado de conclusão é emitido quando o aluno finaliza um curso, antes da emissão do diploma. 

A declaração de matrícula, por sua vez, atesta que o aluno está regularmente matriculado em um determinado curso. A escolha do documento dependerá da exigência da situação, e é importante assegurar que o documento esteja atualizado e em conformidade com os requisitos específicos.

Como atestar a legitimidade do comprovante?

Para ser considerado legítimo, todo comprovante de escolaridade deve apresentar alguns critérios que garantam sua autenticidade e validade

Aqui estão os principais elementos que devem estar presentes:

  • informações do aluno: nome completo conforme consta nos registros da instituição;
  • dados da instituição de ensino: nome completo e reconhecimento legal da instituição;
  • curso concluído ou em andamento: indicação clara do curso, incluindo o nível de escolaridade e, se aplicável, o nome do curso específico;
  • data de conclusão ou emissão: a data em que o curso foi concluído ou a data de emissão do documento;
  • assinatura e carimbo: assinatura do responsável legal pela instituição de ensino, muitas vezes acompanhada de carimbo oficial da instituição;
  • número de registro ou matrícula: um número único atribuído ao aluno para identificação nos registros da instituição;
  • detalhes completos da escola: endereço, incluindo telefone e outras informações de contato;
  • formato adequado: o documento deve estar em um formato aceitável, seja físico (papel) ou digital (PDF ou imagem digitalizada);
  • adequação às regras locais: conformidade com as regras e regulamentos locais ou nacionais relacionados à emissão de documentos educacionais.

Certificar-se de que todos esses elementos estão presentes e são legíveis ajuda a garantir a validade e a aceitação do comprovante de escolaridade em diversos contextos, como processos seletivos, matrículas em instituições de ensino superior ou contratações por empresas.

Como emitir o comprovante de escolaridade pela internet?

Como funciona a nova lei do aviso prévio

Emitir o comprovante de escolaridade pela internet pode variar dependendo da instituição de ensino e das opções disponíveis. 

Abaixo, listamos alguns passos gerais que podem ser seguidos:

1. Acesso ao portal da instituição de ensino

A maioria das instituições de ensino possui um portal online. O novo ou ex-aluno deve acessar o site oficial da instituição e procurar a seção relacionada a serviços acadêmicos, secretaria ou documentos do aluno.

2. Área do aluno

Dentro do portal, geralmente há uma área dedicada aos alunos. Nessa seção, é possível encontrar opções como “Documentos”, “Histórico escolar” ou “Certificados”. Cada instituição pode ter uma nomenclatura diferente.

3. Informações de acesso

O aluno pode ser solicitado a fazer login com suas credenciais, como número de matrícula e senha. Se for um ex-aluno, pode ser necessário utilizar dados como CPF e data de nascimento.

4. Escolha do documento

Dentro da área de documentos, o aluno pode escolher o tipo de comprovante desejado, como diploma, certificado de conclusão, histórico escolar ou declaração de matrícula. 

Dependendo da instituição, o aluno pode ter a opção de fazer o download do documento diretamente do portal. Em outros casos, pode ser necessário solicitar o documento online e aguardar a emissão pela secretaria.

6. Validade digital

Muitas instituições estão adotando assinaturas e validações digitais para seus documentos online, conferindo-lhes validade legal. Certifique-se de que o documento emitido contenha as informações necessárias e seja aceito como comprovante de escolaridade.

Lembrando que cada instituição pode ter procedimentos específicos, e em casos de dúvidas, é sempre recomendado entrar em contato diretamente com a secretaria acadêmica ou suporte online da instituição de ensino.

É permitido fazer a emissão do comprovante por conta própria?

folha de pagamento cálculos

Em geral, não é permitido fazer a emissão do comprovante de escolaridade por conta própria

O comprovante de escolaridade deve ser emitido pela instituição de ensino que ofereceu o curso, seja ele de ensino fundamental, médio, superior, ou qualquer outra modalidade. 

Esse documento é considerado oficial e válido quando possui informações específicas sobre o aluno, carimbo, e assinatura da instituição.

Emitir o comprovante de escolaridade de forma independente, sem a chancela da instituição de ensino, pode resultar em um documento sem validade legal

As empresas, instituições de ensino superior, órgãos públicos e processos seletivos geralmente exigem um comprovante oficial emitido pela instituição para garantir a autenticidade das informações acadêmicas apresentadas pelo indivíduo.

Portanto, é crucial obter o comprovante de escolaridade diretamente da instituição de ensino onde o curso foi concluído, seja ele um diploma, certificado de conclusão, histórico escolar ou qualquer documento oficial que ateste a formação acadêmica.

Tire suas dúvidas sobre comprovante de escolaridade!

Mesmo tendo chegado até aqui, pode ser que você esteja se questionando sobre como obter o comprovante de escolaridade, sua relevância em processos seletivos ou mesmo se é permitido emiti-lo por conta própria.

Mas, não se preocupe, abaixo você encontrará mais esclarecimentos sobre essas dúvidas!

O que é o comprovante de escolaridade?

O comprovante de escolaridade é um documento que atesta o nível de instrução de um indivíduo, podendo ser o diploma, histórico escolar, certificado de conclusão, entre outros, emitidos pela instituição educacional. 

Para que serve esse comprovante?

O comprovante de escolaridade serve para verificar e validar o nível de instrução de um indivíduo, sendo essencial em processos seletivos, matrículas em instituições de ensino, contratações por empresas e até mesmo para requerer benefícios como o seguro-desemprego.

O comprovante de escolaridade é obrigatório para a admissão?

A obrigatoriedade do comprovante de escolaridade para admissão varia, sendo determinada pela política interna de cada empresa. Muitas organizações solicitam esse documento para assegurar que o candidato possui a formação educacional necessária para a vaga, mas a exigência pode variar conforme a natureza do cargo e as políticas de RH e DP da empresa. 

O comprovante de escolaridade tem validade?

Em geral, o comprovante de escolaridade não possui uma data de validade específica. No entanto, em alguns contextos, como processos seletivos ou concursos públicos, as instituições podem estabelecer prazos para a apresentação de documentos mais recentes. 

Como emitir o comprovante de escolaridade?

Para emitir o comprovante de escolaridade, entre em contato com a instituição de ensino onde concluiu as etapas educacionais. Lembre-se de que o documento precisa ter carimbo e assinatura para atestar sua veracidade.

Próximos passos…

Agora que você sabe tudo sobre a importância do comprovante de escolaridade para o DP, confira por quanto tempo é preciso guardar os documentos dos colaboradores neste departamento!

A concorrência não chega nem perto: Sólides otimiza + de 50 processos do seu DP