Tempo de Leitura: 9 minutos

Como você faz a gestão da sua organização? O sistema ERP para pequenas empresas é uma ótima solução para atender às necessidades desse tipo de negócio.

Grandes empresas costumam lidar com operações complexas e em grandes volumes, além de uma infinidade de dados, sendo necessário um software robusto para dar conta de todos os processos.

No entanto, como fica a rotina de um empresário de um negócio menor? Nesses casos, um simples erro pode causar um tremendo impacto no gerenciamento do negócio.

Pensando em ajudar você a tomar uma decisão, explicaremos como e por que adotar ERP para pequenas empresas. Não perca!

Navegue pelo conteúdo!

O que é ERP para pequenas empresas?

ERP para pequenas empresas

ERP (Enterprise Resource Planning) é uma sigla que vem do inglês e significa planejamento de recursos empresariais.

Isso quer dizer que o ERP serve para automatizar os processos administrativos e integrar setores em um único ambiente de trabalho.

Trabalho Remoto

O ERP apresenta inúmeros benefícios, como: 

  • tornar os processos mais ágeis;
  • evitar retrabalhos;
  • eliminar falhas humanas.

Vamos nos ater às vantagens do ERP para pequenas empresas mais à frente.

Por ora, é necessário saber que o sistema é subdividido em vários módulos.

Cada um é responsável por um setor da empresa, integrando-se naturalmente: compras, vendas, estoque, contas a pagar, contas a receber, fluxo de caixa, contabilidade, CRM, etc.

Ou seja, ERP é um termo utilizado para descrever ferramentas que oferecem soluções de ponta a ponta para diferentes tipos de negócios, principalmente para as micro e pequenas empresas.

São plataformas que conectam diversos setores de um negócio e contam com funcionalidades que vão desde o financeiro até gestão operacional. 

Por que uma ter um ERP para pequenas empresas?

As micro e pequenas empresas têm uma participação muito relevante na economia brasileira. De acordo com o SEBRAE, essas empresas são responsáveis por cerca de 53,4% do PIB do setor de comércio no Brasil.

Embora apresentem elevado grau de relevância, as micro e pequenas empresas podem ser frágeis e facilmente impactadas em épocas de crises econômicas, como ocorreu com a pandemia do novo coronavírus.

Contar com uma boa gestão e ter processos automatizados com os ERPs desde o início da empresa e enquanto ela ainda está em fase de crescimento é crucial para ter maiores chances de passar por esses altos e baixos sem precisar interromper sua jornada.

Além disso, a implementação de ferramentas como o ERP para pequenas empresas torna os negócios mais competitivos por fornecerem dados precisos que despertam insights sobre quando, onde e como direcionar os recursos e investimentos dentro do negócio.

Confira também os artigos a seguir:
👉 Gestão de Crise: Veja Como Contornar os Problemas na Sua Empresa
👉 Veja como sobreviver à crise sem demitir os colaboradores
👉 Como Reduzir Custos Fixos na Empresa em Ano de Crise?
👉 Gestão de Pequenas Empresas: Por Onde Começar?
👉 Como a Gestão de Logística Ajuda a Otimizar Processos?

Quais os benefícios de um ERP para pequenas empresas?

Um sistema de ERP para pequenas empresas acumula múltiplas funções.

Em qualquer tipo de negócio, vários segmentos são responsáveis pelas mais variadas tarefas, como financeiro, marketing, jurídico, vendas, operacional, Recursos Humanos, etc.

Por isso, todas as informações precisam circular de maneira ágil e à prova de falhas. No entanto, quando essa troca é feita por mãos humanas, a chance é grande de haver demora e erros.

Mas, graças à tecnologia, é possível minimizar esses problemas.

Veja, a seguir, quais são as principais vantagens do ERP para pequenas empresas e como esse sistema pode impactar diretamente o seu negócio!

Redução de custos

Os colaboradores de uma empresa são peças fundamentais para a execução dos processos e, como seres humanos, suas ações são passíveis de erros.

Quando falamos em termos corporativos, falhas são sinônimo de custos, pois geram atrasos, problemas e retrabalho. 

Um ERP para pequenas empresas minimiza os riscos de falhas humanas. Como consequência, as chances de perder dinheiro são menores

Além disso, adotar um sistema é muito mais barato do que contratar um profissional específico para fazer a checagem das informações em cada uma das áreas.

Dessa forma, evita-se o desperdício de matérias-primas e possíveis adversidades relacionadas à performance dos colaboradores.

Aumento da produtividade

Imagine o quanto o setor de RH demoraria para computar faltas, lançar as horas trabalhadas e fazer o fechamento da folha de ponto da maneira tradicional.

Além da espera pelo recebimento dos dados anotados à mão ou transferidos via ferramentas de comunicação, ainda seria preciso processá-los.

Todas essas atividades levam tempo e, no mundo dos negócios, esse é um ativo valioso. É por isso que as empresas têm priorizado processos automatizados, porque as operações são realizadas em poucos instantes.

Assim, há um ganho em produtividade, já que os profissionais envolvidos no processo podem dedicar as horas restantes em tarefas mais estratégicas.

Que tal saber mais sobre aumento de produtividade utilizando a tecnologia? Escute nosso Tangeirno Talks sobre o tema!

Processos mais eficientes

Controlar os processos de uma empresa por meio de uma solução tecnológica permite monitorar todas as etapas e avaliar os possíveis gargalos. Isso oferece maior previsibilidade e ajuda a evitar erros. 

A atividade de contabilizar e lançar as horas extras no sistema, por exemplo, pode ser muito mais eficiente se realizada por meio de um ERP para pequenas empresas.

O sistema torna as tarefas mais simples e pequenos ajustes podem ser feitos por meio de um simples clique.

Eficácia da gestão de impostos

Pagar impostos traz muitas dores de cabeça para empreendedores, porque existem diferentes cálculos que precisam ser realizados em situações variadas.

No entanto, os ERPs são a solução perfeita para simplificar essa atividade.

Toda essa dificuldade é facilmente superada quando todo o processo é realizado de maneira simples e automatizada.

Segurança

Os dados de uma empresa são o bem mais precioso que ela tem, por isso devem ser protegidos.

Ao caírem em mãos erradas, eles podem gerar vantagens competitivas para concorrentes e prejudicar seriamente a sua saúde financeira.

Por isso, é preciso que as informações estejam em um local seguro. Os softwares de ERP funcionam como um cofre digital, evitando invasores e protegendo contra fraudes e extravios.

O armazenamento em nuvem, por exemplo, torna ainda mais difícil a apropriação dos dados, já que eles são criptografados.

Vantagem competitiva 

Os processos e dados armazenados em um ERP para pequenas empresas impactam diretamente na competitividade do negócio.

Isso ocorre porque, com o aumento da produtividade e agilidade dos processos, o fluxo de tarefas torna-se mais fluido.

Dessa forma, recursos como tempo e dinheiro podem ser investidos em outras atividades, contribuindo para a gestão financeira da empresa.

Quais os melhores ERPs para pequenas empresas?

Pequenas empresas e grandes corporações possuem necessidades diferentes, não é mesmo?

Por isso, um pequeno empresário não precisa e nem pode arcar com os custos de um ERP feito para grandes empreendimentos

Flexibilização do trabalho

Na hora de escolher o sistema integrado de gestão empresarial mais adequado para a sua empresa, é necessário conhecê-lo bem.

Ao avaliar as suas funções, custos, suporte e o que mais oferece a sua empresa, é possível optar por um ERP que atenda as necessidades do seu negócio e do seu bolso. Confira, a seguir, quais são os principais:

Conta Azul

O Conta Azul é uma das ferramentas mais conhecidas do mercado e é, literalmente, um ERP para micro e pequenas empresas.

É um software totalmente online que permite controlar financeiro, vendas e estoque, além de emitir nota fiscal eletrônica.

O sistema é capaz de integrar gestão financeira, gestão de vendas, gestão de estoque, emissão de NF-e e cobrança com boleto registrado.

Permite dar acesso diferenciado aos usuários, o que garante que as informações sejam acessadas apenas por pessoas autorizadas.

Além disso, conta com a possibilidade de uma integração total com seu contador, dando a ele acesso aos documentos fiscais da sua empresa em tempo real.

Entre os benefícios do Conta Azul estão custo/benefício, facilidade no uso e conciliação automática de pagamentos.

Keruak

O Keruak um sistema ERP para pequenas empresas no qual é possível automatizar diversos processos financeiros, como:

  • emissão de notas fiscais de produtos e serviços;
  • emissão de boletos;
  • gestão de contratos.

O aplicativo apresenta os recursos necessários para controlar contas a pagar, contas a receber e contas correntes.

Também permite o controle de estoque com total acompanhamento de entrada e saída de mercadorias.

Outra funcionalidade do Keruak é a geração de propostas comerciais, que ficam conectadas ao atual banco de dados de produtos da empresa.

UpGestão

UpGestão é um ERP indicado para empresas de todos os portes e de diversos segmentos, como varejo, construção civil, clínicas veterinárias, empresas SaaS, indústrias, distribuidoras, produtos hospitalares, entre outros.

A solução oferece uma série de recursos. Entre eles, estão:

  • emissão de notas fiscais eletrônicas;
  • gestão de contas a pagar, a receber e do fluxo de caixa;
  • geração de arquivos fiscais: Sintegra e SPED Fiscal;
  • geração de contratos;
  • controle de estoque;
  • integração via API com outras ferramentas.

Nibo

Nibo é um ERP indicado para empresas de diversos segmentos e todos os portes, e que, como particularidade, oferece ferramentas exclusivas para contadores.

Com o Nibo é possível fazer a gestão do fluxo de caixa, controlar estoque, emitir nota fiscal e boletos e elaborar relatórios gerenciais que permitem acompanhar a saúde financeira da sua empresa.

Ele também possibilita integrações usando a API do software. Assim, dá para integrar o Nibo, por exemplo, ao PagSeguro, Shopify e Mercado Livre e a outros softwares como Excel, Google Sheets e Runrun.it.

Entre os benefícios da plataforma estão a cobrança automática com o envio de boletos e a gestão financeira completa com praticidade.

Omie

Omie é um ERP para pequenas empresas indicado também para organizações maiores e de diversos segmentos.

A plataforma oferece recursos para gestão financeira e para automatizar rotinas como controle de estoque, emissão de notas fiscais de serviços, emissão de boletos, controlar o fluxo de caixa, fazer conciliação bancária e gerenciar inadimplência.

Um dos diferenciais do Omie é que ele oferece o serviço de antecipação de recebíveis.

Além disso, assim como o Conta Azul, também possui um módulo de CRM e pode ser integrado a sistemas contábeis, digitais e a contas digitais.

Entre os benefícios estão a praticidade da ferramenta, o sistema de faturamento e a integração com sistemas contábeis. 

Sage

O Sage X3 é um ERP indicado para micro, pequenas e médias empresas, que permite controlar as contas a pagar e receber, além de gerenciar o limite da conta-corrente, aplicações e conciliações bancárias. 

O sistema conta também com funcionalidades de controle de estoque e possibilita integração com o módulo contábil.

Ele tem módulos de faturamento, financeiro, estoque, ponto de venda (PDV) e promete rápida implantação.

O módulo de extensão .NET oferece 2GB para hospedagem e funcionamento do sistema do cliente, com acesso pela internet, sem necessidade de investimentos em infraestrutura e equipamentos.

Bling

O Bling tem como foco as micro e pequenas empresas.

Assim como outros ERPs que citamos, permite emitir nota fiscal, controlar estoque, gerenciar vendas, fazer orçamentos, controlar o financeiro e emitir boletos.

Ele conta também com algumas funcionalidades específicas, entre elas a integração logística, pela qual você pode gerenciar seus envios, e a integração com os Correios, que permite imprimir etiquetas de rastreio e manter o cliente informado sobre as entregas.

Oferece também um CRM integrado, módulo de frente de caixa e integração com e-commerce, que possibilita integrar a loja virtual às principais plataformas e marketplaces do mercado.

Por que ter um sistema de gestão de controle de ponto?

bater ponto

De forma rápida ou lenta, alguns negócios começam muito pequenos e vão conquistando seu espaço. Aos poucos, a empresa que iniciou apenas com o proprietário e um ou dois funcionários passa a ter cinco ou dez. 

Nesse sentido, entre os muitos aspectos com os quais o administrador deve se preocupar está a gestão de controle de ponto em pequenas empresas.

Segundo a legislação, a responsabilidade de controlar a frequência do trabalhador e fiscalizar o cumprimento dos horários é do empregador. Isso é o que o art. 74, § 2º, da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) estabelece como norma.

O controle de ponto é exigido nas empresas que têm mais de 20 empregados, e a companhia pode escolher a forma como esse registro é feito.

Ela pode adotar um sistema manual, mecânico ou eletrônico, ou mesmo utilizar mais de um modo.

Porém, mesmo nas empresas que não são obrigadas a manter esse controle — as que empregam menos de 20 funcionários — essa é uma prática recomendada.

Afinal, ela garante que o pagamento seja justo, de acordo com as horas trabalhadas pelos colaboradores.

O controle de ponto em pequenas empresas evita divergências relacionadas ao pagamento de horas extras, banco de horas, descontos por atrasos e ausências. Dessa forma, previne problemas com a fiscalização e processos trabalhistas

Além de evitar problemas de natureza legal, contar com um sistema de gestão do ponto é importante para:

  • obter respaldo em processos trabalhistas;
  • avaliar a produtividade individual e da equipe;
  • controlar atividades de colaboradores externos;
  • corrigir problemas com o cumprimento da jornada;
  • oferecer credibilidade e transparência ao colaborador.

Quer entender como um software de controle de ponto beneficia empresas dos mais diversos segmentos? Confira o exemplo abaixo:

Conclusão

Para adotar o melhor ERP para pequenas empresas é fundamental analisar todas as opções e, então, escolher aquela que mais se relaciona com o porte e o segmento do seu negócio. 

Os ERPs para pequenas empresas são soluções que podem ajudar as companhias a alcançarem um outro nível quando se fala em organização, centralização e saúde financeira

Essas ferramentas são capazes de automatizar os processos de gestão, aumentar a produtividade do negócio em todos os setores e potencializar seus resultados com os inúmeros recursos oferecidos.

Quer entender a fundo como isso funciona na prática? Confira o case da Raro Labs e veja como o Tangerino facilitou a organização do DP!

Kit Férias do Tangerino