Tempo de Leitura: 7 minutos

Ter uma boa rede de contatos é fundamental para a carreira. Por isso, é primordial que a importância do networking seja discutida na empresa.

Ainda não sabe onde o RH entra nisso ou por que essa questão é importante para os profissionais da área?

Da porta do setor para dentro, temos profissionais que também se preocupam com o próprio desenvolvimento e evolução.

Da porta para fora, temos os responsáveis por propor ações que favoreçam o crescimento dos demais profissionais na empresa.

Assim, a importância do networking no RH tem relação com o desenvolvimento pessoal e também com o sucesso da organização.

Continue a leitura e saiba mais!

O que é networking?

A importância do Networking

Por definição, networking é a construção e manutenção de uma rede de contatos, sobretudo no ambiente profissional. Muitas pessoas já conhecem esse conceito, mas não o entendem em profundidade ou aplicam.

Trabalho Remoto

Há quem classifique o networking como uma ferramenta ou uma habilidade, e não há nada de errado em pensar dessa forma.

Porém, ressaltamos que o networking é uma ação.

É importante dizer isso porque ajuda a entender que o networking pessoal não é algo que simplesmente acontece sem que os profissionais precisem agir. Pelo contrário, a construção de uma rede forte precisa de dedicação frequente.

Assim, falamos do ato intencional de encontrar e desenvolver conexões que possam ser úteis para o desenvolvimento profissional.

Algo a ser entendido como uma estratégia para o sucesso de cada trabalhador.

Esse assunto foi pauta de um Tangerino Talks. Dê o play!

Qual a importância do networking no RH?

Como mencionamos, profissionais do RH também almejam evoluir em suas carreiras e o networking contribui para que isso aconteça.

Isso porque a construção dessa rede de contatos favorece a troca de experiências, o reconhecimento de habilidades, novas parcerias e até novas oportunidades de trabalho.

Cerca de 80% dos profissionais consideram verdadeira a importância do networking para uma carreira bem-sucedida. O dado é de uma pesquisa global realizada pelo LinkedIn.

Cada vez mais, portanto, empresas buscam um RH estratégico, capaz de contribuir para o sucesso dos negócios por meio de uma gestão de pessoas mais eficientes.

Não é sem motivo que profissionais antenados estão sempre de olho nas listas de tendências para o setor: todos querem aprender a fazer e saber quais caminhos trilhar para desenvolver o RH.

E ainda que essas listas sejam bastante úteis, muito só se compreende por meio das trocas e da experiência. Assim, a importância do networking no RH tem a ver com a criação de oportunidades para aprender junto e crescer.

Algo que permite que o profissional alcance objetivos pessoais e contribua para transformar o setor, dentro da empresa em que atua, em um RH mais alinhado às expectativas da alta gestão e do mercado.

Que tal contribuir ainda mais para a sua leitura? Confira esses outros artigos do nosso blog:
👉 CHRO: o Que é e Qual Seu Papel no RH?
👉 De Olho na Carreira: os Cargos em Alta Para o RH em 2022
👉 Benchmarking: Como Aplicar em seu RH?
👉 Gestor de RH: Tudo Que Você Precisa Saber

O networking B2B

A importância do networking no RH ultrapassa o nível pessoal. Em outras palavras, pode ser uma oportunidade para que a empresa se conecte com outras.

Assim, ainda pensando em um RH cada vez mais participativo na conquista de metas de negócios, a criação dessa rede de contatos pode ser ainda mais produtiva para a organização.

Como desenvolver networking?

Além de saber qual a importância do networking, todo profissional interessado em construir essa rede deseja saber como fazer isso, não é mesmo?

São várias as dicas que podem ajudar você ― ou outra pessoa ― a fazer networking de forma eficiente. A seguir, apresentamos algumas que consideramos bastante úteis. Veja:

Aposte nas redes sociais

Eventos presenciais para profissionais existem, mas as redes sociais estão ao seu alcance todos os dias.

Você se lembra de que, no início do post, apresentamos um dado de uma pesquisa realizada pelo LinkedIn? A rede é a principal mídia social profissional que temos.

Outras redes, como o Instagram, podem ser úteis para criar e cultivar relações profissionais, mas a vantagem do LinkedIn é ter sido criado especialmente para isso.

Todas as pessoas que ali estão buscam algum tipo de conexão com seu mercado, com profissionais e até com recrutadores.

O primeiro passo é criar um perfil gratuito e incluir informações básicas, tal qual um currículo. Depois, você pode procurar e adicionar conhecidos e também explorar a rede para se conectar e interagir com outras pessoas.

Crie e compartilhe conteúdo profissional

Criar um conteúdo é criar oportunidade para ser visto e iniciar conversas com outros profissionais.

O próprio LinkedIn e outras plataformas ― como o Medium, considerado um bom lugar para textos ― podem ser buscadas para que você compartilhe seus conteúdos.

Entenda que não é preciso criar algo necessariamente elaborado, mas útil ou instigante. Algo que ajude você a atrair atenção das pessoas e trocar ideias e experiências com elas.

As conexões começam a ser criadas de forma significativa a partir daí. Uma pessoa tem mais chances de se lembrar de você quando tem um motivo mais claro.

Se você inicia uma discussão sobre uma tendência de RH, por exemplo, pode fazer com que pessoas voltem para conversar sempre que virem algo novo sobre o mesmo assunto.

Top Of Mind de RH

Entenda que networking é uma relação de troca

Trocas fortalecem as relações humanas e, consequentemente, a rede de conexões profissionais também.

É natural pensar e fazer networking para ser lembrado quando uma oportunidade de trabalho surgir, mas a ideia não é criar laços apenas esperando receber algo.

A ideia que apresentamos anteriormente, da criação de conteúdos e partilha de conhecimentos, mostra como é importante oferecer algo também. Entenda que não é preciso muito para isso.

Profissionais de nível iniciante também têm algo a oferecer; então todos têm. Se um colega fizer um post desabafando sobre a dificuldade de conseguir um emprego novo, um comentário empático é uma forma de troca que gera conexão.

Invista na manutenção dos relacionamentos

Networking não tem a ver com o número de pessoas na sua rede e nem com o número de cartões de trabalho que você troca.

Esse volume pode não representar nada se as conexões não se aprofundarem e se você não investir em mantê-las

Aproveite a facilidade das redes, troque mensagens, experiências e conhecimentos. Acompanhe o que as pessoas postam e atente-se para oportunidades de participar da conversa que cada profissional inicia.

Lembre-se de interagir com as pessoas que buscarem você ou seus posts, por exemplo. E, claro, invista nessa construção também no mundo off-line.

Como o RH pode incentivar o networking na empresa?

A importância do networking também é real para profissionais de outras áreas. Isso nos leva de volta ao papel do RH em propor ações que favoreçam o desenvolvimento dos funcionários de uma empresa.

O RH pode adotar estratégias desde o onboarding de novos colaboradores para fomentar uma cultura organizacional que promova o networking.

Vamos a algumas ideias?

Apresente os canais de comunicação

Fazer networking é se comunicar e se conectar. E, diferente do que pode parecer, esse movimento também pode ocorrer dentro da própria empresa.

Sendo assim, no processo de integração de novos funcionários, o uso dos canais de comunicação da organização deve ser incentivado. Se necessário, treinamentos devem ser ministrados.

Tudo isso funciona ainda melhor quando a cultura prevê essas trocas porque mostra a todos que os profissionais podem se procurar para trocar ideias e aprender.

Alguns dos motivos atrelados à importância do networking aqui são as avaliações de desempenho e o recrutamento interno. Em ambos os processos, a opinião de colegas pode ser decisiva.

As trocas permitem que uns conheçam as habilidades dos outros e entendam melhor como cada profissional pode contribuir para a empresa.

Cultura Organizacional é o tema desse episódio do Me Explica Aí. Assista!

Crie oportunidades de interação dentro da empresa

Outra forma de incentivar o networking é criar momentos oportunos para que os colegas da organização se conheçam e se aproximem.

Eventos como coffee break, almoços de aniversário, happy hour e até programas como a carona compartilhada favorecem a troca de contatos e o fortalecimento de conexões.

Alguns dos pontos positivos aqui são a melhoria do trabalho em equipe e do clima organizacional, bem como um maior prestígio da marca empregadora.

Inclua os funcionários no LinkedIn da empresa

Incentive o uso do LinkedIn fazendo posts para anunciar novas contratações. É provável que os funcionários queiram ver suas fotos na página da empresa e interagir.

Muitos também vão querer postar que estão iniciando uma nova jornada e isso pode abrir portas para que conexões sejam criadas ou desenvolvidas.

Entenda que o networking pessoal é benéfico para cada profissional, mas também para a empresa. Conhecimento, parcerias e até atração de talentos podem surgir dessa rede de contatos.

Divulgue e incentive a participação em eventos

Por fim, mais uma vez considerando a importância do networking para além dos domínios da organização, o RH pode incentivar a participação dos funcionários em eventos profissionais.

Fóruns, congressos, cursos online e afins são oportunidade de aprendizado, conexão e trocas.

Assim, com a permissão da alta gestão e em parceria com as lideranças de cada setor, o RH pode até buscar descontos em eventos pagos para que os profissionais possam aproveitar essas oportunidades.

Confira esses materiais ricos do Tangerino!
📚Indicadores de RH: dados estratégicos que você precisa acompanhar
📚Pesquisa de clima organizacional
📚Novos modelos de trabalho: a evolução do mundo corporativo

Conclusão

De modo geral, a importância do networking é um assunto com o qual a maioria dos trabalhadores já teve contato, mas que nem todos compreendem.

A vivência desse networking, com a busca ativa da criação e manutenção de uma rede de contatos é algo que gera resultados ao longo do tempo.

É na prática que as pessoas alcançam a compreensão do porquê investir nesses relacionamentos.

Foi por essa razão que, neste post, buscamos explicar tanto a relevância do networking para o RH quanto dicas para que o mesmo RH incentive o networking na empresa.

Individualmente, os profissionais saem ganhando, mas não para aí. Como vimos, a rede de conexões tende a trazer benefícios para a organização e isso faz com que seja ainda mais válido estimular seu desenvolvimento.

Achou este post útil? Como o incentivo ao networking começa quando um funcionário chega, confira nossas dicas de como fazer a integração de novos colaboradores!

Teste Grátis Tangerino