Tempo de Leitura: 8 minutos

Imagine que uma empresa consegue elaborar excelentes planejamentos e todas as ações táticas necessárias, mas, no momento de colocar tudo isso em prática, não possui um orçamento adequado. Cuidar dessa importante parte da condução de um negócio é apenas uma das diversas responsabilidades do Chief Financial Officer ou CFO

Além de fazer a gestão dos recursos da companhia, esse profissional precisa ter uma visão estratégica e integrada junto às outras áreas, para que a empresa consiga aliar seu planejamento às capacidades financeiras disponíveis.

Quer entender melhor como funciona esse cargo, suas responsabilidades, formação e competências necessárias? Então, continue a leitura.

Você verá:

O que é CFO?

profissional em provável cargo de CFO apresentando dados em pé em frente a colegas sentados à mesa

CFO – Chief Financial Officer ou, em português, Diretor Financeiro, é o cargo dos profissionais que comandam a administração e o planejamento financeiro de uma empresa. 

É considerado um cargo de confiança e de muita importância para organizações de alto nível.

Controle de ponto para PME's: é realmente preciso?

Geralmente, o CFO responde diretamente ao CEO da empresa, ou seja, o presidente, e, a partir das estratégias definidas, passa a delegar responsabilidades para a equipe financeira, direcionando as metas para as áreas.

A atuação desse profissional vai além do período de fechamento e da criação de relatórios financeiros. Isso porque ele precisa ter um olhar estratégico, entendendo todo o contexto por trás dos números

Isso possibilita que ele faça a análise dos riscos financeiros de uma organização, propondo as soluções mais assertivas. Para isso, é fundamental que ele tenha conhecimento e uma integração com todas as áreas da empresa, para que consiga atuar com uma visão global.

Dessa forma, dentre as diversas responsabilidades do CFO, estão o monitoramento do fluxo de caixa e de como está o orçamento empresarial, bem como o planejamento financeiro. Além, é claro, do controle de metas e objetivos.

Quais as responsabilidades de um CFO na empresa?

Além de cuidar do planejamento estratégico financeiro da empresa, é esperado que o CFO garanta um olhar único e uma visão analítica sobre o planejamento econômico, financeiro e estrutural da organização.

De maneira geral, a expectativa é de que ele consiga garantir que a empresa conseguirá sustentar uma estrutura financeira que condiz com seu planejamento estratégico.

Para isso, é fundamental que suas decisões, estratégias e planejamento sejam baseados em métricas, indicadores e números. 

De maneira que ele consiga avaliar todo o ambiente a curto, médio e longo prazo e possa tomar as decisões mais acertadas, tanto nos momentos mais desafiadores como também durante a evolução e crescimento da empresa, a partir dos resultados positivos.

É possível citar algumas de suas funções de forma detalhada. Veja:

  • possuir amplo conhecimento do mercado;
  • ter olhar analítico e participativo em todas as áreas do negócio;
  • liderar com foco em todas as operações financeiras;
  • cuidar para que o planejamento estratégico esteja de acordo com a saúde financeira da empresa;
  • gerir toda a equipe para uma avaliação contínua de objetivos orçamentários em curto, médio e longo prazo;
  • garantir a credibilidade da empresa, sempre, de forma precisa e estratégica, realizando análises de orçamento, projeção de cenários e previsões financeiras;
  • gerenciar todo o Departamento Financeiro;
  • estar atento para garantir o cumprimento da legislação, bem como o correto pagamento de tributos, impostos, taxas e contribuições;
  • capacidade para se relacionar e comunicar, de maneira eficiente, com colaboradores, investidores, clientes, fornecedores e demais stakeholders internos e externos;
  • acompanhar de perto e compartilhar responsabilidades com o CEO e demais diretores;
  • alcançar uma boa integração com todos os demais diretores da empresa, para identificar seus principais desafios e necessidades;
  • possuir conhecimento em aspectos como investimentos e negócios, fusões e aquisições;
  • saber acessar e gerir dados e informações importantes em favor da empresa;
  • acompanhar e estar sempre atualizado e atento em relação às inovações do mercado;
  • possuir capacidade de se adaptar a mudanças em diversos contextos.

Você também pode se interesse pelos artigos a seguir:

Quais as habilidades de um Chief Financial Officer?

Com base na sua importância para a empresa e as responsabilidades que deve assumir, é possível observar como um CFO deve desenvolver habilidades igualmente importantes.

São características e soft skills que tornam esse trabalho realmente produtivo, passando ao restante da equipe uma confiança que é fundamental para um líder, especialmente aquele que lida com a gestão financeira da organização.

Como já mencionado, um CFO lida com a empresa de uma forma integrada e, para que faça isso da melhor maneira, precisa garantir habilidades que estão além dos aspectos e conhecimentos técnicos da área.

Veja algumas dessas habilidades que um CFO precisa possuir para assumir o cargo:

Ter postura de liderança

Desenvolver a capacidade de liderança é uma das primeiras habilidades que um diretor financeiro deve desenvolver. 

Contar com a confiança da equipe para conduzir o desafio de gerir a parte financeira da empresa é um ponto positivo, dentre vários outros, que o bom líder alcança.

Dentre as características e habilidades que transformam um diretor em um bom líder estão:

  • saber ouvir;
  • ter empatia;
  • conseguir construir um diálogo;
  • identificar os pontos fortes e aqueles a serem melhorados em cada membro do time e ajudá-los a desenvolvê-los;
  • montar uma equipe diversa e com várias características; 
  • ser flexível;
  • estar disponível e e ser acessível.

Desenvolver inteligência emocional

Essa é uma expressão comumente utilizada no meio corporativo, pois é esperado que aqueles profissionais que possuam cargos de liderança e gestão tenham inteligência emocional.

Trata-se de um conceito da psicologia que define a capacidade que uma pessoa tem de reconhecer e avaliar os próprios sentimentos e os dos outros, assim como ter condições de lidar com esses sentimentos da melhor maneira.

Isso significa, dentre outras habilidades:

  • não tomar decisões por impulso;
  • saber se portar e conduzir pessoas em situações de pressão ou de crise;
  • manter a calma e o diálogo nos momentos mais difíceis.

Para isso, o líder deve investir em autoconhecimento, para entender suas emoções e limitações e, a partir disso, entender como é seu funcionamento.

Possuir boa capacidade de tomar decisões

Não é novidade que o departamento financeiro de uma empresa é um dos mais desafiadores de um negócio, seja ele de pequeno, médio ou grande porte. Isso porque um diretor financeiro deve sempre conseguir tomar decisões bem embasadas, alinhadas ao planejamento da empresa e com determinado recurso financeiro disponível.

No meio do caminho, mesmo com toda assertividade e foco, podem surgir obstáculos e problemas que demandem que a rota seja recalculada. 

Um banner com fundo rosa, na direita tem a imagem da planilha

Lidar com a gestão de crise e com acontecimentos inesperados e, mesmo com isso, tomar decisões sob pressão, é fundamental para o cargo de CFO.

Gostaria de aprofundar seus conhecimentos em gestão? Baixe os materiais a seguir!

Alcançar uma visão integrada e analítica do negócio

Como responsável por cuidar da gestão financeira, seria desafiador realizar esse trabalho sem conhecer as demandas dos setores, seus principais desafios e conquistas.

Quando um CFO possui essa visão integrada e desenvolve a capacidade de analisar o todo de forma crítica e estratégica, torna-se ainda mais possível tomar decisões acertadas e até mesmo antecipar possíveis problemas, corrigindo-os antes que aconteçam, de fato.

Possuir uma visão holística do negócio e atuar com base nisso é entender que, mesmo aquele departamento mais operacional, tem impactos diretos nos resultados da empresa.

Entender com profundidade o modelo de negócio e o mercado

Não só de contas e análises de relatórios vive o CFO. Ao aceitar assumir esse cargo, o profissional deve ter em mente que precisará estudar e conhecer, em profundidade, todo o negócio e o mercado no qual está inserido.

Seus principais desafios, tendências, aquilo que já não funciona mais, inovações e novas tecnologias que estão surgindo, a atuação dos principais concorrentes, aspectos macroeconômicos, dentre outros. 

Além, é claro, de todo o funcionamento da empresa, sua cultura organizacional, como funcionam as estratégias de vendas, marketing, a área de RH, enfim, toda a lógica do negócio.

A partir da detenção dessas informações e dados, e sua capacidade de enxergá-los de maneira realmente crítica, ele conseguirá participar, ativamente, de todos os processos e até mesmo contribuir com sua visão, identificando pontos de melhorias. 

Quais as diferenças entre CEO, CFO e COO?

CEO, CFO, COO são siglas que resumem cargos muito importantes na estrutura organizacional de uma empresa, cada um com suas responsabilidades, mas, sem dúvidas, executando um trabalho que deve ser integrado e que se completa.

  • CEO – Chief Executive Officer: é considerado o líder máximo de uma empresa. 
  • COO – Chief Operating Officer: deve planejar, orientar e avaliar os objetivos e ações da empresa com base em suas operações.
  • CFO – Chief Financial Officer: tem a responsabilidade de manter o planejamento orçamentário de acordo com o planejamento estratégico.

Veja abaixo as definições de CEO e COO:

CEO – Chief Executive Officer

CEO, que, em português, significa diretor executivo, é o diretor ou diretora geral da empresa, podendo também ser chamado de presidente, ocupando a posição principal dentro da hierarquia empresarial. O trabalho do CEO envolve tomadas de decisões em relação a todos os níveis da organização, o que pode variar conforme o segmento e até mesmo o porte da empresa.

COO – Chief Operating Officer

COO é a sigla do cargo de diretor de operações, consideradas as atividades mais importantes, afinal, são elas as responsáveis por gerarem receita para o negócio. Geralmente, o COO é o braço direito do presidente da organização, sendo destinado a gerir de perto toda a área comercial da empresa, garantindo a produtividade e a gestão adequada dos recursos disponíveis. 

É importante destacar que esses cargos integram o chamado C-Level, time de executivos considerados de mais alto nível na estrutura organizacional de uma empresa, geralmente responsáveis pela tomada de decisão. 

Como se tornar um CFO?

Pelo fato do cargo de CFO estar diretamente relacionado à gestão financeira de todo o negócio, o que inclui a gestão do fluxo de caixa e do balanço patrimonial da empresa, além de todas as habilidades já citadas, um CFO precisa ter conhecimentos técnicos específicos.

Assim, é fundamental que possua formação em áreas como economia, finanças, contabilidade ou mesmo administração de empresas. Geralmente, um CFO de uma empresa de grande porte possui mais de uma formação superior.

Atualmente, devido às demandas do mercado, o aumento da oferta de cursos e da concorrência, muitos investem também em especializações, pós-graduações, mestrados, Master in Business Administration – MBA e doutorado em áreas estratégicas de gestão. 

A experiência é fundamental para esse cargo, sendo necessário que o profissional já seja considerado sênior na gestão de equipes de diversas áreas. 

Outras possibilidades incluem ocupar posições de controlador e tesouraria, ampliar a experiência financeira e também nas áreas comercial e operacional.

Uma parte importante da formação, considerando o mercado no contexto atual, é estar aberto e investir no conhecimento em tecnologia e softwares

Hoje, estão disponíveis diversas plataformas e sistemas muito utilizados na área financeira, que auxiliam o profissional em sua atuação em posições de liderança, como é o caso de um CFO.

Além, é claro, de toda a Inteligência Artificial atuando no contexto da gestão financeira, com a oferta de tecnologias que tornam o trabalho de um diretor executivo e de sua equipe cada vez mais estratégico e menos operacional. 

Recapitulando que foi apresentado

O que é CFO?

Chief Financial Officer ou, em português, Diretor Financeiro, é o cargo dos profissionais que comandam a administração e o planejamento financeiro de uma empresa.

Quais as responsabilidades de um CFO na empresa?

A expectativa é de que ele consiga garantir que a empresa conseguirá sustentar uma estrutura financeira que condiz com seu planejamento estratégico.

Quais as habilidades de um Chief Financial Officer?

Liderança, inteligência emocional, boa capacidade de tomar decisões, visão integrada e analítica do negócio e compreensão do modelo de negócio e do mercado em que está inserido.

Quais as diferenças entre CEO, CFO e COO?

O CEO – Chief Executive Officer é o líder máximo de uma empresa, o COO – Chief Operating Officer planeja, orienta e avalia os objetivos e ações da empresa com base em suas operações e o CFO – Chief Financial Officer mantém o planejamento orçamentário de acordo com o planejamento estratégico.

Como se tornar um CFO?

Geralmente, um CFO de uma empresa de grande porte possui mais de uma formação superior (economia, finanças, contabilidade, administração), investe em especializações, pós-graduações, mestrados, Master in Business Administration – MBA e doutorado em áreas estratégicas de gestão.A experiência de nível sênior também é fundamental.

Ao longo deste texto, você pôde entender melhor sobre a função, as responsabilidades e a importância de um CFO para uma organização que possui esse cargo em seu organograma.

Mais do que cuidar da parte financeira de uma empresa, um Chief Financial Officer ou CFO é um conhecedor de todo o negócio e do mercado no qual ele está inserido.

Você tem interesse em se alavancar na área financeira da sua empresa? Aprimore seus conhecimentos sobre a importância do planejamento orçamentário agora mesmo!

Quer simplificar seu DP? É Sólides e Ponto!