Tempo de Leitura: 9 minutos

O termo Internet das Coisas (ou IoT do inglês Internet of Things) pode deixar muitas pessoas confusas. Porém, se você já utilizou uma Alexa para realizar uma tarefa como acender luzes, já está mais que familiarizado com o conceito.

Em suma trata-se de conectar objetos com a internet, tornando-os inteligentes. No ambiente corporativo, esse novo paradigma permite uma maior produtividade e praticidade na execução de atividades.

No mais, como os dispositivos inteligentes fazem cada vez mais parte da nossa vida, é inegável a necessidade de educar-se sobre o tema e compreender quais as mudanças práticas para as empresas e indivíduos. Continue lendo e descubra mais sobre a Internet das Coisas e suas aplicações.

Qual o conceito de Internet das Coisas?

Internet das Coisas

A Internet das Coisas (IoT), ou Internet of Things em inglês, é um conceito que abrange a interconexão de objetos físicos à internet, permitindo que eles coletem e troquem dados entre si. 

Esses objetos, que podem variar desde simples sensores de temperatura até carros conectados à rede, são integrados por meio de softwares, sensores e tecnologias diversas.

Desde a sua concepção pelo britânico Kevin Ashton em 1999, na época envolvendo o uso de sensores inteligentes e tecnologia RFID, o conceito evoluiu com os avanços tecnológicos, como o Bluetooth e a conexão 5G. 

Hoje, a IoT está presente em diversos aspectos do nosso cotidiano, com estimativas apontando para mais de 10 bilhões de dispositivos IoT em todo o mundo.

Banner escrito:

Essa interconexão possibilita uma variedade de aplicações, desde dispositivos simples, como smartwatches, até sistemas mais complexos, como a gestão de frotas e automação industrial, indo desde a agricultura até o marketing.

Além disso, a IoT possibilita a análise de grandes quantidades de dados, fornecendo insights sobre tendências e padrões que podem ser usados para melhorar processos e tomar decisões mais informadas. 

Como a IoT funciona?

A IoT funciona por meio da interconexão de dispositivos físicos que são equipados com tecnologias que possibilitam a comunicação entre si e a transferência de dados para a nuvem

Esses dispositivos podem se conectar à internet por meio de diferentes tipos de redes, como Wi-Fi, Bluetooth e dados móveis.

Com o avanço da tecnologia de sensores de baixo custo e baixa potência, tornou-se mais acessível equipar os dispositivos com sensores confiáveis, permitindo que uma variedade maior de fabricantes adote a tecnologia IoT.

Além da conectividade, a IoT incorpora princípios de Inteligência Artificial (IA), como Machine Learning e Processamento de Linguagem Natural (PLN), que permitem aos dispositivos acessarem informações armazenadas na nuvem e aprender com esses dados. 

Isso significa que os dispositivos podem reconhecer comandos de voz ou texto e agir de acordo com as solicitações dos usuários.

Leia também:

Essa interconexão possibilita uma ampla gama de aplicações em diversos setores. Por exemplo, na indústria, sensores inteligentes podem monitorar o desempenho de máquinas em tempo real, melhorando a eficiência operacional. 

Em centros de distribuição, a tecnologia RFID pode rastrear o movimento de produtos, proporcionando um melhor controle de estoque.

Os dados coletados pelos dispositivos IoT podem ser usados para uma variedade de finalidades, como otimização de processos, identificação de tendências e melhoria da experiência do usuário. 

Empresas de energia podem usar esses dados para otimizar o consumo energético, enquanto e-commerces podem entender melhor o comportamento de compra dos clientes e melhorar o design do site para aumentar as vendas.

Em resumo, a IoT funciona integrando dispositivos físicos à internet, permitindo a coleta, transferência e análise de dados em tempo real para uma variedade de aplicações e setores diferentes.

Como a IoT ajudou no avanço tecnológico? 

Ao automatizar processos, facilitar a comunicação entre dispositivos e gerar informações valiosas, a IoT tem promovido uma evolução significativa em tecnologias já existentes.

Internet das Coisas e conectividade

Uma das principais contribuições da IoT é a conectividade. 

Para que a IoT funcione de forma eficiente, é essencial que todos os dispositivos estejam integrados e se comuniquem entre si. Isso permite que softwares, sensores e outras tecnologias troquem dados e informações, facilitando a realização de diversas tarefas.

Coletar informação do ambiente

A tecnologia de sensores desempenha um papel crucial na IoT, permitindo que dispositivos coletem informações do ambiente ao seu redor

Sensores de movimento, proximidade, gás e nível são apenas alguns exemplos dos dispositivos que transformam estímulos em sinais capazes de desencadear respostas em sistemas conectados pela IoT.

Machine Learning e Inteligência Artificial

Além disso, a IoT tem impulsionado o desenvolvimento de Machine Learning e Inteligência Artificial (IA). 

Por meio da análise de dados fornecidos pela IoT, as máquinas podem aprender e identificar padrões, melhorando sua eficiência e capacidade de prever comportamentos futuros.

Internet das coisas e plataformas em nuvem

armazenamento em nuvem privada

As plataformas em nuvem também desempenham um papel crucial na IoT, fornecendo o armazenamento e a integração necessários para que os sistemas funcionem de forma eficiente. 

Com uma variedade de opções disponíveis no mercado, as plataformas em nuvem oferecem a infraestrutura necessária para o desenvolvimento e implementação de soluções de IoT.

Qual a diferença entre IoT e IIoT? 

A IoT refere-se à conexão entre objetos mundanos, como uma lâmpada inteligente e uma Alexa, com o objetivo de tornar a vida dos consumidores mais conveniente. 

Por outro lado, IIoT, ou Internet Industrial das Coisas, é direcionada especificamente para o ambiente industrial, visando melhorar a eficiência, produtividade e segurança das fábricas.

Enquanto a IoT se concentra em dispositivos de consumo, como smartwatches, a IIoT lida com máquinas industriais, utilizando sensores mais sofisticados e precisos para garantir um controle e análise mais avançados. 

Em termos de tecnologia, a IIoT é considerada mais sofisticada do que a IoT, devido à sua aplicação em ambientes industriais complexos. Isso demanda também investimentos mais altos devido à necessidade de dispositivos mais robustos e precisos.

Qual a importância da Internet das Coisas para as empresas? 

Agora que você já entendeu o que é Internet das Coisas, entenda como ela desempenha um papel crucial no ambiente empresarial, oferecendo uma série de benefícios que podem impulsionar o crescimento e a eficiência das organizações. Confira a seguir:

Aumento de produtividade

Em primeiro lugar, a IoT aumenta a produtividade ao fornecer dados precisos sobre o desempenho dos colaboradores e identificar áreas que precisam de melhorias. 

Isso permite evitar interrupções na produção e otimizar a capacidade de produção, garantindo uma eficiência operacional maior.

Planilha de controle da escala de trabalho

Inovação

Além disso, a IoT possibilita uma maior geração de insights, permitindo às empresas coletar uma grande quantidade de dados sobre o ambiente interno e externo. 

Esses insights podem ser usados para identificar padrões de comportamento do consumidor, tendências de mercado e eficácia de campanhas de marketing, auxiliando na tomada de decisões estratégicas.

Esse é o ambiente perfeito para fomentar inovações de mercado que podem diferenciar a sua empresa.

Redução de custos

Outro benefício significativo da IoT é a redução de custos. Ao permitir o monitoramento remoto e a gestão da produção, as empresas podem reduzir custos operacionais e identificar problemas de forma proativa. 

Além disso, a automação de tarefas e processos contribui para a redução de despesas.

Relacionamento com clientes

A IoT também melhora o relacionamento com o cliente, ao possibilitar a criação de soluções personalizadas e oferecer experiências diferenciadas

Isso ajuda a construir relacionamentos mais fortes e duradouros com os clientes, aumentando a fidelidade e a satisfação do cliente.

Sustentabilidade

Por fim, a IoT promove a sustentabilidade, ao permitir o uso mais eficiente dos recursos e a redução do desperdício. 

Isso inclui a redução do consumo de energia, o gerenciamento mais eficiente de recursos e a minimização do desperdício de matéria-prima, contribuindo para um impacto positivo no meio ambiente.

Quais os tipos de Internet das Coisas (exemplos)?

tipos de Internet das Coisas

A Internet das Coisas (IoT) está presente em diversos aspectos do nosso cotidiano, oferecendo uma gama de exemplos que demonstram sua versatilidade e utilidade em diferentes contextos. Alguns deles são:

  • Relógios inteligentes: que se conectam aos smartphones via IoT, permitindo monitorar batimentos cardíacos, atividades físicas etc.
  • Casas inteligentes: onde dispositivos eletrônicos se comunicam com smartphones, permitindo o gerenciamento remoto da iluminação e outros dispositivos.
  • Carros inteligentes: utilizando a IoT para otimizar trajetos em tempo real e promover uma direção mais segura.
  • Industria: os sensores industriais são implantados em máquinas para torná-las mais inteligentes, permitindo o gerenciamento autônomo das atividades e a coleta de dados para análise.
  • Cidades inteligentes: automatizando serviços como a coleta de lixo e melhorando a segurança pública por meio de câmeras inteligentes.
  • Agricultura: onde sensores coletam informações sobre as plantações e condições do solo, contribuindo para uma produção mais eficiente.
  • Hospitais e clínicas: a IoT facilita o trabalho dos profissionais de saúde ao monitorar pacientes e enviar dados em tempo real para os sistemas de controle de exames.
  • Setor de logística: utilizada para o gerenciamento da cadeia de suprimentos, controlando inventários, frotas e orientando sobre as melhores rotas a seguir.

O que são as aplicações SaaS IoT?

As aplicações SaaS IoT são softwares disponibilizados como serviço pela internet, sem a necessidade de instalação local, facilitando o acesso e a utilização. 

Essas aplicações são projetadas para analisar e apresentar dados capturados por sensores de IoT, fornecendo informações valiosas para empresas.

Utilizando algoritmos de machine learning, as aplicações SaaS IoT são capazes de processar grandes volumes de dados provenientes dos sensores conectados na nuvem. 

Isso permite a identificação de padrões, tendências e anomalias nos equipamentos monitorados, possibilitando a geração de alertas em tempo real para os usuários.

Esses alertas não apenas informam sobre possíveis falhas ou problemas, mas também podem acionar ações corretivas automatizadas, melhorando a eficiência e reduzindo o tempo de resposta diante de eventos críticos.

O que são os aplicativos de IoT?

Os aplicativos de IoT são aqueles softwares responsáveis por administrar as “coisas” ligadas ao sistema e também apresentar os dados de forma que faça sentido para o usuário.

Com as aplicações SaaS IoT, as empresas podem aprimorar seus processos em diversas áreas, como cadeia de suprimentos, atendimento ao cliente, recursos humanos e serviços financeiros. 

Isso é possível sem a necessidade de recriar totalmente os processos de negócio, aproveitando a flexibilidade e a escalabilidade oferecidas pela nuvem.

Como a Internet das Coisas pode ajudar o RH/DP? 

Internet das Coisas e DP

A IoT traz inúmeras possibilidades para o setor de Recursos Humanos (RH) e Departamento Pessoal (DP), promovendo uma gestão mais inteligente e eficiente dos colaboradores.

Internet das coisas e automatização de processos

Uma das principais vantagens é a possibilidade de automatizar processos, tornando-os mais ágeis e eficazes

Monitoramento em tempo real

Com a utilização de dispositivos interconectados, é possível monitorar o desempenho dos funcionários em tempo real e coletar dados relevantes para a tomada de decisões estratégicas.

Gestão descentralizada

Além disso, a IoT permite a gestão remota e descentralizada das atividades, o que se mostrou especialmente útil durante a pandemia do COVID-19. 

Com a adoção do home office e modelos de trabalho híbridos, as empresas precisam de ferramentas que facilitem a integração e o acompanhamento das equipes, e a IoT oferece soluções para esse desafio.

Redução da burocracia

Por meio da automação de processos, é possível eliminar etapas desnecessárias e simplificar as atividades do dia a dia, resultando em entregas mais rápidas e eficientes.

Internet das Coisas e implementação de inteligência artificial

A inteligência artificial (IA) também desempenha um papel importante no RH/DP, permitindo a criação de bots que podem interagir com os candidatos em processos seletivos, arquivar documentações de forma online e fornecer insights valiosos por meio do people analytics.

Dados na nuvem

Além disso, as soluções em nuvem são essenciais para a modernização do RH/DP, oferecendo escalabilidade, segurança e acessibilidade aos dados e sistemas da empresa. 

Com a nuvem, os profissionais têm acesso a documentos, arquivos e projetos colaborativos de forma remota, facilitando o trabalho em equipe e a comunicação interna.

Tudo certo sobre a Internet das Coisas?

o que é bater ponto

Diante da expansão e integração cada vez mais profunda da IoT em nossa vida cotidiana e nos ambientes corporativos, é crucial compreender o impacto dessa tecnologia no setor de RH e DP.

A IoT oferece uma série de benefícios para o RH/DP, desde a automatização de processos até a implementação de inteligência artificial e a gestão descentralizada das atividades. 

Com dispositivos interconectados, é possível monitorar o desempenho dos colaboradores em tempo real, coletar dados relevantes e simplificar tarefas burocráticas.

Além disso, a utilização de soluções em nuvem facilita o acesso e a segurança dos dados, promovendo uma gestão mais eficiente e colaborativa. 

Com a adoção dessas tecnologias, o RH/DP pode se tornar mais estratégico e proativo, contribuindo para o aumento da produtividade e satisfação dos colaboradores.

Portanto, é essencial que as empresas e profissionais se eduquem sobre o tema e compreendam as mudanças práticas trazidas pela IoT. 

Ao investir em tecnologias inovadoras e aproveitar ao máximo os recursos disponíveis, o RH/DP pode desempenhar um papel fundamental na transformação digital das organizações, impulsionando o crescimento e a eficiência em um mundo cada vez mais conectado.

Agora, entenda se o sistema de ponto eletrônico para pequenas empresas vale a pena e entenda quais tecnologias são mais rentáveis.

Banner com fundo cinza o texto