Tempo de Leitura: 9 minutos

O que é melhor trabalho presencial ou home office? Esta pergunta movimenta o mercado e as empresas demonstram interesse no retorno 100% presencial. Já os funcionários mostram interesse no modelo remoto ou híbrido.

Segundo a 24ª edição do Índice de Confiança Robert Half, os dados mostram que 72% das organizações introduziram políticas de retorno ao escritório e isso diminuiu o tempo de trabalho remoto.

Diante a tudo isso, ficam as dúvidas: qual é o futuro dessas modalidades? De que forma as empresas podem administrar esses modelos? É sobre isso que falaremos no artigo de hoje! Confira todos os tópicos que tratamos a seguir:

Trabalho presencial ou home office: o que as empresas indicam?

Trabalho presencial ou home office

Existem muitas divergências na escolha entre trabalho presencial ou home office e as empresas indicam que desejam o retorno 100% presencial, diferentemente dos funcionários. Mas, por que as empresas estão voltando ao presencial?

Diante dos dados, é possível perceber que as companhias estão retomando o modelo em virtude da decisão de outras grandes empresas, como a Google. Alguns motivos para esta decisão são:

  • cultura organizacional enfraquecida;
  • diminuição da produtividade dos colaboradores;
  • busca pela inovação e colaboração;
  • desafios da gestão à distância.

Algumas companhias como a Amazon e JPMorgan Chase, na hora de atrair os funcionários de volta ao presencial, evitam mencionar dados financeiros ou, até mesmo, obrigar eles a retornarem ao modelo. 

Eles optam por argumentar que o trabalho no local fortalece a cultura empresarial e aumenta a colaboração. Isso porque se nota que a falta de flexibilidade pode impulsionar pedidos de demissão.

Banner com uma foto escrito em roxo

Atual cenário dos modelos de trabalho nas empresas

Antes de mais nada, as companhias devem considerar estudos mais holísticos em suas políticas de trabalho, é o que diz pesquisa da Scoop-BCG.

O estudo realizado por eles com 554 organizações nos EUA, que empregam mais de 26 milhões de pessoas, reflete que as empresas com políticas flexíveis de trabalho registram faturamento quatro vezes maior.

O CEO da Scoop, Rob Sadow, relata que essas taxas mais altas no crescimento das empresas pode ser devido aos seguintes aspectos:

  • agilidade na contratação;
  • possibilidade de contar com colaboradores de uma maior área geográfica;
  • mais chances de retenção de colaboradores.

Por exemplo, no caso da seguradora Allstate nos EUA, 84% das contratações são de funcionários que não moram próximo aos escritórios da empresa. Notou-se também que empregos amigáveis ao trabalho remoto contam com o dobro de inscrições.

Em outras palavras, as companhias que optaram pela flexibilidade, com trabalho 100% remoto ou a possibilidade do funcionário escolher, tiveram um aumento de 21% no faturamento entre 2020 e 2022.

Leia também:

Quais podem ser os impactos da volta do trabalho presencial? 

Normas Brasileiras de Contabilidade

A escolha entre o home office ou trabalho presencial pode impactar bastante o trabalho. Para aquelas empresas que optam pelo modelo totalmente presencial, podem se deparar com funcionários negando o retorno.

Isso é o que retrata a pesquisa do ICRH, cerca de 38% dos profissionais empregados no Brasil considerariam buscar um novo trabalho se o retorno fosse totalmente presencial. Algo que evidencia a preferência por flexibilidade por parte dos funcionários.

Além disso, os impactos da volta trabalho presencial, podem ser:

Rotatividade e busca por novas oportunidades

Assim como a pesquisa destacou, na escolha entre home office ou trabalho presencial, quando a opção é trabalho completamente presencial, os profissionais considerariam buscar um novo emprego. 

Isso sinaliza uma possível rotatividade significativa de funcionários que preferem flexibilidade, algo que impacta diretamente na retenção de talentos.

Desafios de recrutamento e retenção 

Com 39% dos recrutadores já observando colaboradores em busca de novas oportunidades quando a empresa opta pelo retorno presencial, as companhias podem enfrentar desafios na atração e retenção de talentos qualificados. 

Isso pode exigir estratégias diferenciadas para atrair profissionais em um cenário bastante competitivo.

Clima organizacional e engajamento

A possibilidade de um retorno integralmente presencial contra a preferência por flexibilidade pode impactar o clima organizacional. 

Conforme a pesquisa da Robert Half, a busca por flexibilidade chegou para ficar e os funcionários que se sentem limitados pela falta de opções maleáveis podem apresentar menor engajamento. Algo que pode afetar a produtividade e a colaboração na empresa.

Reputação da empresa no mercado

Empresas que oferecem flexibilidade são percebidas como mais atrativas e modernas. Assim, a decisão de retornar completamente ao modelo presencial pode afetar a reputação da empresa no mercado de trabalho, tornando-a menos desejável para futuros talentos.

Adaptação e produtividade

A transição abrupta para o trabalho presencial pode demandar um período de adaptação para os funcionários, o que pode influenciar inicialmente a produtividade. 

Por isso, a mudança repentina de ambiente pode impactar tanto o desempenho até que uma nova rotina seja estabelecida.

Trabalho presencial ou home office? Híbrido ou 100% remoto? 

Décimo quarto salário e empresas

O fato de existir um cabo de guerra, que faz as pessoas optarem entre o home office ou trabalho presencial, não é algo novo. Esse duelo desfoca a possibilidade de se ter mais flexibilidade na escolha

Mas há um meio-termo para as duas opções, o trabalho híbrido. Conforme a pesquisa da Robert Half, que já citamos, 76% dos trabalhadores estadunidenses enxergam o modelo híbrido como uma ótima opção atualmente.

Em relação ao Brasil, uma pesquisa realizada pela Microsoft revelou que 58% dos brasileiros preferem manter o formato remoto ou híbrido. Os principais motivos registrados por 71% dos colaboradores são saúde e qualidade de vida.

Mas quais são as principais vantagens dos dois modelos? Vamos falar sobre eles agora abaixo.

Vantagens do híbrido

A principais vantagens do modelo de trabalho híbrido, são:

  • maior adaptabilidade;
  • redução de custos operacionais;
  • aumento da produtividade; 
  • descentralização;
  • otimização das atividades; 
  • maior gestão de tempo.

Maior adaptabilidade

O trabalho híbrido oferece uma incrível vantagem de adaptabilidade, fornecendo às empresas e colaboradores flexibilidade para se ajustarem às condições externas e às necessidades momentâneas.

Essa modalidade de trabalho não apenas permite a transição entre o presencial e o remoto, mas também prepara tanto as organizações quanto os funcionários para cenários imprevistos e essa é uma das grandes forças deste modelo.

Redução de custos operacionais

Uma das grandes vantagens do modelo híbrido é a redução significativa de custos para ambas as partes. Com menos gastos, há uma economia substancial. 

Planilhas da Jornada do DP

Isso impacta positivamente os colaboradores, que podem economizar financeiramente, e também as empresas, que podem realocar recursos para outras áreas estratégicas do negócio.

Aumento da produtividade

No duelo entre trabalho presencial ou home office sempre aparece a produtividade como centro do debate. Mas o trabalho híbrido frequentemente resulta em um aumento dessa capacidade. 

Por meio da flexibilidade de escolher onde trabalhar, é possível que os funcionários criem ambientes mais propícios para o foco e a concentração, eliminando as distrações típicas dos escritórios convencionais. 

Descentralização

A descentralização do trabalho proporcionada pelo modelo híbrido permite que as empresas sejam mais resilientes e adaptáveis. 

Ao não dependerem exclusivamente de um local físico de trabalho, tornam-se menos vulneráveis a interrupções causadas por questões logísticas ou eventos externos inesperados. 

Otimização das atividades

Com a combinação do trabalho presencial e remoto, há uma oportunidade única para otimizar as atividades. Reuniões presenciais podem ser reservadas para discussões estratégicas e momentos de colaboração intensiva.

Enquanto tarefas individuais ou de menor impacto colaborativo podem ser realizadas de forma remota. É uma abordagem que possibilita maior alocação de recursos e tempo, maximizando a eficiência das atividades realizadas.

Maior gestão de tempo

O trabalho híbrido oferece aos colaboradores uma maior gestão do tempo. Ao eliminar deslocamentos diários ou ter flexibilidade para ajustar horários conforme necessidades pessoais, os funcionários podem otimizar seu dia de trabalho. 

Por outro lado, contribui para uma melhor distribuição do tempo entre vida pessoal e profissional, além de aumentar a capacidade de foco e concentração durante as horas de trabalho.

Vantagens do trabalho remoto 100%

reembolso de despesas para home office

Já o trabalho remoto é o favorito dos colaboradores e tem diversas vantagens tanto para as empresas quanto funcionários, como:

  • flexibilidade de horário;
  • redução de custos;
  • qualidade de vida;
  • liberdade geográfica;
  • maior autonomia;
  • retenção de talentos.

Flexibilidade de horário

No trabalho remoto, os colaboradores têm a liberdade de definir seus próprios horários de trabalho. Isso permite a adaptação da jornada conforme a produtividade pessoal e a conciliação com compromissos pessoais. 

A flexibilidade proporcionada pelo modelo remoto permite a execução das tarefas em momentos mais propícios para cada indivíduo, promovendo uma gestão mais eficiente do tempo.

Redução de custos

Trabalhar remotamente resulta em economias significativas para colaboradores e empresas. A eliminação dos deslocamentos diários reduz gastos com transporte e alimentação fora de casa. 

Para as empresas, a redução de custos está associada à diminuição de despesas com estruturas físicas de trabalho, como aluguel de escritórios e despesas operacionais, impulsionando a eficiência financeira.

Qualidade de vida

O tempo economizado com deslocamentos pode ser investido em atividades pessoais, cuidados com a saúde, família e hobbies, que resultam em um maior equilíbrio na vida e felicidade.

Uma pesquisa realizada pela Alelo, especializada em benefícios, incentivos e gestão de despesas corporativas, mostrou que 75% dos colaboradores entrevistados se consideram extremamente felizes.

É perceptível que o trabalho remoto possibilita um alinhamento entre vida pessoal e profissional. Essa flexibilidade promove bem-estar mental e físico.

Liberdade geográfica

biometria facial

Trabalhar remotamente oferece a liberdade de escolher o local de trabalho, permitindo que os colaboradores executem suas tarefas de qualquer lugar. 

Essa liberdade geográfica possibilita que funcionários se desloquem para áreas mais adequadas às suas preferências pessoais, promovendo um ambiente de trabalho mais inspirador e adaptado às necessidades individuais.

Maior autonomia

O modelo remoto confere maior autonomia aos colaboradores, permitindo que gerenciam suas próprias tarefas, horários e mesmo distante é possível que a alta liderança faça uma excelente gestão de tarefas.

Isso resulta em um ambiente de trabalho mais autônomo, onde os funcionários têm mais liberdade para tomar decisões e organizar suas atividades, estimulando a responsabilidade e a autorregulação.

Retenção de talentos

O trabalho remoto é uma vantagem competitiva na retenção de talentos. Oferecer essa modalidade de trabalho demonstra o compromisso da empresa com o equilíbrio entre vida pessoal e profissional dos colaboradores. 

Isso atrai profissionais que valorizam a flexibilidade e a liberdade oferecidas pelo modelo remoto, fortalecendo a retenção de talentos dentro da organização.

E falando sobre trabalho presencial ou home office, confira outros artigos que podem ser do seu interesse:

Trabalho presencial ou home office: tendências para o futuro 

Antes de escolher entre home office ou trabalho presencial, é interessante saber um pouco sobre as tendências para o futuro do trabalho. Por isso, confira as principais abaixo:

  • Semana de 4 dias: a adoção da semana de 4 dias vem ganhando popularidade, esse modelo é onde o número de horas trabalhadas cai para 32 ao invés de 40 horas semanais. A ideia é promover uma melhor gestão do tempo e uma busca pela qualidade de vida.
  • Saúde mental: há uma preocupação crescente com o equilíbrio entre trabalho e vida pessoal, reconhecendo que o excesso de horas pode levar a problemas de saúde mental, como o burnout.
  • Avaliação de novos modelos: embora a redução dos dias de trabalho possa ser benéfica, há a necessidade de avaliar cuidadosamente os efeitos na produtividade. Nem sempre é simples adaptar um modelo de trabalho reduzido a todas as empresas ou setores.
  • Trabalho híbrido: conforme pesquisas, as empresas que adotam um modelo onde os colaboradores comparecem pelo menos alguns dias na semana, as vendas foram duas vezes maiores. Então isso pode virar tendência nos próximos anos.

Como as empresas podem gerenciar diferentes modelos de trabalho?

modelos de plano de carreira

Gerenciar diferentes modelos de trabalho é um desafio que muitas empresas enfrentam atualmente. Com a diversidade de modelos, como trabalho presencial, remoto ou híbrido, surge a necessidade de estratégias flexíveis e adaptáveis

Compreender a complexidade de cada modelo é o primeiro passo para implementar estratégias eficazes. 

Alguns especialistas em ambientes corporativos destacam a importância de oferecer autonomia às equipes em relação ao local e horário de trabalho

Essa prática, diferentemente das políticas de presença rígidas, demonstra ser mais eficaz, uma vez que considera as necessidades individuais dos colaboradores.

Ou seja, permitir que os funcionários escolham quando e onde trabalhar não apenas aumenta a satisfação, mas também pode maximizar a produtividade.

Essa comunicação mais transparente sobre as políticas, a disponibilidade de tecnologia adequada para facilitar a colaboração remota e a avaliação contínua do impacto desses modelos são elementos-chave para o sucesso na gestão de diferentes modelos de trabalho.

Próximos passos sobre trabalho presencial ou home office

Assim como você pode ver ao longo deste artigo, não precisa existir uma batalha para escolher entre trabalho presencial ou home office. É possível microgerenciar os diferentes modelos e equipes.

Por isso, a Sólides Tangerino criou uma solução simples e eficiente para que funcionários e gestores tenham mais flexibilidade no gerenciamento: o controle de ponto digital.

Se você quer saber mais sobre isso, confira nosso artigo e descubra como a Sólides Tangerino pode ajudar no Home Office!

Com a Sólides Ponto o fechamento da folha é: rápido e seguro