Tempo de Leitura: 7 minutos

A jornada de trabalho é um desses fatores que proporciona uma política de pagamento justa e adequada, mas para isso, é essencial contar com ferramentas eficientes. Aí começam as dúvidas sobre como escolher o relógio de ponto que otimize essas rotinas e cálculos. 

Para ajudar nessa difícil tarefa, vamos falar sobre os principais erros cometidos nessa escolha, o que deve ser considerado e também quais modelos são mais indicados para determinadas situações. Afinal, a transparência das relações de trabalho é fundamental para garantir tanto os direitos quanto os deveres das empresas e dos trabalhadores. 

Acompanhe os principais tópicos desse conteúdo abaixo:

Como escolher o relógio de ponto para a empresa?

4 erros comuns ao adquirir um relógio de ponto eletrônico

Escolher o melhor relógio de ponto para a sua empresa pode não ser uma tarefa fácil, considerando que existem muitos fatores específicos envolvidos, que devem ser analisados caso a caso. 

Muitas vezes, a ideia de contratar um dispositivo simples e barato pode acabar gerando problemas no futuro, como a necessidade de fazer manutenções frequentes, criar filas no início e término do expediente e até mesmo aumento de custos com bobinas e impressões. 

Confira a seguir quais requisitos devem ser avaliados para escolher o relógio de ponto sem erros.  

Banner com fundo claro escrito: Kit de planilhas de RH e DP, oito planilhas editáveis para otimizar a jornada do colaborador e um botão escrito baixe agora.

Verificar a legalidade

De acordo com o Artigo 74 da CLT, empresas com mais de 20 funcionários precisam registrar a jornada de trabalho de seus funcionários, sendo que esse registro pode ser feito de maneira manual, mecânica ou eletrônica. 

A Portaria 671 é a norma reguladora que especifica as regras para o controle de ponto eletrônico dos empregados no Brasil. Ela substitui, reúne e agrega mais regras às diretrizes antes oferecidas pelas antigas portarias 1510 e 373.

Sendo assim, antes de decidir sobre o melhor relógio de ponto é essencial verificar se ele segue todas as normas vigentes.

Conferir a assistência técnica

A assistência técnica do produto é responsável pela implantação da solução e também por manutenções que precisam ser realizadas. Além disso, muitas vezes, também são necessários treinamentos e consultoria para que os responsáveis na empresa aprendam a manusear o equipamento e obter as informações do registro dos funcionários.

Por isso, é importante saber como funciona a assistência e o suporte técnico da empresa. Uma forma de fazer isso é conversar com outras empresas que já utilizam a solução e saber como é o pós-venda

Outro ponto importante é saber, detalhadamente, o que está incluído na garantia, como possíveis cobranças com a visita, deslocamento, etc. 

Calcular o custo da impressão

Os equipamentos de registro de ponto eletrônico imprimem um comprovante a cada marcação realizada pelo funcionário. Sendo assim, é importante identificar a autonomia da bobina e, consequentemente, avaliar o custo dessa impressão.  

Os dispositivos mais eficientes possuem autonomia superior a 10 mil comprovantes, entretanto, alguns alcançam esse número com bobinas de 400 metros e outros de 320 metros. 

Esse custo também deve ser levado em consideração para diferenciar os tipos de equipamentos. O custo de impressão de um Registrador Eletrônico de Ponto (REP) é menor que o do relógio cartográfico, por exemplo.  

Certifique a forma de comunicação do relógio

Mais um ponto importante a ser considerado é a forma de comunicação utilizada entre o dispositivo de registro de ponto e o software de tratamento de dados

A maneira mais utilizada é a Ethernet, a rede local, mas existem locais em que não existe essa disponibilidade de conexão por cabo. Nesses casos, a coleta de dados pode ser feita por USB, mas é importante saber se não existe perda de recursos caso seja preciso utilizar essa função

Entenda a necessidade da empresa

O ponto mais importante para escolher o melhor relógio de ponto é identificar a real necessidade da empresa. 

Em empresas com muitos funcionários e aquelas que oferecem a possibilidade de trabalho fora da empresa, seja em home office ou em visitas e viagens, a melhor opção sempre será um sistema eletrônico, acessível em qualquer lugar, por meio da internet, smartphone ou computador. 

Entretanto, em empresas pequenas, com poucos funcionários e que o trabalho é realizado presencial, um modelo mais simples pode ser mais adequado.   

Aproveite a visita e confira também:

Quais os principais erros na hora de escolher relógio de ponto?

Mesmo considerando todos esses pontos, ainda existem alguns erros que são muito frequentes. Veja quais são para não errar mais. 

Não ter um SLA

O SLA (Service Level Agreement) é uma espécie de contrato entre o fornecedor e cliente que estabelece quais são os direitos e obrigações de cada parte, assim como os requisitos mínimos para que se considere que o trabalho está sendo feito com qualidade.

Ele determina, por exemplo, em quanto tempo o fornecedor deve responder a um chamado de suporte técnico, quais são as manutenções e serviços contemplados e quais  serão cobrados à parte.

Ter um SLA é a garantia de que, se o fornecedor falhar na prestação de serviços, sua empresa poderá cobrar pela falha, civil ou judicialmente.

Falta de suporte

Quando contratamos um serviço, obviamente, queremos o melhor e pensamos no bom funcionamento dele. Entretanto, tudo é passível de falhas e o suporte aos possíveis problemas apresentados deve ser oferecido pelo fornecedor. 

No caso de um relógio de ponto eletrônico, por exemplo, essa falha pode significar interromper os registros da jornada ou ainda ter problemas no cálculo das horas. 

Planilhas da Jornada do DP

Sendo assim, um dos grandes erros cometidos é não checar se o fornecedor oferece uma boa assistência técnica, se é rápido no atendimento de chamados, na resolução de problemas e na oferta de soluções. 

Backup não atende

A segurança de proteção de dados é um fator essencial e que deve ser levado em consideração por todas as empresas. Entretanto, essa segurança possui um custo. 

Um dos principais erros na escolha do relógio de ponto eletrônico é olhar apenas para o custo do produto e escolher uma opção que não oferece capacidade de armazenamento e segurança suficientes.

Preço elevado de manutenção

Mais um erro recorrente é não avaliar o custo das manutenções nos equipamentos e sistemas de controle de ponto. 

Muitas vezes, justamente para atrair o maior número de clientes, a ferramenta oferece um custo baixo de implantação, mas cobra caro pelas manutenções, que se tornam mais e mais frequentes com o tempo. 

Todos esses valores precisam fazer parte do planejamento da empresa, mais especificamente do gerenciamento de custos do RH, e devem ser compatíveis com o orçamento organizacional. 

Limitações tecnológicas

Alguns equipamentos são fabricados de maneira a aceitar apenas um tipo de bobina ou serem manuseados apenas pelo fornecedor. Outros, são integrados apenas com determinados sistemas, também oferecidos pela mesma empresa. 

Esse modelo de negócio é chamado de aprisionamento tecnológico ou vendor lock-in e torna sua empresa refém do fornecedor, normalmente aumentando o custo também. 

Então, é mais um erro não analisar esses fatores na hora de escolher um relógio de ponto eletrônico para sua empresa. 

Faça o download dos materiais ricos a seguir gratuitamente:

Por que um app de controle de ponto é uma solução melhor? 

O controle de ponto digital oferece benefícios, tanto para a empresa como para os colaboradores, que podem contar com um sistema bastante seguro e prático de registro de horas. Veja as principais vantagens. 

Atende às diferentes demandas das empresas 

Hoje em dia, é comum que entre o quadro de funcionários de uma empresa existam profissionais que exercem jornadas diferentes, seja em horário, local ou mesmo frequência.

A pandemia do Covid-19, por exemplo, abriu as portas para o modelo de trabalho home office em muitas instituições, que permanecem oferecendo essa possibilidade aos seus colaboradores como um benefício. 

E o app de registro de ponto Tangerino permite que o controle da jornada seja realizado em todas as condições, inclusive à distância, por meio dos dispositivos móveis, garantindo o cumprimento rigoroso da legislação. 

É mais prático e seguro

O app de controle de ponto é integrado com um sistema de análise de dados, que registra automaticamente todas as informações em tempo real e permite o acompanhamento das informações por funcionário. 

Como tudo é informatizado, é possível conferir e fazer correções facilmente, além de evitar erros e a possibilidade de fraudes no registro da jornada. 

Os relatórios podem ser gerados a qualquer momento e especificados de acordo com a necessidade de conferência do RH. 

É mais ágil

O app de controle de ponto oferece a tecnologia de biometria, que reconhece características físicas da pessoa, tornando mais rápido o registo. 

A leitura é feita por meio da leitura da impressão digital ou do reconhecimento facial. Dessa maneira, com apenas um toque na tela do relógio de ponto, o funcionário é reconhecido e o ponto registrado.  

Economiza com papel e outros insumos

Com o aplicativo de controle de ponto, o registro é feito no celular ou computador e os dados ficam registrados virtualmente, podendo ser acessados rapidamente pelo gestor ou administrador. 

Dessa maneira, não é necessário imprimir comprovante do registro, representando uma economia de papel e de outros insumos que, muitas vezes, onera bastante o orçamento da empresa. 

Reduz ações trabalhistas 

O sistema de ponto digital garante que os registros da jornada sejam armazenados adequadamente, além de poderem ser conferidos tanto pelo funcionário, como pelo gestor.

Além disso, os cálculos das horas trabalhadas, sejam elas a mais ou a menos, são feitos automaticamente, diminuindo as chances de erros. 

Com o app Tangerino, as chances de ocorrerem inconsistências nos registros, fraudes e o pagamento incorreto de horas é inexistente. 

Dessa maneira, são reduzidas as chances de um colaborador acionar a empresa na justiça por jornada de trabalho diferente da estabelecida no contrato de trabalho, por não pagamento correto de horas extras, ou outros motivos relacionados à jornada. 

Conclusão

Agora você já sabe quais são os principais erros cometidos pelas empresas na hora de escolher um relógio de ponto, também quais fatores devem ser considerados nessa decisão. 

Além disso, também conheceu os principais benefícios de um app de controle de ponto como o do Tangerino, e descobriu as vantagens de contar com esse modelo de registro de jornada na sua empresa. 

Agora só falta experimentar! Para isso, agende uma demonstração para sua empresa

Banner branco com o texto: Faça a gestão de férias do seu time em uma só plataforma e acabe com a burocracia no DP. Conheça o gestão de férias; e uma pessoa usando o gestão de férias