Tempo de Leitura: 8 minutos

Atualmente, as empresas estão buscando otimizar o sistema operacional do seu departamento de produtos, para obter o máximo sucesso com eles. Para fazer isso, muitas delas contam com profissionais experientes, como o CPO.

Este é o profissional que desenvolverá estratégias para que seus lançamentos sejam bem-sucedidos entre os clientes e para que elas obtenham um bom retorno financeiro.

Continue sua leitura para saber o que é e o que faz um CPO e como a contratação desse funcionário colabora com o bom desempenho do negócio!

O que é CPO?

CPO

O CPO (ou Chief Product Officer) é o diretor de produtos de uma empresa. Em outras palavras, ele lidera todos os processos desse setor, coordenando e supervisionando cada uma das etapas do clico de vida dos produtos.

Sua função começa quando a existe a ideia do produto e ele deve garantir sua correta implementação, quando ela sair do papel. E seu objetivo é manter o foco no público-alvo, para atender às suas expectativas.

É comum encontrar esse cargo em grandes empresas, que precisam de um acompanhamento próximo para cada um dos seus produtos. Isso porque elas costumam ter mais de um. 

Alguns dos profissionais liderados por um CPO são o gerente e o designer de produtos. E todos os seus liderados devem seguir a sua estratégia, para que o produto final seja fiel à versão idealizada pela empresa.

Um banner com fundo rosa, na direita tem a imagem da planilha

Faz parte da atuação desse diretor definir estratégias para o produto que alcancem as metas da empresa e montar a equipe que cuidará de cada uma de suas etapas, desde o desenvolvimento até a entrega.

Mas o trabalho do líder não termina com o produto pronto: ele também se envolve nas estratégias de marketing, para manter o alinhamento do propósito do produto com a imagem da marca.

Portanto, o trabalho de um CPO não envolve apenas a redução de custos para a empresa, apesar de ser uma de suas funções encontrar maneiras de entregar qualidade a um baixo custo. 

É preciso que o profissional tenha visão global dos processos do setor e esteja pronto para encarar desafios e propor soluções criativas e estratégicas.

Leia também:

Qual a diferença entre CPO e CTO?

A sigla CTP vem do inglês Chief Technology Officer, ou seja, diretor técnico. Tanto ele como o CPO possuem o mesmo nível hierárquico, porém fazem funções diferentes.

Enquanto o CPO é quem define o que será feito, o CTO é o responsável por indicar como será feito.

Todo o trabalho de um CTO se volta para a tecnologia, a busca por inovações e as estratégias de implementações tecnológicas nas soluções empresariais. 

Além disso, é ele também que planeja e faz o monitoramento técnico do uso da tecnologia, durante o processo de criação dos produtos.

Ambos precisam ter capacidade de analisar dados, de liderar equipes e habilidades de comunicação e colaboração.

Entretanto, o CPO deve ter amplo conhecimento em desenvolvimento e design de produtos, estratégias de negócios, comportamento do consumidor e demandas do mercado, estratégias de preço e monetização.

Enquanto o CTO precisa entender de softwares, DevOps e outras áreas relacionadas à Tecnologia da Informação.

Para ficar mais claro, o trabalho de um CTO está atrelado à tecnologia e infraestrutura

É dele a responsabilidade pela aplicação de inovações tecnológicas, pela segurança da infraestrutura de TI e pelo gerenciamento de decisões que envolvem o hardware e software da empresa.

Já o trabalho do CPO se concentra nas estratégias do setor de produto. É ele o responsável por satisfazer os clientes, considerando suas necessidades, a experiência do usuário. 

Para isso, ele atua desde a concepção do produto, garantindo sua usabilidade, design funcional e eficiência nos resultados que ele entrega.

Dessa forma, o ideal é que ambos os profissionais estejam alinhados para alcançar as mesmas metas.

O que faz um CPO?

O CPO, ou diretor de produtos, lidera o departamento e tem como responsabilidades, dentre outras:

  • concepção e planejamento do produto;
  • pesquisa de mercado e conhecimento do cliente;
  • análise de tendências;
  • alinhamento com a cultura da empresa;
  • gestão do catálogo de produtos;
  • gestão da eficiência das equipes;
  • melhorias contínuas e aperfeiçoamento de produtos.

Concepção e planejamento do produto

O CPO, atua desde a concepção do produto, passando por sua execução, até o lançamento

Ou seja, ele se envolve em todo o processo, avaliando a viabilidade da ideia, as possibilidades de lucro, o valor do produto no mercado, a procura do público-alvo e suas necessidades. 

Pesquisa de mercado e conhecimento do cliente

A pesquisa de mercado, que oferece acesso aos dados sobre mercado e público-alvo, é fundamental para conhecer bem os clientes, atraí-los e fidelizá-los, por meio da criação do produto ideal e de estratégias assertivas.

Análise de tendências

É o diretor de produtos, também, que pesquisa as tendências do mercado, como o que a concorrência está pondo em prática, e verifica se são favoráveis. Por isso, a visão desse profissional precisa ser ampla e a longo prazo.

Alinhamento com a cultura da empresa

Com pesquisas e dados em mãos, é possível saber no que pautar a concepção do produto, a sua utilidade para os clientes e como ele colabora para difundir a cultura da empresa

Aproveitando o assunto: quer saber como desenvolver uma cultura organizacional forte em sua empresa? É só apertar o play e, claro, inscrever-se no canal da Sólides Tangerino para ter acesso a mais conteúdos incríveis como este:

Gestão do catálogo de produtos

Na prática, é o diretor de produtos que cuida de todo o catálogo de produtos da empresa e de todos os processos relacionados a eles. 

Por exemplo, é ele que seleciona as equipes que trabalharão nos projetos, definindo quem fará o que, e estabelecendo prazos para entrega

Gestão da eficiência das equipes

O CPO é o responsável por estabelecer eficiência na atuação das equipes e manter o seu foco, para que os produtos alcancem as metas traçadas. 

Para isso, ele supervisona de perto e constantemente o time e o progresso do projeto, sugerindo melhorias, acelerando entregas e garantindo qualidade.

Melhorias contínuas e aperfeiçoamento de produtos

Durante todo o processo, o CPO se atenta às possibilidades que um produto oferece e busca seu aperfeiçoamento. Isso porque depende dele realizar os ajustes necessários para obter bons resultados.

Por fim, ele avalia o desempenho do produto no mercado, após o lançamento, para lapidá-lo constantemente, ampliando a satisfação dos clientes.

Banner com o fundo branco escrito: Otimize as rotinas do seu Departamento Pessoal com a solução mais completa de DP para PMEs!; e um botão roxo escrito conheça a Sólides Tangerino; ao lado eletrônicos mostrando o software de férias e de ponto Sólides Tangerino

Qual a importância de um CPO dentro da empresa?

A contratação de um CPO é importante para empresas que desejam focar no seu desenvolvimento e no retorno financeiro do negócio, considerando a sua oferta de produtos. 

É este profissional que entende o público da empresa e consegue avaliar e definir a viabilidade do lançamento de um produto novo. Dessa forma, ele ajuda na realização de investimentos com maior potencial de sucesso.

Além disso, durante todo o processo de execução de um projeto, o CPO faz a supervisão da equipe, gerenciando as pessoas e os recursos e garantindo a entrega no prazo estabelecido.

O acompanhamento de um profissional visa retorno para a empresa, mas também a boa experiência do cliente

Ou seja, ele busca fazer mais com menos e, ainda assim, agregar valor ao produto, tornado-o desejável para o público e fazendo com que sua experiência seja a melhor possível.

Portanto, é o diretor de produto que garante a sua lucratividade e a satisfação dos clientes com aquilo que a empresa lança no mercado.

Ao que tudo indica, haverá alta procura por profissionais do ramo, nos próximos anos, dadas as suas habilidades de adaptação às mudanças do mercado e sua capacidade de manter a competitividade perante a concorrência.

Aproveite a visita e confira alguns de nossos materiais gratuitos:

O que precisa ter feito para ser um CPO?

CPO

Já adiantamos que, para ser um diretor de produto, é preciso muita experiência na área. A maioria das vezes, cerca de 10 a 20 anos. 

Geralmente, os profissionais que ocupam este cargo são formados em áreas como Gestão de Produto, Administração e equivalentes. Mas é especialmente importante procurar por alguém com experiência em liderança, para contratação.

Além disso, um CPO deve ter conhecimento e experiência atuando com frameworks e ferramentas de produto. 

Um exemplo delas é o mapa da jornada do usuário, que possibilita avaliar em qual momento os leads se aproximam ou se afastam da empresa. Assim, é possível fazer alterações na jornada, para retê-los.

Outro exemplo é o roadmap de produto, ou seja, o roteiro que se deve seguir para tirar a ideia de um produto do papel e executá-la de forma favorável à empresa.

Além de amplo conhecimento no setor de produtos, o candidato ideal ao posto de CPO deve saber estratégias de negócios e ter vivenciado situações práticas, não apenas teóricas.

Apenas assim ele será capaz de lidar com as diversas demandas da profissão, oferecendo saídas criativas e elaborando soluções estratégicas e lucrativas.

Quais as principais Skills para um CPO?

Como mostramos até aqui, a profissão exige uma série de habilidades e conhecimento profundo sobre a empresa, o público e os processos que envolvem o lançamento de um produto. 

Ainda que cada empresa deseje habilidades diferentes no profissional, para atender às suas especificidades, há algumas que são comuns à maioria. Abaixo, falamos um pouquinho sobre cada uma delas.

Liderança 

Reforçamos que a experiência e capacidade de liderança é fundamental para um profissional da área. Isso porque ele lidará com diferentes pessoas e equipes e precisará direcioná-las para os resultados.

Um bom líder conta não apenas com conhecimento técnico (o que também é muito importante), mas com habilidades comportamentais, para lidar com outras pessoas.

Agora, um extra: que tal aprender um pouco mais sobre gestão de equipes? É só assistir ao episódio do Tangerino Talks inteiramente dedicado ao tema! Confira:

Comunicação 

É fundamental que o CPO saiba se comunicar, tanto com aqueles que estão acima, como com aqueles que estão abaixo dele, na hierarquia da empresa.

A transmissão de mensagens e ordens não pode falhar, porque é ela que direcionará o desenvolvimento de toda a equipe.

Além disso, uma comunicação eficaz é o que garante o alinhamento de expectativas com a equipe, e que todos saibam o que e quando fazer.

Visão estratégica 

Como restou claro, é fundamental que o profissional tenha uma visão abrangente do produto, mesmo quando ele ainda é uma ideia

Isso porque é preciso saber se o investimento vale a pena a longo prazo, se está alinhado com os objetivos da empresa e se é, realmente, uma boa oportunidade.

Ou seja, é preciso ter visão do mercado e do desenvolvimento do negócio, para traçar objetivos realistas e acompanhar o passo a passo até chegar neles.

Capacidade analítica 

A todo o tempo, o CPO precisa acessar dados e saber interpretá-los, para entender tendências e sugerir melhorias nos produtos. 

Ele também precisa fazer testes e saber avaliar os seus resultados, para determinar quando mudar estratégias, ou quando persistir nelas.

Ainda, a capacidade analítica é fundamental para recepção e avaliação de feedbacks e acompanhamento de indicadores de desempenho.

Capacidade de execução

É muito importante conhecer técnicas e ter amplo conhecimento teórico no setor de produtos. Mas esse conhecimento não servirá de nada, se o profissional não souber como transformar ideias em projetos executáveis

Por isso, além de definir a estratégia, é preciso que o CPO saiba guiar a equipe para cumpri-la. 

Aptidão para negociações

A capacidade de negociar é fundamental porque o CPO lida com investidores, superiores, parceiros, fornecedores e com os membros da sua equipe. São muitas partes envolvidas e, consequentemente, muitos conflitos entre elas

É preciso saber contorná-los para que não haja mal-estar que interfira no processo e/ou atrase a entrega do produto.

Qual o salário médio de um CPO?

CPO

O salário de um CPO é variável, porque ele depende do tamanho da empresa, de quem é o profissional e qual a sua experiência no mercado. 

Mas a média salarial desse profissional, no Brasil, é cerca de R$300.000,00 ao ano.

Próximos passos…

Agora você já conheceu mais sobre o CPO, entendeu o que ele faz em uma empresa e a importância da sua contratação. Sugerimos que continue com a gente para saber como manter a equipe motivada e promover a retenção de talentos através de um plano de cargos e salários!

Quer simplificar seu DP? É Sólides e Ponto!