Tempo de Leitura: 5 minutos

O presenteísmo é um fenômeno que ocorre quando os colaboradores estão presentes fisicamente no local de trabalho, mas não estão plenamente engajados em suas atividades. 

No mundo corporativo, é comum associar a produtividade ao tempo em que os colaboradores passam no escritório, não é mesmo? No entanto, a presença física no local de trabalho não é sinônimo de eficiência

Afinal, eles podem estar distraídos, desmotivados, enfrentando problemas de saúde ou lidando com questões pessoais que afetam sua capacidade de concentração e desempenho. Isso resulta em uma redução significativa na produtividade e na qualidade do trabalho entregue.

Neste artigo, discutiremos o que é o presenteísmo e como ele pode prejudicar tanto os profissionais quanto as empresas. Além disso, separamos alguns sinais para ajudá-lo a identificar esse problema na sua empresa e algumas dicas para promover um ambiente de trabalho saudável e produtivo.

Acompanhe os tópicos abaixo:

Vamos lá?

O que é presenteísmo?

presenteísmo

O presenteísmo é um fenômeno em que os colaboradores comparecem ao trabalho, mas não estão completamente engajados ou produtivos. 

Controle de ponto para PME's: é realmente preciso?

Em outras palavras, ele acontece quando um colaborador, ao invés de se ausentar, está fisicamente presente no ambiente de trabalho, mas sua capacidade de concentração, motivação e desempenho é reduzida. 

Um exemplo de presenteísmo seria um colaborador que está no escritório, mas não consegue desenvolver suas atividades de trabalho de maneira satisfatória porque está gripado, mas preferiu não faltar ao trabalho por receio de sofrer alguma penalidade.

Logo, embora esteja presente fisicamente, ele não se envolveu com as responsabilidades do cargo. Além disso, o presenteísmo pode ocorrer por vários dias ou até mesmo por um longo período, como meses ou até anos.

Poderemos conferir no próximo tópico que o presenteísmo pode ser muitas vezes associado à falta de engajamento ou interesse, distração, fadiga e desleixo, mas na verdade ele ocorre devido a vários motivos.

Tipos de presenteísmo

Existem dois tipos de presenteísmo: o involuntário e o voluntário

No caso do presenteísmo involuntário, o colaborador apresenta sinais de doenças, estresse, desmotivação (que surge devido ao clima organizacional ruim ou colegas de trabalho) e fatores psicossociais, como problemas com a família, dinheiro e amigos.

Muitos profissionais que adoecem, por medo de perderem o emprego se apresentarem atestados, evitam faltar ao trabalho. Portanto, a produtividade cai e as entregas não são satisfatórias, principalmente por eles não estarem se sentindo bem (mental ou fisicamente).

Além disso, muitas pessoas costumam associar o presenteísmo como uma má índole ou preguiça por parte do trabalhador. Entretanto, na maioria das vezes em que esse fenômeno acontece, o colaborador está passando por uma enorme carga de estresse no trabalho, conhecida como a Síndrome de Burnout.

Aliás, quer saber um pouco mais sobre essa doença ocupacional? É só assistir ao episódio 35 do Tangerino Talks inteiramente dedicado ao assunto:

Já o presenteísmo voluntário, como o próprio nome diz, é aquele que acontece intrinsecamente devido ao desinteresse do trabalhador, seja por distrações como redes sociais, conversas com colegas de trabalho ou jogos de celular.

Qual é a diferença entre absenteísmo e presenteísmo?

O absenteísmo e o presenteísmo são conceitos opostos, relacionados à presença e ao desempenho no trabalho. 

Ao contrário do presenteísmo, o absenteísmo é a ausência completa de um indivíduo no trabalho, podendo ser por faltas justificadas, como licença médica ou férias, ou faltas injustificadas, como não comparecer ao trabalho sem motivo válido. 

Ele pode ser causado por doenças, questões familiares, falta de motivação, problemas pessoais ou qualquer outro motivo que leve o indivíduo a não comparecer ao trabalho. 

Banner com fundo roxo e o texto

Essa ausência reduz a disponibilidade do colaborador para realizar suas tarefas e pode ter um impacto negativo na produtividade e no funcionamento geral da organização.

Qual o impacto do presenteísmo nas empresas?

O presenteísmo tem efeitos negativos tanto nas empresas, afetando vários aspectos do desempenho e funcionamento organizacional, quanto nos próprios trabalhadores.

Para os colaboradores, a prática pode vir acompanhada de diversos sintomas físicos e mentais, como estresse, ansiedade e sensação de angústia, como também dores musculares e dores de cabeça frequentes.

Para as empresas, os impactos do presenteísmo se configuram em uma baixa produtividade e eficiência dos colaboradores, menor qualidade das tarefas concluídas e menor capacidade de atingir metas e prazos.

Além disso, profissionais distraídos, desmotivados ou com baixa energia podem cometer mais erros, tomar decisões equivocadas e produzir resultados de menor qualidade. Isso pode afetar a reputação da empresa, a satisfação dos clientes e a competitividade no mercado.

O clima organizacional também pode se tornar negativo, pois a desmotivação ou insatisfação dos colaboradores pode se espalhar para o restante da equipe. Isso pode criar um ambiente de trabalho menos saudável, com menor engajamento e menor senso de pertencimento.

Por fim, o presenteísmo não remediado leva a um aumento do absenteísmo a longo prazo. Para saber um pouco mais sobre esse fenômeno, é só apertar o play:

Se os seus colaboradores se sentirem desmotivados ou possuírem alguma doença motivada pela má qualidade do ambiente de trabalho, é mais provável que tirem licenças médicas ou faltas justificadas para lidar com problemas de saúde.

Como identificar o presenteísmo?

Identificar o presenteísmo pode ser um desafio complexo, pois muitas vezes ele não é tão evidente quanto o absenteísmo. No entanto, saiba que existem alguns sinais que podem ajudá-lo a identificar facilmente o presenteísmo na sua empresa. Confira: 

  • Baixa produtividade: uma queda significativa na produtividade e no desempenho dos colaboradores, juntamente de atividades realizadas com erros constantes podem indicar o presenteísmo.
  • Falta de motivação e envolvimento: os indivíduos com presenteísmo tendem a mostrar uma falta de motivação e envolvimento com o trabalho.
  • Distração constante: colaboradores que passam muito tempo navegando em sites não relacionados ao trabalho, usando redes sociais ou realizando outras atividades durante o expediente.
  • Falta de concentração: dificuldade em se concentrar em atividades, lapsos de atenção ou ações frequentemente divagantes.
  • Comportamento físico e emocional: o presenteísmo também pode se manifestar por meio de sinais físicos e emocionais. Os colaboradores podem demonstrar sinais de exaustão, estresse, tristeza, irritabilidade ou descontentamento geral.

Como evitar o presenteísmo nas empresas?

Evitar o presenteísmo nas empresas requer uma abordagem abrangente que promova um ambiente de trabalho saudável, engajador e equilibrado. Confira 5 dicas para reduzir esse fenômeno na sua organização: 

Cultive uma cultura de bem-estar

Promover uma cultura organizacional que valorize o bem-estar dos colaboradores é fundamental. 

Isso envolve fornecer programas de bem-estar, incentivar a prática de hábitos saudáveis, como exercícios físicos através da implantação do Gympass, por exemplo, e garantir que todos tenham acesso a recursos de saúde mental e emocional.

Promova uma comunicação aberta

Possibilite uma comunicação de igual para igual entre líderes e liderados. Para isso, encoraje a comunicação sobre problemas pessoais ou de saúde que possam afetar o desempenho no trabalho. Os colaboradores devem se sentir à vontade para discutir suas preocupações e buscar suporte quando necessário.

Leia mais:

Permita o equilíbrio entre vida profissional e pessoal

Converse com todos os seus colaboradores sobre a importância de se definir limites bem estabelecidos entre o trabalho e o tempo pessoal. Incentive os trabalhadores a tirarem folgas e férias regulares e promova uma cultura que evite horas extras desnecessárias. 

Ofereça oportunidades de crescimento profissional

Apoiar o desenvolvimento dos seus colaboradores é essencial! Uma empresa que demonstra preocupação acerca do nível das habilidades de seus colaboradores influencia no engajamento e motivação dos mesmos para o trabalho. 

Por isso, ofereça oportunidades de upskilling e crescimento na carreira através de cursos, mentorias, treinamentos, eventos e programas de promoção. 

Tenha uma gestão de pessoas eficaz

Os líderes e o setor de RH desempenham um papel crucial na prevenção do presenteísmo. 

Através deles é possível proporcionar um ambiente de trabalho positivo, dar suporte aos colaboradores, definir expectativas claras, oferecer feedbacks construtivos e reconhecer o bom desempenho de cada um.

Esse conteúdo foi produzido pelo Grupo Voitto!

Com a Sólides Ponto o fechamento da folha é: rápido e seguro