Tempo de Leitura: 7 minutos

Contar com um ambiente de trabalho saudável e um clima organizacional acolhedor é fundamental para obter melhores resultados, aumentar a produtividade da equipe e diminuir o estresse do dia a dia. Uma das formas de se conseguir isso é com a empatia no trabalho.

Muitos gestores já perceberam isso e estão encontrando formas de desenvolver essa habilidade entre os colaboradores das suas equipes. 

Se você ainda não sabe como a empatia no trabalho pode contribuir para os resultados da sua empresa, continue lendo até o final.

O que é empatia no trabalho?

empatia no trabalho

A empatia pode ser definida como uma habilidade de compreender emocionalmente outra pessoa, de conseguir se colocar no lugar do outro e perceber todas as nuances de uma situação sem perder a noção de que a experiência é vivenciada pelo outro. 

Ter empatia no trabalho significa conseguir compreender o ponto de vista e as emoções dos colegas de equipe. Essa capacidade pode ser muito importante no ambiente corporativo, principalmente em momentos de crise, estresse e dificuldades. 

A empatia no trabalho é considerada uma soft skill (competências socioemocionais), sendo, portanto, uma habilidade comportamental fundamental para melhorar o convívio e as relações de trabalho e uma das mais desejadas no ambiente corporativo

Quando a empatia é incorporada à cultura organizacional, proporciona impactos importante na comunicação interna e na produtividade, além de melhorar consideravelmente o nível de engajamento da equipe

Pesquisa de Clima Organizacional

Aproveite a visita e confira também:
👉 Estrutura Organizacional: Quais São os Tipos e Qual Usar?
👉 Treinamento Online: Como Fazer e Quais as Vantagens?
👉 Portaria 671 do MTP: o que Muda no Controle de Ponto Eletrônico?
👉 Reter talentos: 11 ações para diminuir a rotatividade de colaboradores
👉 Happy Hour Corporativo: Como Usar Para Integrar Equipes?

O que são as soft skills?

As competências socioemocionais são características e habilidades relacionadas ao desenvolvimento pessoal do indivíduo, que ajudam a manter relacionamentos saudáveis com as outras pessoas e com nós mesmos. 

Elas são a base para a construção de relações entre grupos sociais diferentes e contribui para a superação dos desafios do dia a dia. 

A empatia está no grupo de competências relacionadas às atitudes e ao caráter do indivíduo, que são aquelas que nos fazem perceber que nossas ações afetam a vida das outras pessoas e do mundo ao nosso redor. 

Outras habilidades desse grupo são a resiliência, o pensamento crítico, a criatividade, a comunicação assertiva, iniciativa e autonomia, a responsabilidade, liderança e a adaptabilidade.

Como demonstrar empatia no trabalho?

Agora que você já sabe o que é empatia no trabalho, deve estar pensando em como ela funciona na prática, no dia a dia, e o que pode fazer para aplicar na sua rotina. Então veja a seguir. 

Considere outros pontos de vista

Você não é empático com outra pessoa se você acredita que apenas o seu ponto de vista é o certo. 

Com frequência, as situações não possuem apenas uma forma de lidar. Muitas vezes, existem variáveis que você desconhece e influenciam as atitudes e pensamentos. 

Para demonstrar empatia, é preciso entender o ponto de vista da outra pessoa. Fazendo isso, você consegue se colocar no lugar dela e compreendê-la. Dependendo do caso, pode, inclusive, sugerir caminhos para ajudá-la, se quiser. 

Entenda a perspectiva do outro

As pessoas agem de determinadas formas porque acreditam que estão fazendo o melhor para elas mesmas ou para as situações. É importante reconhecer esse isso

Mas lembre-se de que reconhecimento não significa concordância. Você pode simplesmente aceitar que o outro tem uma opinião diferente da sua e que ele tem razões para pensar assim.

O que vale é entrar em acordo com o outro e saber que diferentes pontos de vista podem chegar ao mesmo objetivo.

Abra-se para a construção de relacionamentos

Pessoas preocupadas em estar sempre certas e a ganhar sempre dificilmente estarão abertas para a empatia. Para isso, é preciso que o foco seja encontrar soluções, aceitar as opiniões diferentes e construir relacionamentos. 

Esteja aberto para se relacionar com aquele amigo que não pensa exatamente igual a você. Participe de conversas, deixe-se aproximar para tentar entender sempre o contexto que o outro está inserido.

Outro aspecto que você pode considerar é com relação ao salário emocional. Não sabe o que é? Assista a esse vídeo do Me Explica Aí!

Quais os benefícios da empatia no trabalho?

Se a empatia é importante para o ambiente de trabalho e qualidade de vida dos profissionais, será que a empresa também tem benefícios com essa prática? 

Com certeza! Existem, pelo menos, 4 benefícios da empatia no trabalho para as organizações. 

Diminui o nível de estresse e de conflitos

Ninguém gosta de viver ou trabalhar em um lugar estressante com brigas e conflitos constantes, onde a intolerância e a falta de entendimento fazem parte da rotina. Com o tempo, as pessoas buscam locais melhores para trabalhar. 

Além disso, diversos estudos já comprovaram os malefícios do estresse para a saúde. 

Sendo assim, reduzir o estresse do ambiente, indiretamente, contribui para a redução do turnover na empresa e também para a diminuição dos afastamentos por questões de saúde. 

Empatia no trabalho aumenta a produtividade

Quando existem pessoas empáticas em uma equipe de trabalho, elas tendem a agir de maneira mais unificada, com foco no mesmo objetivo. 

Outro fator positivo que favorece o aumento da produtividade é que a empatia ajuda a conhecer as dificuldades do outro e, em momentos de necessidade, uns ajudam os outros em prol da amizade e do bem comum. 

Aumenta a satisfação do cliente

Quando a empatia faz parte do dia a dia do trabalho, naturalmente, esse clima é transmitido para o consumidor final. 

Se os funcionários sentem-se bem no trabalho, eles tratam melhor os clientes e se esforçam para fazer o atendimento diferenciado positivamente. 

Melhora o entrosamento entre as pessoas da equipe

É comum que diferentes setores de uma empresa não sejam muito entrosado, seja pelo número de funcionários ou porque colaboradores de equipes diferentes não se conheçam. 

Top Of Mind de RH

Essa situação gera conflitos entre os setores, sempre acreditando que o outro não trabalha corretamente. 

A empatia no trabalho permite que as pessoas se coloquem no lugar dos profissionais das outras equipes e estejam dispostas a compreender suas dificuldades. Essa percepção favorece o melhor entendimento e os relacionamentos interpessoais.  

Por que é importante ter empatia no trabalho?

A empatia no trabalho conecta os colaboradores e as diferentes realidades, favorecendo a identificação entre as pessoas. 

Ela deve ser incentivada pela liderança, e aplicada de cima para baixo, por meio de atitudes positivas. 

É dessa maneira que os funcionários percebem que suas opiniões e dificuldades são levadas à sério pela empresa, mantendo-se motivados a dar o seu melhor e contribuir com o crescimento e os bons resultados da organização. 

Saiba também que a empatia no trabalho contribui para a saúde emocional na organização. Quer saber mais? Ouça esse episódio do Tangerino Talks!

Como desenvolver a empatia no trabalho?

Para desenvolver a empatia no trabalho a empresa precisa implementar diversas mudanças culturais e, principalmente, gerenciais. Veja abaixo algumas medidas que podem ser tomadas.

Tenha líderes que instigam a empatia no trabalho

O incentivo ao desenvolvimento da empatia no trabalho não pode ficar apenas no discurso. Se ela não fizer parte das práticas do dia a dia, não adiantará nada.

Justamente por isso é que o primeiro passo para desenvolver essa cultura é contar com líderes que já possuam essa habilidade emocional.  

Se os líderes da sua empresa não são pessoas empáticas, eles podem ser capacitados sobre os princípios da liderança positiva, que envolvem a escuta ativa, o desenvolvimento da comunicação não-violenta e a compreensão de diferentes perfis comportamentais

Somente assim é que os gestores conseguirão promover a empatia entre seus liderados, ajudando a empresa a alcançar seus objetivos.

Invista na escuta corporativa

A escuta corporativa é um dos pilares da empatia no trabalho, já que é por meio dela que os colaboradores conseguem expor suas ideias que, sendo acolhidas, fazem com que os funcionários se sentam pertencentes à equipe. 

Portanto, é fundamental criar canais de comunicação abertos para incentivar o fluxo de ideias e fazer cada funcionário se sentir valorizado. 

Mas é importante lembrar que a escuta ativa envolve não apenas o ato de ouvir, mas sim considerar as necessidades das pessoas

Ofereça flexibilidade

O mundo hoje está muito mais rápido. Todas as pessoas se sentem pressionadas a fazer mais o tempo todo. 

Muitas vezes é difícil conciliar as demandas pessoais e profissionais do dia a dia, por isso, a flexibilidade é um dos pontos fundamentais da empatia no trabalho

Ela está diretamente relacionada à humanização no ambiente de trabalho e tem foco no bem-estar das pessoas, e demonstram a preocupação da empresa com a qualidade de vida do trabalhador. 

Alguns exemplos de flexibilidade são a oferta de horários alternativos e flexíveis, home office parcial ou integral para determinados cargos ou momentos, extensão da licença maternidade e paternidade, entre outros.

Incentive o diálogo e a troca de ideias

A troca de ideias e o diálogo livre são premissas básicas da empatia no trabalho. Sem elas, é impossível ter conversas francas e o compartilhamento de opiniões. Mas nem sempre é fácil quebrar as barreiras desse tipo de comunicação. 

Por isso, é importante investir em tecnologias colaborativas, que permitem essa troca de conversas e experiências. 

Valorize o aprendizado e a inovação

A empatia no trabalho está diretamente ligada à percepção de que os erros fazem parte do processo. Em um ambiente profissional empático, os profissionais não são julgados por suas tentativas ou fracassos, mas sim incentivados a colocarem em prática as ideias, a corrigir seus possíveis erros e a se aprimorar cada vez mais. 

Reconheça os esforços dos colaboradores

A motivação vem junto com o reconhecimento, na maioria das vezes, por isso, é importante criar programas de incentivo e recompensas para os profissionais que alcançarem as metas. 

Os líderes também têm papel fundamental nessa objetivo, e devem reconhecer cada conquista dos liderados. 

Promova a diversidade e inclusão

Empatia está relacionada a reconhecer e aceitar as diferenças dos outros, por isso, a diversidade é essencial para promover um ambiente empático. 

Quanto mais histórias e pontos de vista diferentes, maior será a chance de desenvolver a empatia no trabalho. 

Temos alguns materiais relacionados ao assunto, confira:
📚 Gestão de pessoas remota: o guia completo para colocar em prática na sua empresa!
📚 Recrutamento Inteligente: como os algoritmos podem colaborar com o seu processo seletivo?
📚 Employer Branding: Veja como cultivar sua marca empregadora e atrair os melhores talentos!

Conclusão

Como você pode ver, a empatia é uma habilidade que proporciona muitos benefícios, tanto para os profissionais quanto para a empresa. 

E, apesar de algumas pessoas terem essa característica como nativa, ela pode ser desenvolvida por qualquer pessoa, por meio do autoconhecimento, autopercepção e de treinamentos específicos.

É papel das empresas incentivar a prática de atitudes empáticas entre seus líderes, para influenciar todos os profissionais, inserindo isso como parte da cultura organizacional. 

Quer saber mais sobre as competências importantes dos funcionários que podem contribuir para o crescimento da sua empresa? 

Então continue a leitura no artigo sobre Real Skills. Entenda o que elas são e por que elas são importantes para a sua empresa!

Teste Grátis Tangerino