Tempo de Leitura: 12 minutos

Os modelos de plano de carreira são uma grande ajuda para garantir que os colaboradores de uma empresa possam avançar na direção certa, alinhando suas expectativas com o objetivo e a missão da organização. 

Para isso é importante saber que não existe apenas um tipo de planejamento de carreira, assim, antes de determinar algum, conhecer todas as alternativas é fundamental para saber qual ou quais adotar de acordo com a estratégia do negócio.

Os modelos em si são diferentes uns dos outros e trazem benefícios distintos também. Por essa razão, existem algumas percepções a respeito do motivo que você deve escolher uma abordagem em vez de outra, algo que fará toda a diferença. 

Neste artigo, você encontrará informações que ajudarão a entender mais sobre essa estratégia, como:

O que é um plano de carreira?

plano de carreira

O plano de carreira é uma estratégia utilizada para estabelecer o caminho prossional que cada funcionário pode percorrer dentro da organização. De forma objetiva, ele oferece diferentes benefícios e recursos que permitem ao colaborador atingir novos patamares dentro da empresa.

Logo, esse plano mostra aos colaboradores para onde suas carreiras podem ir dentro da empresa. Ou seja, é uma expectativa de avanço e crescimento do profissional juntamente com a organização.

Por meio de alguns modelos de plano de carreira, é possível acessar uma representação visual que mostra o caminho que o empregado poderá percorrer em sua vida profissional ou dentro de uma empresa específica. 

Banner com fundo claro escrito: Kit de planilhas de RH e DP, controle e cálculos efetivos 
de ponto, férias e hora extra, avaliação de desempenho, PDI, pesquisa de clima. e um botão escrito baixe agora.

Além disso, o plano de carreira pode ser elaborado pela empresa com o objetivo de atrair e reter talentos ou até mesmo pelo profissional, servindo como um guia das metas que deseja alcançar para si próprio.

No contexto do plano de carreira dentro da empresa, cada cargo tem suas etapas definidas para que os profissionais entendam seus lugares na organização e possam entender que podem ter uma evolução na carreira.

Assim, esse planejamento deve mapear as possibilidades de carreira na empresa e encontrar o caminho para que os profissionais possam alcançá-las.

Com essa estratégia, as pessoas da sua empresa podem experimentar diferentes níveis de sucessos e, assim, se beneficiarem com:

  • mais motivação;
  • satisfação na vida pessoal e profissional;
  • mais qualidade nas entregas;
  • melhores resultados.

Contando com funcionários mais satisfeitos e motivados, além de engajados, a empresa é diretamente beneficiada e passa a observar melhorias no dia a dia e nas estratégias da organização

Leia também:

Desde já, é importante esclarecer que um plano de carreira é diferente de uma política de cargos e salários, sendo que essa última acaba fazendo parte do planejamento de carreira.

Mais do que definir cargos e faixas salariais, o plano de carreira deve focar em uma das missões mais importantes da gestão de pessoas, que é preparar pessoas para desenvolverem suas carreiras de forma colaborativa, ética, focada no crescimento pessoal. 

Assim, alguns dos principais elementos de um plano de carreira sólido e eficaz são:

  • possibilidade de crescimento hierárquico;
  • progressão da remuneração;
  • capacitações, programas de treinamento e desenvolvimento de pessoas com foco no aperfeiçoamento, seja ele técnico ou de gestão;
  • oferta de benefícios conforme o desempenho e entrega do colaborador.

Portanto, o plano de carreira é uma ideia muito interessante para ser implementada na sua empresa para contratar e reter os melhores profissionais. 

O que é elaborar um plano de carreira?

modelos de plano de carreira

A elaboração de um plano de carreira consiste em um profundo e completo planejamento em que a empresa colocará todas as suas expectativas, sempre considerando também os profissionais que deseja atrair e reter.

Além disso, é fundamental também considerar nesse processo o que os profissionais esperam e como as expectativas de ambas as partes podem ser alinhadas para que tanto a empresa quanto o colaborador sintam-se beneficiados durante a jornada.

Algumas etapas são importantes para elaborar um plano de carreira que atenda ao que o negócio precisa para se desenvolver, sempre considerando que é preciso analisar periodicamente se o que está sendo colocado em prática funciona.

Para elaborar um plano de carreira também é preciso conhecer toda a empresa, o negócio e os profissionais que lá atuam, além de sempre levar em conta a opinião e a percepção dos funcionários.

Um bom plano de carreira deve considerar alguns passos importantes. Veja: 

  1. Pensando nos modelos de plano de carreira, produza um diagrama da empresa, desenhando a sua estrutura, e imaginando como ela poderá ser alterada em um ano, ou em algum outro período para frente. 
  2. Ouça os funcionários e entenda se os planos da equipe se comparam com o futuro que é almejado para a empresa.
  3. Tenha conhecimento sobre a equipe, entendendo quais são os pontos fortes e a serem melhorados de cada profissional. A partir disso, analise em quais posições e cargos esses perfis se encaixam para se chegar ao que a empresa quer.
  4. Aponte todos os pontos fortes e os desafios e veja como será possível desenvolver cada vez mais os pontos fortes dos colaboradores, melhorando outros que são ponto de atenção.
  5. Com todas essas informações em mãos, comece a desenvolver um plano de carreira para os funcionários.
  6. Estabeleça metas que poderão garantir que o plano está sendo colocado em prática de forma satisfatória, utilizando essas metas como métricas para realmente definir se o plano precisa ser revisado ou se pode ser conduzido.
  7. Tenha uma cultura de feedbacks, mostrando de forma transparente aos colaboradores aquilo que está dando certo e o que não está. A ideia sempre deverá ser melhorar o desempenho da equipe.
  8. Considere sempre que o mercado e a sociedade mudam e que, em um determinado momento, pode ser necessário revisar o plano de carreira criado, por isso, repita o processo para sempre validar o que está sendo colocado em prática.
  9. Aposte na estratégia de benchmarking, que analisa outras empresas e concorrentes do mercado, permitindo uma análise sobre como elas estão lidando com a elaboração dos seus planos de carreira.

Confira a planilha de plano de carreira gratuita e customizável para aplicar na sua empresa!

Por que ter um plano de carreira é tão importante?

Toda organização, independentemente de seu tamanho, tem algo em comum: todas elas têm funcionários. Seja uma organização de grande ou pequeno porte. Dessa forma, a empresa precisa e quer crescer. 

Mas é importante lembrar que um dos principais meios de crescimento e expansão da empresa é por meio de seus colaboradores. Por isso, sem pensar no capital humano, você pode comprometer seu avanço. 

De acordo com um levantamento realizado no Núcleo de Pesquisa em Carreira da Produtive, 46% dos profissionais ouvidos apontaram que a possibilidade de crescimento é fator decisivo para seguir na organização.

Já um estudo global da consultoria Gartner aponta que o principal motivo para pedidos de demissão é a possibilidade de se desenvolver, já que 52% disseram que saíram da última empresa por não perceberem espaços e oportunidades para desenvolvimento profissional.

Antes de continuarmos, quer aprender algumas estratégias de desenvolvimento profissional que você pode implementar na sua empresa? É só assistir ao vídeo abaixo e, claro, inscrever-se no canal da Sólides Tangerino para ter acesso a mais dicas incríveis como estas:

Com alguns modelos de plano de carreira eficazes, é possível manter bons profissionais na empresa, fazendo a máquina de oportunidades funcionar e gerar melhores resultados.

Quando se trata de desenvolvimento dos colaboradores, ter um modelo de plano de carreira é a primeira coisa em que todos devem pensar. Afinal, uma das maneiras mais simples de retê-los é ajudá-los a crescer e ter sucesso. Isso pode ser feito criando oportunidades de crescimento na empresa, para além de ganhar mais dinheiro.

Assim, oferecer o que os colaboradores precisam fará com que eles se sintam satisfeitos, além de criar uma relação harmoniosa entre a empresa e os profissionais, o que certamente fará com que o negócio cresça. 

O planejamento de carreira permitirá que os funcionários sejam mais felizes, com melhor qualidade de vida e, assim, invistam mais do seu tempo em seu trabalho e produzam melhores resultados.

Outro aspecto importante trazido pelo planejamento de carreira é a tomada de decisão estratégica em diversos momentos como, por exemplo, ao decidir criar um novo departamento ou equipe para atendimento a um projeto específico.

Em um primeiro momento, a abertura de um processo de seleção parece ser o ideal. Porém, quando a empresa conta com um bom plano de carreira, pode avaliar internamente quais colaboradores e talentos disponíveis que podem ser remanejados.

Essas situações são ótimas oportunidades para efetivar promoções e melhorias para os profissionais que estão aguardando isso, ao mesmo tempo em que atende a uma demanda da empresa, permitindo que ambas as partes saiam ganhando.

Além disso, se ainda for necessário investir em contratações, o plano de carreira irá interferir diretamente na tomada de decisão sobre o funcionário a ser contratado, inclusive considerando o que ele espera da empresa em termos de crescimento.

De modo geral, os modelos de plano de carreira podem ser usados como um método para aumentar a produtividade, cuidar do capital humano, motivar os funcionários e permanecer focado no crescimento e bem-estar deles, adicionando outra dimensão ao negócio.

Quais são os tipos de planos de carreiras?

planos de carreira

Para implementar um plano de carreira na sua empresa é importante conhecer bem os modelos de plano de carreira que estão sendo adotados e identificar qual deles se adequa melhor à cultura organizacional, missão, visão e valores da sua empresa.

Existem desde os modelos de plano de carreira mais tradicionais, que não abrem mão de aspectos como as hierarquias, até aqueles mais modernos e flexíveis, que atendem a demandas específicas do mercado, como os que trabalham um plano de carreira de forma paralela.

Entender as diferenças, benefícios e desafios de cada tipo é muito importante, principalmente considerando que o profissional é a outra parte envolvida e ele precisa se sentir contemplado e beneficiado com essa estratégia. Conheça os seis tipos abaixo:

Banner escrito: Panorama gestão de pessoas Brasil, prepare-se para um mergulho estra'tegico no futuro do mercado com dados e insights do cenário de Gestão de pessoas do Brasil! E um botão escrito: acesse grátis

Carreira horizontal

O modelo de carreira horizontal é aquele que não conta níveis hierárquicos. Na verdade, ele pode ser considerado um modelo de cultura organizacional horizontal, em que todos os colaboradores trabalham em colaboração, e não é preciso ter chefes e subordinados.

Dessa forma, o que acontece nesse modelo de plano de carreira é que as equipes possuem líderes para acompanhar o desenvolvimento de projetos, não chefes.

Isso porque é preciso que alguém esteja na liderança para garantir que as decisões tomadas estejam de acordo.

De modo geral, os colaboradores estão no mesmo nível, por isso, existe a evolução das responsabilidades em determinada posição e do salário.

O que pode acontecer também são promoções de junior para pleno, e assim por diante, conforme os cargos.

Por isso, é importante desenvolver bem as metas e objetivos, bem como alinhar seus colaboradores para que todos tenham a chance de alcançar outros níveis.

Carreira em linha

carreira em linha

Esse modelo possui níveis hierárquicos padronizados e, por isso, pode ser bem difícil mudar de área dentro de uma empresa que possui esse tipo de plano de carreira.

Por isso, em muitos casos, as promoções são automáticas, em função do tempo de serviço.

Esse tipo de carreira acontece geralmente no serviço público e em instituições militares, por exemplo. Então, por ter uma característica mais engessada não é tão utilizado por empresas mais novas e com uma cultura mais flexível. 

Carreira paralela

Esse modelo é adotado quando uma empresa cria um plano de carreira diferente para cada um dos empregados que terão maior possibilidade de ocupar posições de liderança.

O exemplo mais comum que é aplicado pelas empresas no contexto desse modelo é quando a organização conta com programa de trainee.

Assim, além das características presentes na carreira em linha, há ainda outro diferencial: os colaboradores com possibilidade de atingir cargos de liderança seguem um ramo hierárquico distinto.

Carreira em Y

carreira em y

O plano de carreira em Y presa por colocar nos cargos de liderança pessoas que tenham esse perfil. Dessa forma, aquela ideia de que pessoas se tornarem gestores dentro das empresas apenas por tempo de casa não ocorre aqui.

Mas como ficam essas pessoas que têm um bom desempenho e tempo na empresa, não há promoção? Claro que sim!

Nesse caso, esses profissionais podem ser promovidos a especialista. Isso é ótimo para pessoas que possuem conhecimento técnico e bom desempenho possam continuar avançando. 

Afinal de contas, quem tem um perfil de liderança deve desempenhar melhor as atividades que um gestor deve cumprir. 

Carreira em W

Esse modelo é parecido com o anterior, que oferece a oportunidade da carreira ir para especialista ou gerência. Mas, além disso, ele inclui carreira de gestor de projetos.

Dessa forma, por meio da carreira em W,  é possível desenvolver pessoas para os cargos de liderança que devem se dedicar a projetos específicos do setor. 

Carreira em rede

É possível que haja alguma semelhança entre o modelo de carreira em rede e o modelo Y. Só que, diferente dessa, o colaborador pode escolher seguir por outros cargos existentes na empresa.

Esse modelo é muito interessante para os colaboradores, pois eles podem entrar em determinada função, mas não seguir carreira naquela área. Isso incentiva que as pessoas procurem o que realmente as estimulem e que queiram desenvolver na organização. 

Plano de carreira profissional x plano de carreira pessoal: qual a diferença?

modelos de plano de carreira diferenças

Além dos modelos de plano de carreiras, há ainda dois tipos que se diferem de acordo com seus propósitos, mas que acabam se complementando para garantirem sucesso para o profissional e para a empresa.

Assim, enquanto o plano de carreira pessoal foca nos objetivos e metas da pessoa, ou seja, do profissional, o plano de carreira profissional trata dos objetivos e metas da empresa. 

O ideal é que eles sejam construídos de forma profunda e completa, com o objetivo de que ambos se unam para gerarem bons resultados. É importante que as expectativas do profissional e da empresa estejam alinhadas. Veja mais detalhes sobre ambos os tipos: 

Plano de carreira pessoal

Como o nome já indica, um plano de carreira pessoal é elaborado pelo próprio colaborador. Nesse formato, o funcionário apresenta aquilo que deseja fazer e onde almeja chegar na sua vida e na carreira. 

Ele deve apontar desde cursos, viagens, especializações, participações em eventos, até a posição dentro da empresa que gostaria de ocupar. É como se o plano de carreira pessoal funcionasse como uma espécie de planilha de sonhos que o profissional quer realizar.

É importante destacar que, nesse caso, o profissional de Recursos Humanos não pode intervir diretamente. No entanto, de maneira indireta, ele já faz parte desse plano. Isso porque todo formato de plano de carreira precisa de apoio para ser aplicado.

Por meio de uma estrutura que ofereça condições, networking e know-how, o funcionário terá acesso à base que permitirá o desenvolvimento da sua carreira. 

Nesse caso, para que consiga que o seu plano seja colocado em prática, ter o gestor de RH como parceiro é fundamental nesse processo.

Além disso, é importante também que o plano pessoal esteja alinhado ao plano empresarial, já que ambas as partes precisam estar por dentro das possibilidades e terem em vista a mesma direção. 

Esse alinhamento é importante para evitar possíveis frustrações ou desligamentos desnecessários.

Plano de carreira profissional

Já esse plano de carreira, diferentemente do anterior, apresenta o que a empresa almeja para o seu funcionário. Desde já, no entanto, é importante ressaltar que ambos os tipos de planos de carreira trabalham com foco em encontrar caminhos para alcançar suas metas. 

No plano de carreira profissional, contar com a ajuda do gestor é muito importante, pois ele será fundamental no processo de construção desse plano, alinhando o que o colaborador espera ao que a empresa deseja também. 

Para construir um plano de carreira eficiente dentro da empresa, procure:

  • considerar a cultura organizacional para garantir que o funcionário se adequa a ela;
  • esclarecer todas as dúvidas que o profissional tiver sobre a empresa, sempre que possível;
  • reforçar e deixar clara a importância de planejamento e cumprimento de prazos;
  • estabelecer objetivos e metas realistas, que sejam alcançáveis, possibilitando acesso a ferramentas para que o funcionário consiga realizá-las;
  • o gestor deve mostrar-se presente, disponível e interessado para conversar e dar feedbacks, sempre que for necessário ou solicitado;
  • trabalhar com foco em incentivar e trabalhar a diversidade na empresa, como a étnica, social, racial e de gênero, aplicando políticas de inclusão, considerando-a como uma das peças-chave do desenvolvimento do plano de carreira.

Quais informações são importantes para a elaboração de um plano de carreira?

modelos de plano de carreira

A construção de bons modelos de plano de carreira, sejam eles pessoais ou para sua empresa, e que funcionam na prática, se dá por meio de algumas etapas que devem ser seguidas.

Além disso, é necessária a condução de uma análise com frequência para identificar se o que foi planejado está fluindo ou precisa ser revisto.

Como fazer o seu plano de carreira?

  • Levante aquilo que deseja fazer e onde almeja chegar na sua vida e na carreira;
  • Aponte cursos, viagens, especializações, participações em eventos, até a posição dentro da empresa que gostaria de ocupar;
  • O plano de carreira pessoal deve funcionar como uma espécie de planilha de sonhos que deseja realizar;
  • Mesmo que o profissional de RH não possa intervir diretamente, conte com o seu apoio;
  • Avalie se o plano pessoal está alinhado ao plano da empresa que você atua.

Como fazer o plano de carreira da sua empresa?

  • Considere a cultura organizacional para garantir que o funcionário se adequa a ela;
  • esclareça as dúvidas que o profissional tiver sobre a empresa, sempre que possível;
  • reforce e deixe clara a importância de planejamento e cumprimento de prazos;
  • estabeleça objetivos e metas alcançáveis, com acesso a ferramentas para realizá-las;
  • conte com gestores presentes, disponíveis e interessados em dar feedbacks;
  • incentive a diversidade étnica, social, racial e de gênero, aplicando políticas de inclusão.

Antes de decidir quais os melhores modelos de plano de carreira, estude a cultura da sua empresa, além dos valores, metas e missão do negócio. Somente assim o RH conseguirá enxergar com mais clareza o que pode ser aplicado.

Além disso, considere sempre as expectativas dos profissionais que atuam na organização, para que o que eles almejam esteja alinhado ao que a empresa está buscando.

Assim, uma vez escolhido e implantado um plano de carreira, os colaboradores da empresa vão sentir-se mais seguros e motivados a manter-se na empresa, sabendo que há reais chances de sucesso para construir sua carreira junto à organização! 

Próximos passos…

Agora que você já sabe tudo sobre os modelos de plano de carreira, aprenda novas estratégias de desenvolvimento e alcance o protagonismo profissional!

Banner branco com o texto: Faça a gestão de férias do seu time em uma só plataforma e acabe com a burocracia no DP. Conheça o gestão de férias; e uma pessoa usando o gestão de férias