Tempo de Leitura: 12 minutos

Abrir e gerir um negócio demanda uma atenção minuciosa a vários aspectos. Entre as responsabilidades burocráticas, a certidão FGTS ocupa uma posição central. 

O FGTS representa um direito fundamental dos trabalhadores com contrato formal, e seu correto recolhimento é não apenas uma obrigação legal para as empresas, mas uma garantia de proteção financeira para os colaboradores. 

Uma maneira de demonstrar essa conformidade legal é por meio da certidão de regularidade do FGTS, um documento essencial que atesta que a empresa está em dia com suas obrigações relacionadas ao fundo. 

Neste conteúdo, exploraremos em detalhes o que é a certidão do FGTS, sua relevância, como funciona e os passos para sua emissão, oferecendo uma compreensão abrangente sobre um aspecto crucial da gestão empresarial em conformidade com a legislação vigente. Vamos lá?

O que é a certidão FGTS?

certidão FGTS

A certidão de regularidade do FGTS (Fundo de Garantia do Tempo de Serviço) é um documento emitido pela Caixa Econômica Federal, que atesta a regularidade do empregador perante o Fundo de Garantia. 

A certidão é importante para comprovar que a empresa está em dia com seus compromissos relacionados ao FGTS, garantindo que os trabalhadores recebam corretamente seus depósitos e possam sacar seus recursos quando necessário, seja por motivos de demissão sem justa causa, aposentadoria, compra de casa própria, entre outros.

A falta de regularidade na situação do FGTS pode resultar em penalidades para a empresa, como multas e dificuldades em participar de licitações e contratações com o poder público, além de prejudicar a relação com os funcionários. Portanto, é fundamental para as empresas manterem a regularidade do FGTS e obterem a certidão correspondente.

Calendário de RH e DP 2024, datas de pagamento de salário, prazos eSocial e DARF, recolhimento de FGTS e INSS, lembretes de ações de endomarketing e muito mais! Garanta efetividade e organização agora!

O que é FGTS?

O FGTS, sigla para Fundo de Garantia do Tempo de Serviço, é um fundo instituído pelo governo brasileiro que tem como objetivo proteger os trabalhadores em relação à estabilidade financeira, além de promover investimentos em áreas como habitação, saneamento básico e infraestrutura.

A criação do FGTS se deu pela Lei nº 5.107/1966 e ele foi regulamentado pelo Decreto nº 59.820/1966

A partir de 1º de janeiro de 1967, o FGTS se tornou obrigatório para os empregadores, que ficam responsáveis por depositar mensalmente um valor equivalente a 8% do salário de seus empregados em contas individuais abertas na Caixa Econômica Federal em nome de cada trabalhador.

A principal finalidade do FGTS é formar um patrimônio, em nome do trabalhador, que possa ser utilizado em situações específicas, conforme as regras estabelecidas pelo governo. Abaixo estão os principais aspectos relacionados ao FGTS:

Depósitos mensais

Os empregadores devem depositar, até o dia 7 de cada mês, um valor correspondente a 8% do salário de cada trabalhador em uma conta individual vinculada ao FGTS na Caixa Econômica Federal.

Conta vinculada

Cada trabalhador possui uma conta específica e individual, vinculada ao seu número de inscrição no PIS/PASEP, onde são feitos os depósitos mensais.

Saldo e rendimentos

Além dos depósitos mensais, o saldo das contas vinculadas ao FGTS é atualizado periodicamente com a adição de juros e correção monetária.

Aproveite que você resolveu ler sobre certidão FGTS e confira outros artigos sobre o tema:

Saque do FGTS

O trabalhador pode sacar o FGTS em situações como demissão sem justa causa, aposentadoria, compra da casa própria, pagamento de parte do saldo devedor do financiamento imobiliário, doenças graves, desastres naturais etc.

Utilização para financiamento imobiliário

O FGTS pode ser utilizado para a aquisição, quitação ou amortização de dívidas de financiamentos habitacionais.

Incentivo à habitação

Uma parte dos recursos do FGTS é destinada a financiar programas habitacionais, promovendo o acesso à moradia para a população de baixa renda.

Fundo de investimento

Os recursos do FGTS são aplicados em diversos investimentos, como títulos públicos, projetos de infraestrutura e habitação, buscando retorno financeiro para aumentar os recursos disponíveis.

É importante ressaltar que o FGTS é um direito do trabalhador e uma obrigação do empregador

A fiscalização e regulação do FGTS ficam a cargo da Caixa Econômica Federal e do Conselho Curador do FGTS, que é composto por representantes do governo, trabalhadores e empregadores.

Para que serve o certificado de regularidade do FGTS?

certidão de regularidade do FGTS

O certificado de regularidade do FGTS (CRF) é um documento emitido pela Caixa Econômica Federal, que atesta a conformidade legal de uma empresa em relação às obrigações do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. 

A função principal do CRF é garantir que a empresa esteja em dia com os pagamentos do FGTS, um direito dos trabalhadores regidos pela Consolidação das Leis do Trabalho (CLT). 

Como já explicamos, o FGTS é um valor depositado mensalmente pelo empregador em uma conta vinculada ao trabalhador na Caixa Econômica Federal, correspondente a 8% do salário do empregado.

Ter o CRF em dia é crucial para a empresa participar de licitações públicas, obter financiamentos e empréstimos em instituições financeiras, e realizar outras transações comerciais e negócios que exigem comprovação de regularidade fiscal. 

Importante: sem a certidão FGTS, a empresa fica impedida de realizar diversas operações comerciais essenciais.

Para emitir o CRF, a organização precisa estar em conformidade com suas obrigações perante o FGTS, como o correto cadastramento dos colaboradores e o pagamento regular dos depósitos do FGTS. 

É possível fazer a emissão de forma online, pelo site da Caixa Econômica Federal, digitando o CNPJ da empresa e consultando a situação de regularidade.

É importante ressaltar que o CRF possui validade de 30 dias a partir da data de emissão, sendo necessário renová-lo periodicamente para garantir que a empresa esteja sempre em dia com suas obrigações perante o FGTS. 

Dessa forma, o certificado de regularidade do FGTS é uma ferramenta crucial para manter a regularidade e transparência nas relações trabalhistas e comerciais das empresas.

Por que o DP precisa se atentar ao certificado de regularidade do FGTS?

certidão FGTS

O Departamento Pessoal de uma empresa desempenha um papel fundamental no cumprimento das obrigações trabalhistas e previdenciárias. 

O certificado de regularidade do FGTS é um dos documentos essenciais que o DP deve se atentar e manter em dia. Vejamos algumas razões pelas quais isso é crucial:

Cumprimento das obrigações legais

O FGTS é um direito trabalhista, e sua correta aplicação é exigida por lei. O não cumprimento das obrigações relacionadas ao FGTS pode resultar em penalidades legais, multas e litígios trabalhistas.

O certificado de regularidade do FGTS atesta que a empresa está em dia com suas obrigações em relação ao fundo. Isso reflete a saúde financeira da empresa e sua conformidade com a legislação trabalhista, o que é vital para a imagem e credibilidade da organização.

Participação em processos licitatórios

Muitas licitações públicas exigem a apresentação do certificado de regularidade do FGTS como um dos requisitos. Sem esse certificado, a empresa fica impossibilitada de participar desses processos, o que pode restringir suas oportunidades de negócios.

Acesso a financiamentos e créditos

Instituições financeiras frequentemente exigem a apresentação do certificado de regularidade do FGTS para conceder empréstimos ou financiamentos à empresa. Isso demonstra a capacidade financeira e a conformidade da empresa, facilitando o acesso a recursos importantes para o crescimento e desenvolvimento do negócio.

Aproveite a visita e confira também estes conteúdos:

Transparência e responsabilidade

Manter a regularidade no recolhimento do FGTS e possuir o certificado correspondente demonstra a transparência e responsabilidade da empresa em relação aos direitos trabalhistas dos funcionários. Isso promove um ambiente de trabalho mais confiável e ético.

Prevenção de passivos trabalhistas

O não recolhimento adequado do FGTS pode resultar em passivos trabalhistas significativos para a empresa no futuro. O certificado de regularidade do FGTS atesta que a empresa está cumprindo suas obrigações e ajuda a prevenir tais passivos.

Em resumo, o Departamento Pessoal precisa se atentar ao certificado de regularidade do FGTS para garantir o cumprimento das obrigações legais, manter a regularidade fiscal e legal da empresa, e facilitar o acesso a oportunidades de negócios, além de promover transparência e prevenir passivos trabalhistas.

Quando a certidão FGTS é exigida?

A certidão do FGTS — também conhecida como certificado de regularidade do FGTS (CRF) ou Certidão Negativa de Débitos da Previdência Social — é exigida em diversas situações e contextos comerciais e legais. 

Ela serve como uma prova de que a empresa está cumprindo suas obrigações relacionadas ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço dos seus funcionários. Veja, a seguir, em quais situações a certidão do FGTS é exigida:

Quer simplificar seu DP? É Sólides e Ponto!

Participação em licitações públicas

Ao participar de licitações públicas em qualquer esfera governamental (federal, estadual ou municipal), a empresa é geralmente obrigada a apresentar a certidão do FGTS. Isso é uma garantia de que a empresa está consoante com suas obrigações trabalhistas.

Obtenção de Financiamentos e Empréstimos

Para obter financiamentos, empréstimos ou outras formas de crédito junto a instituições financeiras, é comum que seja requisitada a apresentação da certidão do FGTS. Esse documento confirma a adesão da empresa às obrigações trabalhistas, sendo um critério importante para aprovação de concessões financeiras.

Contratos e negociações empresariais

Em várias transações comerciais, como contratos, fusões, aquisições ou negociações empresariais, a certidão do FGTS pode ser solicitada para verificar a saúde financeira e a conformidade da empresa, o que influencia nas decisões de negócios.

Transferência de domicílio para o exterior

Quando uma empresa planeja transferir seu domicílio para o exterior, a certidão do FGTS é exigida para garantir que não haja pendências trabalhistas, incluindo o correto recolhimento do FGTS dos funcionários.

Alterações contratuais e estatutárias

Qualquer alteração no contrato social ou estatuto da empresa pode exigir a apresentação da certidão do FGTS para garantir a regularidade e a conformidade da empresa perante o FGTS.

Benefícios fiscais e incentivos

Para acessar benefícios fiscais, incentivos governamentais ou qualquer tipo de apoio público, é comum que a empresa precise apresentar a certidão do FGTS, pois isso demonstra sua responsabilidade social e legal.

Registro e arquivamento empresarial

Em operações de registro ou arquivamento de documentos empresariais, como alterações contratuais, é comum que órgãos responsáveis exijam a certidão do FGTS para garantir a conformidade legal da empresa.

Regularização de pendências

Se uma empresa possui pendências relacionadas ao FGTS, é fundamental obter a certidão do FGTS para regularizar sua situação e demonstrar que está em processo de resolução dessas pendências.

Portanto, como vimos, a certidão do FGTS é um documento vital em várias situações comerciais e legais, garantindo a regularidade da empresa no que diz respeito às obrigações trabalhistas perante o FGTS e fortalecendo sua credibilidade nos mais diversos cenários empresariais.

É possível que o certificado de regularidade do FGTS não seja liberado?

certidão FGTS

Sim, é possível que o certificado de regularidade do FGTS não seja liberado. Isso pode ocorrer quando a empresa apresenta pendências relacionadas ao FGTS, como a falta de recolhimento ou inconsistências nos dados cadastrais dos trabalhadores. 

Essas pendências podem impedir a emissão da certidão até que sejam regularizadas, garantindo assim que a empresa está cumprindo suas obrigações em relação ao FGTS. Dessa forma, é fundamental resolvê-las e manter os recolhimentos em dia para garantir a obtenção desse certificado.

Para regularizar a situação da empresa com o FGTS, existem algumas etapas e locais que podem ser acessados. Confira:

  • acesso ao sistema da Caixa Econômica Federal;
  • atendimento presencial na Caixa Econômica Federal;
  • regularização de débitos e parcelamentos;
  • negociação online;
  • obtenção de certidão de regularidade do FGTS.

Acesso ao sistema da Caixa Econômica Federal

A principal instituição responsável pelo FGTS é a Caixa Econômica Federal. A empresa pode acessar o sistema da Caixa e regularizar suas pendências diretamente por meio da Conectividade Social.

Atendimento presencial na Caixa Econômica Federal

A empresa pode comparecer a uma agência da Caixa Econômica Federal para buscar orientações, esclarecer dúvidas e resolver pendências relacionadas ao FGTS. Os atendentes na agência podem fornecer informações sobre os procedimentos necessários para a regularização.

Regularização de débitos e parcelamentos

Caso a empresa possua débitos relacionados ao FGTS, é possível regularizar a situação mediante parcelamentos ou pagamentos integrais

A regularização dos débitos deve ser feita por meio de guias específicas como GRF (Guia de Recolhimento do FGTS), GRRF (Guia de Recolhimento Rescisório do FGTS) ou GRDE (Guia de Regularização de Débitos do FGTS).

Negociação online

Dependendo das condições e das regras vigentes, a empresa pode negociar online a regularização dos débitos com o FGTS por meio do site da Receita Federal ou da Caixa Econômica Federal.

Obtenção de certidão de regularidade do FGTS

Após a regularização dos débitos, a empresa pode solicitar a emissão da Certidão de Regularidade do FGTS pela internet, no site da Caixa Econômica Federal. A certidão atesta que a empresa está em dia com suas obrigações relacionadas ao FGTS.

Como emitir a certidão FGTS?

É fundamental que a empresa mantenha uma comunicação frequente com a Caixa Econômica Federal, busque orientação junto aos órgãos responsáveis e adote práticas que assegurem a regularidade dos depósitos do FGTS, evitando futuras pendências.

O passo a passo para emitir a certidão FGTS é:

  1. Acesse o site da Caixa Econômica Federal pelo seu navegador de internet. O endereço é https://www.caixa.gov.br.
  2. Localize a seção “Para sua empresa”, “Todos os produtos” e busque por “Pagamento de FGTS”.
  3. Escolha a opção Consulta CRF.
  4. Será solicitado que você informe o CNPJ (Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica) da empresa ou o número CEI (Cadastro Específico do INSS).
  5. Complete os campos obrigatórios com as informações solicitadas. Geralmente, é preciso incluir o CNPJ, a UF (Unidade Federativa) onde a empresa está localizada, e o código de verificação exibido na tela. Após preencher, clique em “Consultar”.
  6. O sistema verificará a situação da empresa em relação ao FGTS e apresentará se está regular ou com pendências.

Se a empresa estiver regular, você terá a opção de obter o certificado de regularidade do FGTS. Basta clicar nessa opção para visualizar e imprimir o documento.

Lembre-se de que o certificado tem validade de 30 dias a partir da data de emissão. Após esse período, é necessário emitir uma nova certidão.

Também é importante manter as informações da empresa atualizadas e estar atento às pendências que possam impactar a obtenção do certificado. Caso encontre dificuldades ou conflitos, é indicado buscar orientação da Caixa Econômica Federal para regularizar a situação.

Como a empresa pode consultar o certificado de regularidade do FGTS?

Os passos para consultar e emitir o certificado de regularidade do FGTS são os mesmos. A empresa deve acessar o site da Caixa Econômica Federal e localizar a seção referente ao FGTS. 

Após isso, é necessário inserir o CNPJ ou CEI e outros dados pertinentes. O sistema verificará a situação da empresa em relação ao FGTS e, se estiver regular, oferecerá a opção de obter e visualizar o certificado de regularidade do FGTS. 

Confira também os materiais gratuitos que preparamos para potencializar o seu DP:

Como consultar os débitos de FGTS de uma empresa?

Para consultar os débitos de FGTS de uma empresa, é possível seguir os passos abaixo:

  • acesse o site da Caixa Econômica Federal, específico para consulta de FGTS;
  • na página, localize a opção de consulta ou regularidade do FGTS para empresas;
  • informe o CNPJ da empresa que deseja verificar os débitos de FGTS;
  • complete as informações solicitadas, como código de segurança, e clique em “Consultar”;
  • o sistema apresentará a situação da empresa em relação aos débitos de FGTS. Será indicado se há ou não pendências;
  • caso existam débitos, é importante entrar em contato com a Caixa Econômica Federal ou a Receita Federal para regularizar a situação.

Essa consulta é crucial para que a empresa possa identificar eventuais pendências e tomar as medidas necessárias para regularizar sua situação junto ao FGTS. É fundamental manter os pagamentos em dia e garantir a conformidade com a legislação vigente.

Qual é a validade do certificado do FGTS?

É importante destacar que a CRF possui uma vigência de 30 dias a partir da data de sua emissão.

Durante esse período de 30 dias, a empresa pode utilizar a certidão para comprovar sua regularidade quanto aos depósitos do FGTS perante órgãos públicos, instituições financeiras, clientes e em processos licitatórios. 

Isso é fundamental para participar de licitações, obter financiamentos, empréstimos e outros benefícios que possam exigir a apresentação desse documento.

No entanto, após o término dos 30 dias, a certidão perde sua validade. Isso significa que a empresa deve estar sempre atenta à data de emissão e garantir que, se necessário, solicite uma nova certidão antes que a anterior expire. 

Caso a empresa precise apresentar o certificado vencido, a validade da regularidade pode ser questionada.

Portanto, a renovação periódica da CRF é fundamental para manter a empresa em conformidade e assegurar a continuidade de suas atividades de acordo com as exigências legais. 

É responsabilidade do setor de Departamento Pessoal da empresa manter um controle preciso das datas de emissão das certidões e renová-las dentro do prazo para evitar qualquer intercorrência legal.

Tudo certo com sua certidão FGTS?

O certificado de regularidade do FGTS (CRF) é um instrumento de extrema importância para as empresas, servindo como comprovação de seu cumprimento das obrigações relacionadas ao Fundo de Garantia do Tempo de Serviço. 

Garantir que o FGTS está sendo devidamente recolhido é vital não apenas para a empresa, mas também para os colaboradores, assegurando seus direitos trabalhistas. 

A obtenção da CRF é um passo crucial para participar de licitações, buscar financiamentos e demonstrar idoneidade fiscal. 

Manter esse certificado atualizado é uma responsabilidade contínua que contribui para a regularidade da empresa perante diversos âmbitos da legislação e do mercado. 

Dessa forma, a devida atenção ao certificado de regularidade do FGTS é fundamental para uma gestão empresarial ética, transparente e alinhada com as leis trabalhistas e previdenciárias.

Enquanto a certidão é a comprovação tradicional da regularidade dos depósitos, o FGTS Digital representa a evolução digital desse sistema, simplificando consultas, pagamentos e facilitando o acesso à informação. Ambos são peças-chave para garantir a conformidade e transparência nas relações trabalhistas e empresariais.

Confira o que é o FGTS Digital e como fazer parte dessa evolução tecnológica! 

Banner com fundo roxo e o texto