Tempo de Leitura: 7 minutos

Fazer o controle de ponto na construção civil corretamente é uma das principais dúvidas dos empregadores e gestores de Recursos Humanos.

Isso porque o canteiro de obras é um ambiente diferente dos escritórios das empresas convencionais, com particularidades e especificidades.

Sem dúvidas, realizar esse controle por meio de planilhas manuais é o meio menos seguro e eficaz, além de ser extremamente trabalhoso e consumir horas do Departamento Pessoal na organização dos dados.

Ainda, as anotações manuais abrem precedentes para processos trabalhistas, porque são passíveis de fraude e adulteração. 

Por isso, é fundamental contar com um sistema de controle de ponto na construção civil que seja confiável, seguro e tecnológico.

Mas, como fazer o controle de ponto nas obras? Quais são as formas de fazer isso? Por que contar com um aplicativo de controle de ponto? Continue a leitura e confira!

O que diz a lei sobre controle de ponto na construção civil?

controle de ponto construção civil

Segundo a legislação trabalhista, o controle de ponto é obrigatório em todas as empresas com mais de 20 colaboradores. 

Conheça o novo Módulo Gestão de Férias

A regra também é válida na construção civil, pelo menos de acordo com a Lei da Liberdade Econômica.

Até antes da Lei, o controle de ponto era obrigatório para estabelecimentos com mais de 10 funcionários. Agora, essa obrigatoriedade passa a valer para estabelecimentos com mais de 20 colaboradores. 

O texto da legislação destaca que esse controle engloba a anotação da hora de entrada e de saída, o que pode ser feito por meio de registro manual, mecânico ou eletrônico.

E, como antes, a prática pode ser adotada mesmo que a empresa não se encaixe no quesito da obrigatoriedade, o que é recomendado.

Com a devida gestão da jornada de trabalho de cada funcionário, a empresa tem melhores condições de garantir que não haja erro nos cálculos da folha de pagamentos.

Isso porque a adoção de um bom sistema de controle garante mais segurança em seus registros sobre ausências, atrasos, horas extras e outras variáveis que precisam ser consideradas mês a mês pelo setor de Recursos Humanos e pelo Departamento Pessoal.

A realização do controle de ponto na construção civil também permite que o empregador tenha uma gestão mais eficiente do banco de horas, caso tenha optado por esse regime, permitindo um controle de horas extras preciso.

Assim, pode garantir que a compensação seja feita no intervalo legal de um ano, evitando a necessidade do pagamento pela jornada extraordinária realizada.

E, por fim, a existência dos registros pode proteger a empresa de eventuais processos trabalhistas em que o funcionário alegue erro no pagamento.

Vale saber, a falha na contabilização e no pagamento de horas extras está entre as causas mais comuns de ações movidas contra os empregadores na Justiça.

Continue por aqui e saiba mais:
👉 Gestão de projetos na construção civil
👉 Sistema de controle de ponto em canteiros de obras

Quais os desafios de fazer controle de ponto na construção civil?

Talvez o maior e mais complexo desafio seja o fato de que, no ambiente da construção civil, o modelo de marcação predominante seja o manual

No entanto, como já mencionamos, esse método é o menos confiável e seguro.

Afinal, um registro errado pode gerar desentendimentos com os gestores e, consequentemente, processos trabalhistas

Ainda, as marcações imprecisas são muito comuns, ou seja, aquelas que arredondam o horário de entrada e saída dos funcionários para, justamente, facilitar o cálculo de horas trabalhadas. 

No entanto, essa prática não é permitida segundo o Tribunal Superior do Trabalho. 

Contornar esses problemas acaba sendo um grande desafio para as empresas de construção civil, ainda mais nos períodos em que as obras estão a todo vapor. 

Durante esses períodos, os canteiros de obra estão mais agitados, com grande fluxo de funcionários, dificultando o controle de ponto e o monitoramento da jornada de trabalho.

Como sempre mencionamos aqui no blog, a falta de controle de ponto na construção civil pode gerar uma série de problemas para a empresa, levando a prejuízos financeiros provenientes de processos na justiça trabalhista. 

Além disso, colaboradores que não se sentem seguros com o método de marcação de ponto acabam apresentando rendimento abaixo do esperado, diminuição da produtividade e da satisfação com a organização

Isso pode levar ao aumento do turnover, por exemplo.

Aliás, aproveite nosso episódio do Me Explica Aí sobre Turnover!

A melhor forma de combater esse problema é, portanto, adotando um método de controle de ponto na construção civil eficaz, seguro e fácil, que não gere mais dúvidas e inseguranças nos colaboradores.

Sistemas automatizados permitem maior acurácia, transparência nos dados e automatização nos processos

Assim que o funcionário faz o registro de ponto em um software especializado, os dados ficam armazenados na nuvem, facilitando a consulta por ele pelo RH e pelo DP.

Contudo, nem sempre é fácil instalar um relógio de ponto num canteiro de obra. Isso porque esses espaços costumam ser muito grandes, dificultando o deslocamento do colaborador do seu posto de trabalho até o local onde está instalado o relógio. 

Diante dessa dificuldade, muitas empresas adotam os sistemas por aplicativo, de modo que os funcionários consigam registrar o ponto de qualquer lugar do canteiro de obra, apenas por meio do seu próprio smartphone.

Assim, o colaborador faz a marcação no horário exato em que der início às suas atividades, nos intervalos para almoço e no final da jornada. 

Caso não haja conexão com internet no momento do registro, os dados ficam armazenados no próprio aplicativo e são computados quando a conexão for restabelecida.

Qual a melhor solução para controle de ponto na obra?

O canteiro de obras, na grande maioria das vezes, é externo ao ambiente de trabalho. Ou seja, é um local onde um alto volume de colaboradores estará atuando fora de seu posto ou sede da empresa.

Flexibilização do trabalho

A disposição do ambiente, que pode ser enorme, não facilita o registro de ponto manual, mecânico ou até mesmo biométrico, já que o funcionário deve andar muito até chegar no local adequado para fazer o registro da sua jornada.

Por essa razão, o controle de ponto mobile é uma excelente alternativa para fazer o controle de ponto na construção civil.

Por meio de um software, assim que o trabalhador chegar ao local da obra, ele já pode registrar seu ponto, por meio de um leve toque na tela de seu smartphone. É um sistema que alia comodidade e tecnologia.

Em relação à produtividade da equipe, quanto mais você facilita a vida de seus funcionários, maiores são as chances de que eles trabalhem mais eficientemente em um empreendimento. 

Logo, é preciso agir com foco em processos mais fáceis, inclusive em relação à jornada de trabalho de cada um deles. O cotidiano de uma obra já é cansativo o bastante, não concorda?

Por fim, além do acesso em tempo real às informações do quadro de trabalhadores, o controle de ponto na construção civil pode emitir relatórios automatizados, acessíveis para quem deseja acessar os dados de forma segura.

Como o Tangerino pode ajudar no controle de ponto na construção civil?

O uso de um app de controle de ponto na construção civil como o Tangerino traz diferentes vantagens para a empresa. 

A começar pela praticidade de seu uso fácil, capaz de simplificar a rotina de marcação de ponto dos colaboradores.

É também importante considerar que uma solução de ponto digital elimina erros comuns ao sistema de marcação manual, evitando a perda de tempo e situações de retrabalho para o RH, que tem o controle de custos em gestão de pessoas facilitado.

Os registros de cada marcação feita são armazenados no sistema do aplicativo e permitem o acompanhamento em tempo real do que acontece na rotina de quem está no canteiro de obras.

Além disso, quando pensar em como fazer escala de trabalho, tudo fica mais simples, facilitando a gestão e os cálculos de variações no banco de horas.

Outra interessante vantagem do controle de ponto na construção civil é o rápido acesso a todo o histórico de registro de ponto

O que permite avaliar a produtividade de cada colaborador e definir estratégias para melhorar o seu desempenho e de toda equipe.

Veja, a seguir, quais benefícios tecnológicos o Tangerino tem a oferecer para facilitar o controle de ponto na construção civil!

👉 Confira também como o Tangerino facilitou a rotina do RH da Impacto Construtora

Reconhecimento facial

O reconhecimento facial nada mais é do que a capacidade de um dispositivo em reconhecer um rosto. Para que isso seja possível, a tecnologia se baseia no reconhecimento biométrico de traços dos rostos das pessoas. 

Em um app de controle de ponto como o Tangerino, a câmera frontal do dispositivo consegue localizar o rosto do colaborador e depois analisar os seus traços.

O colaborador precisa posicionar o dispositivo móvel na frente do seu rosto para que o controle de ponto biométrico seja capaz de identificar o indivíduo. 

Uma vez acionado, o app Tangerino analisa a face e tira uma foto para a comparação com base em seu banco de dados e identificação do funcionário.

O processo é bastante rápido e resulta no registro automático de cada marcação realizada no sistema. E é interessante saber que a solução é equipada com a tecnologia de machine learning.

Esse aprendizado da máquina permite que a identificação do app de ponto se torne cada vez mais assertiva, independente de alterações no visual como uso de barba, uso de óculos, mudanças de ângulo da fotografia ou na expressão facial.

Ponto offline

O controle de ponto na construção civil só será possível se o aplicativo escolhido para registro funcionar também offline, ou seja, não necessitar de uma conexão de internet para que o registro seja computado.

Isso porque muitos canteiros de obra ficam em locais onde o sinal de internet não é forte o suficiente ou mesmo não existe

Nesses casos, os empregados podem marcar o ponto normalmente, já que o sistema armazenará os dados e eles serão registrados assim que uma conexão for estabelecida.

O funcionamento online e offline é essencial para as empresas que contam com colaboradores na jornada de trabalho externo.

Na verdade, o aplicativo de ponto é a única forma de funcionários que trabalham externamente registrarem seus horários sem a possibilidade de fraudes.

O sistema conta com um GPS, que indica o local onde o colaborador estava no momento do registro. Por isso é a melhor solução para organizações da área da construção civil.

Aproveite esses materiais ricos do Tangerino:
📚 Gestão de equipes externas: como otimizar os processos de RH e departamento pessoal?
📚 Você sabe como controlar a presença de colaboradores internos e externos?
📚 Ponto eletrônico: Aprenda a escolher o ideal para a sua empresa

Tangerino Totem

A evolução dos meios digitais tem levado as empresas a adotarem modelos diferentes e inovadores de jornada. 

Com a pandemia do coronavírus, vimos aumentar o número de adeptos ao home office e defensores dessa modalidade como sendo o futuro do trabalho.

Contudo, para aqueles que não podem transferir suas atividades completamente para o digital, como é o caso da construção civil, o modelo híbrido de trabalho tem sido o mais indicado, dividindo a equipe entre o canteiro de obra e as casas dos colaboradores.

Para essa realidade, desenvolvemos o Tangerino Totem. Com ele, os colaboradores continuam fazendo o registro da jornada pelo app quando estiverem em casa. 

Mas, aos que estiverem na obra, a marcação é feita por meio de um tablet instalado na entrada da empresa, onde será feita a validação do QR code e o reconhecimento biométrico facial do colaborador.

Veja como funciona essa solução:

Gestores e empregadores conseguem acompanhar a jornada dos colaboradores, entender como é a rotina de cada um, apurar os índices de produtividade e avaliar o desempenho de toda a equipe.

Tudo isso com apenas um aplicativo instalado no celular. Muito fácil, não é mesmo? Fazer o controle de ponto na construção civil é muito mais ágil com o Tangerino. Faça uma demonstração e conheça todos os benefícios!

Conheça o novo Módulo Gestão de Férias