Tempo de Leitura: 8 minutos

É provável que você já tenha escutado os termos hard skills e soft skills no seu dia a dia, mas sabe realmente o que eles significam? São termos muito comuns e que, nos últimos anos, têm ganhado maior visibilidade nas empresas, especialmente nos processos de recrutamento e seleção. 

As skills são habilidades e conhecimentos das pessoas, que tornam um profissional adequado ou não para determinada oportunidade de trabalho em uma organização. Cada função possui diferentes skills ideais e é responsabilidade do RH identificar cada uma e encontrar ou formar profissionais alinhados a elas, e assim criar equipes mais eficientes. 

Quer saber quais são as hard skills e como o RH pode ajudar o profissional a desenvolver essas habilidades? Então continue acompanhando esse artigo até o final.  

Para facilitar a leitura, veja tudo o que você vai aprender nesse conteúdo:

O que são as hard skills?

Imagem de 5 pessoas lado a lado segurando folha de papel com as duas mãos na altura do torso e simulando apresentação de suas hard skills, ou seja, formações acadêmicas e semelhantes.

As hard skills são habilidades e capacidades técnicas que as empresas conseguem perceber facilmente, muitas vezes apenas analisando o currículo do profissional. Elas podem ser identificadas por meio dos cursos, formações, experiências e das especializações da pessoa. 

A palavra skills pode ser traduzida como habilidades e hard significa duro, difícil, rígido. Quando juntamos as duas palavras temos a expressão que se relaciona com as habilidades técnicas que podem ser verificadas por meio de um diploma, teste, certificado, etc. 

Banner com o fundo claro, na esquerda está escrito: ontrato com freelancer, utilize esse modelo de documento editável!

As hard skills são o ponto de partida para o desenvolvimento da carreira já há muitos anos, é por onde o profissional normalmente inicia sua trajetória profissional, ou seja, buscando um curso ou formação que dê a ele o conhecimento necessário para desenvolver suas carreira desejada. 

Entretanto, nos últimos anos podemos perceber uma mudança de mentalidade em relação à forma de aquisição dessas capacidades. 

Se até alguns anos atrás, a forma de adquirir conhecimento mais aceitável e desejada era por meio de uma graduação ou especialização tradicional, hoje o mercado já entende que, em muitos casos, outros tipos de experiências e conhecimentos podem ser mais importantes do que apenas a teoria aprendida nas cadeiras da faculdade

Imagem com fundo branco escrito de preto na esquerda:

Outra maneira de comprovar hard skills é por meio de resultados. Muitos profissionais trabalham em áreas diferentes daquelas que se formaram, mas possuem grande conhecimento e experiência no segmento, podendo contribuir com os resultados da empresa. 

As mudanças no mundo e no mercado de trabalho também criaram novas necessidades, afastando um pouco a ideia de especialidade e se aproximando da multifuncionalidade.

Qual a diferença entre hard skills e soft skills?

Imagem escrita com as diferenças entre hard skills e soft skills

As soft skills são habilidades mais emocionais e executivas de uma pessoa, justamente por isso são intangíveis. Elas não podem ser demonstradas com a apresentação de documentos ou certificados, mas sim com a convivência diária ou com a aplicação de métodos específicos. 

Justamente por isso elas são mais difíceis (mas não impossível!) de serem identificadas em um processo de recrutamento e seleção promovido por uma empresa. 

Alguns exemplos de soft skills são: 

  • empatia;
  • organização;
  • ética;
  • liderança;
  • flexibilidade; 
  • etc. 

Já há alguns anos elas se tornaram importantes nos processos de recrutamento e seleção, pois muitas vezes o profissional causa danos à empresa por não conseguir se envolver com a equipe e contribuir para os resultados da empresa. 

Aproveite a visita e confira também:

Alguns exemplos de hard skills

As hard skills são competências técnicas, então podemos compreender como:

  • Cursos técnicos – informática, enfermagem, estética, radiologia, etc.
  • Graduação – administração, pedagogia, marketing, etc.
  • Especializações – marketing digital, gestão de recursos humanos, etc.
  • Mestrado ou doutorado – outro tipo de especialização na área de atuação.
  • Conhecimento em outras línguas – TOEFL, IELTS, etc.
  • Manuseio de ferramentas e funcionamento de máquinas.
  • Conhecimento em informática.

Quais as hard skills mais avaliadas no recrutamento?

Obviamente não é possível determinar uma ou duas hard skills mais importantes. Essa definição depende do cargo e da profissão desempenhada. Cada área possui hard skills essenciais e que fazem mais sentido com as suas atividades profissionais. 

Apesar disso, algumas capacidades tornaram-se universais e necessárias em todas as áreas. O uso de ferramentas de comunicação, como e-mail, redes sociais, edição e manipulação de imagens e vídeos, etc., são alguns desses exemplos.

Com o mundo cada vez mais tecnológico e a comunicação cada vez mais presente, saber utilizar esses recursos é importante para todos os profissionais.  

De acordo com um estudo publicado pelo LinkedIn em 2020, as hard skills mais valorizadas no mercado de trabalho são:

  1. Blockchain
  2. Computação em nuvem
  3. Conclusões analíticas
  4. Inteligência artificial
  5. UX design
  6. Análise de negócios
  7. Marketing afiliado
  8. Vendas
  9. Computação científica
  10. Produção de vídeo

Mas não se engane, elas mudam de tempos em tempos e seguem uma demanda de mercado. 

Apesar disso, algumas habilidades que podem ser consideradas universais e (quase!) permanentes são: 

  • Pacote Office
  • E-mail
  • Idiomas
  • Falar em público (oratória)
  • Programação
  • Análise de dados
  • Pesquisa
  • Redes sociais
  • Photoshop
  • Gestão de mídias sociais
  • Banco de dados
  • Softwares (quaisquer softwares específicos)
  • Ferramentas de gestão de tarefas
  • Processo de pagamentos
  • Desenvolvimento de softwares
  • Digitação
  • Escrita (copywriting)
  • Contratação
  • Logística
  • Desenvolvimento de negócios
  • Gestão de pessoas
  • Gestão de negócios
  • Finanças
  • Orçamento
  • Qualquer conhecimento técnico específico da sua área de atuação.

Quais as vantagens das hard skills para a empresa?

Contar com profissionais que possuem hards skills específicas, identificadas como importantes para o cargo, proporciona alguns benefícios para a empresa, veja:

Aumento do desempenho e produtividade

Quando todos os colaboradores em uma equipe estão alinhados com relação às hard skills, podem contribuir melhor para encontrar soluções, para desempenhar suas próprias funções específicas, gerar mais resultados e com maior qualidade

Melhora o clima organizacional

Com a participação e colaboração de todos, a integração da equipe melhora. Com um bom clima organizacional, o trabalho é mais eficiente e rápido, minimizando a existência de erros e retrabalho. 

Aumenta a autonomia

Profissionais com as hard skills ideais podem receber mais autonomia para desenvolver as atividades sob sua responsabilidade, permitindo que o gestor desempenhe outras tarefas relativas ao seu cargo. 

Por que avaliar hard skills no recrutamento?

A resposta mais óbvia é para garantir que o profissional escolhido tenha todas as habilidades e qualificações técnicas necessárias para desenvolver o trabalho da melhor maneira possível. 

O processo de recrutamento e seleção é muito importante para qualquer empresa, pois envolve a escolha de profissionais que deverão contribuir para os seus resultados. 

Se a escolha não for a melhor, pode comprometer os objetivos da empresa, além de gerar prejuízos financeiros e em relação ao clima interno. A grande questão é como criar um processo de recrutamento que consiga identificar os candidatos mais adequados e alinhados com esses objetivos.  

Nessa tentativa foi criada uma divisão de habilidades e conhecimentos em categorias diferentes, as hard skills e as soft skills, ambas fundamentais e que formam o perfil do profissional ideal a ser buscado.

O uso desses parâmetros evita também que preferências pessoais se sobressaiam sobre as necessidades do cargo, já que traz mais objetividade ao processo seletivo

Caso um candidato não possua as qualificações estabelecidas, não deve ser escolhido para a função. Isso gera uma percepção de justiça no processo de recrutamento e minimiza os casos de favorecimento. Antes mesmo de se candidatar, os profissionais podem saber quais são as habilidades desejadas e verificar se estão de acordo com o que é esperado. 

Inclusive, os headhunters normalmente iniciam sua filtragem de candidatos por essas habilidades, como cursos, treinamentos e formações específicas. 

Essa definição também ajuda os candidatos a direcionar seus currículos para determinada vaga desejada. Ao verem os requisitos e as hard skills do RH, relacionadas à oportunidade, os profissionais podem identificar quais cursos e conhecimentos faltam e desenvolver essa habilidade.  

Desenvolver um perfil condizente com o que as empresas esperam para determinada função é fundamental para alcançar os objetivos de carreira. 

Como as empresas podem identificar as hard skills no processo de recrutamento?

O primeiro passo é fazer o mapeamento comportamental, identificar quais são as necessidades da vaga, estruturando muito bem a descrição dela para o processo seletivo. 

É fundamental detalhar as funções do cargo e perceber quais habilidades e conhecimentos técnicos são essenciais para desempenhar da melhor forma o cargo. Ao elaborar o descritivo da vaga é importante citar todas elas.

Normalmente, as hard skills são avaliadas logo nas primeiras etapas do processo, por meio de testes e apresentação de documentos, como certificados e títulos. As dinâmicas e atividades práticas também são importantes para perceber se o conhecimento realmente existe além do papel. 

Nessas etapas, é possível perceber quais são os profissionais com maior conhecimento e destreza para a função, e esses podem continuar para as etapas seguintes, onde serão avaliadas outras habilidades relacionadas às soft skills

Pode acontecer de um candidato se encaixar perfeitamente em diversos requisitos, mas o RH perceber gaps de conhecimentos nas hard skills. Nesse caso, existe a possibilidade de contratar o profissional e oferecer prontamente o treinamento necessário. 

Como o RH pode ajudar o funcionário a desenvolver hard skills?

O mercado está em plena evolução e todos os dias surgem novas skills. Sendo assim a atualização é uma necessidade de todos os profissionais. 

E o RH tem papel fundamental nisso. Muitos colaboradores não tiveram acesso a esses conhecimentos e podem desenvolver com o incentivo do setor de recursos humanos, evitando uma das principais consequências, o turnover

Para isso, é preciso desenvolver um programa de treinamento e capacitação interno, que pode conter:

  • palestras educativas;
  • treinamentos online;
  • treinamentos técnicos;
  • auxílio para os colaboradores contratarem cursos e especializações do mercado;
  • criar e disponibilizar material de treinamento, etc.  

Quais são os novos meios de adquirir hard skills?

Os meios tradicionais você já conhece. São as faculdades, MBAs, pós-graduações, workshops e treinamentos. Eles continuam sendo válidos e importantes para adquirir conhecimento. 

O que mudou é que eles não são mais os únicos. Hoje já existe um entendimento de que é possível eliminar etapas nos processos de aprendizagem, por exemplo, aprendendo com quem já passou por isso e pode contar como foi, dizer o que fazer e o que não fazer. 

É uma forma de acelerar um processo que, normalmente, e no método tradicional, levaria muitos anos a mais (e prejuízos) para acontecer. 

Algumas opções hoje são:

Intercâmbios

A imersão em outro idioma é uma maneira eficiente de acelerar o aprendizado e de adquirir experiência em outro país. Dessa maneira a pessoa ganha uma fluência que talvez não conseguisse frequentando aulas no Brasil, ou se conseguisse, levaria muitos anos. 

Os intercâmbios também podem ser aproveitados para outras áreas, especialmente as de tecnologia. Com cursos intensivos e bootcamps o profissional ganha vários anos de experiência em poucas semanas ou meses. Além disso, abre oportunidade de fazer networking. 

Mentorias

Ter conexão com uma pessoa que já possui a experiência que você busca, que já trilhou o caminho desejado e mostra todas as etapas, erros e acertos é mais uma maneira de ganhar tempo e experiência, evitando diversos percalços. 

Experiência profissional

Não existe forma melhor de aprender do que se colocar em teste, aplicar na prática o que foi aprendido da teoria. Por isso, nos últimos anos também têm sido mais valorizadas as experiências voluntárias. 

Quando o profissional não tem em seu currículo contratações na área de deseja, pode se voluntariar em projetos e desenvolver as habilidades. Isso conta bastante no currículo.  

Temos alguns materiais relacionados ao assunto, confira:

Conclusão

Agora você já sabe que hard skills são capacidades técnicas necessárias para desenvolver determinada função, e que elas são a base para a identificação de profissionais alinhados com cargos específicos em um processo de recrutamento e seleção. 

Você viu também quais são as principais habilidades exigidas e procuradas no mercado, e que existem muitas maneiras de se desenvolver, além das graduações e títulos tradicionais. 

E ainda descobriu como identificar as hard skills em um processo seletivo. Agora, para continuar esse aprendizado, leia nosso artigo e entenda também como fazer uma  entrevista por competências e eleve o nível dos seus processos de seleção!  

Quer simplificar seu DP? É Sólides e Ponto!