Tempo de Leitura: 8 minutos

Muito se tem discutido da diversidade geracionais atualmente. No mundo corporativo, um fenômeno tem começado a ficar frequente: o surgimento da geração Z no mercado de trabalho.

O mercado está cada vez mais exigente e em busca de pessoas conectadas com a tecnologia, que não para de evoluir.

Cada vez mais empresas desejam profissionais dinâmicos e preparados para os desafios impostos pela mudanças experimentadas em um mundo cada vez mais digital. 

E essas são algumas das principais características da geração Z, que está entrando no mercado de trabalho e mudando a forma como as empresas lidam com os profissionais. 

A Geração Z, que surgiu no meio da transformação digital, chega ao mercado com o papel fundamental de promover o crescimento e o desenvolvimento nas empresas, trazendo a inovação e a competitividade do mercado.

Se você ainda tem dúvidas sobre esses profissionais e como aproveitar essa força na sua empresa, continue acompanhando esse conteúdo até o final.

O que é geração Z?

geração z no mercado de trabalho

A geração Z é a formada por pessoas nascidas entre 1996 e 2010. A Organização das Nações Unidas (ONU), lançou um estudo, em 2018, que dizia que esse ela seria a maioria populacional já em 2019!

Contratação de Colaboradores na Quarentena

Um ano depois, a geração Z representava 31,5% da população mundial. 

Com uma linguagem quase própria, cheia de gírias e abreviações, sempre conectados às novidades das redes sociais e aplicativos, eles têm uma forma mais espontânea de se comunicar e são muito ágeis em assimilar informações. 

Essa geração está tomando cada vez mais importância e modificando as relações de consumo e de trabalho

Outras gerações

Cada época é marcada por diferentes acontecimentos que impactam a visão de mundo das pessoas que nascem e crescem vencendo tais desafios. 

E é justamente essa ideia que justifica a divisão conceitual da sociedade em gerações. Não existe uma determinação exata sobre quando começa ou termina uma geração, mas as características acabam montando grupos parecidos. 

A geração baby boomers, formada por pessoas nascidas entre 1945 e 1964, foi criada com rigidez e disciplina, tornando-se extremamente focados e determinados. As principais características dos Baby Boomers é a valorização do trabalho e a dedicação à família. 

A geração X, composta por nascidos entre 1965 e 1980, em geral não gosta de rotina e gosta de diversidade. Acompanharam o início da internet, mas ainda sem muita aproximação. Prioriza o aprendizado 

Em seguida temos a geração Y ou os Millennials, nascidos entre 1981 e 1995, que chegou para mudar o mundo.

Eles participaram dos avanços tecnológicos, por isso se tornaram mais favorecidos no mercado de trabalho. Eles têm foco no desenvolvimento pessoal e profissional, são proativos e muito criativos.

Em geral se preocupam com questões ambientais e causas sociais.  

A geração seguinte à Z, que já falamos acima, é a Alpha, dos nascidos a partir de 2010.

Eles são totalmente imersos na tecnologia e estão desenvolvendo uma visão de mundo bastante diferente. Costumam ser mais curiosos, independentes, ágeis e empáticos. Porém, possuem grande dificuldade para se concentrar, por exemplo. 

Aproveite a visita e confira também:
👉 Soft Skills e Hard Skills: Descubra a Relação Dessas Habilidades!
👉 Diversidade Cognitiva: Qual a Importância Para o Ambiente Empresarial?
👉 Sete Dicas de Produtividade Para Trabalho Remoto
👉 Gestão do Tempo e Produtividade: Como Equilibrar Bem-estar e Resultados

Quais as características de geração Z?

Eles são muito mais impacientes, engajados em causas sociais, com vontade de mudar o mundo, revolucionários e têm grande facilidade com tecnologia

São pessoas com pensamento rápido, multitarefas, costumam lidar bem com imprevistos e com dificuldades. Trabalham bem com a diversidade também.

Mas podem ter dificuldade com hierarquia, cumprimento de horário ou rotina maçante. 

O que essa geração tem de diferente das demais?

Eles são nativos digitais, já que nasceram junto com a internet. Sendo assim, têm nela a fonte principal de aprendizado. Amam tutoriais do YouTube e “Do it yourself” (Faça você mesmo, em português). 

São pessoas com posicionamento forte e que defendem o que acreditam.

O gestor precisa saber aproveitar essa característica, impulsionando as melhores competências e posicionando cada profissional estrategicamente, para garantir os melhores resultados.  

O que esperar da geração Z no mercado de trabalho?

Certamente podemos esperar grandes mudanças com a entrada da geração Z no mercado de trabalho.

E, por mais que os millennials e os integrantes da geração Z sejam constantemente criticados pelas gerações anteriores em relação à falta de comprometimento, é um grupo que se preocupa muito com o futuro. 

Entretanto, eles preferem trabalhar com o que gostam, com algum propósito, por isso têm predileção pelo empreendedorismo.

No mercado de trabalho tradicional, eles gostam de flexibilidade e muitas vezes contestam o modelo tradicional de hierarquia. 

Possuem um grande desejo por mudanças e uma vontade de acelerar a carreira.

Por que a Geração Z é a mais propensa a mudar de trabalho?

Em geral, o principal motivo que leva a Geração Z mudar de trabalho é a falta de identificação. Quando não encontram essa conexão com os pontos defendidos pela empresa, perdem a motivação e logo buscam novos desafios. 

A liderança tem grande importância nessa desmotivação. Empresas com discursos de fachada, mas que não agem em coerência com as ideias defendidas, logo são “despedidas” pelos integrantes da Geração Z. 

As pretensões da geração Z no mercado de trabalho

As características já citadas da geração Z nos remetem à interatividade, uma forte tendência ao empreendedorismo, dinamismo, inovação e criatividade. 

Sendo assim, é possível perceber a busca constante por novos desafios e a ausência de medo em correr riscos, inclusive com a mudança de emprego quando acham necessário.

Entre as principais pretensões da geração Z no mercado de trabalho podemos citar:

  • flexibilidade de horário;
  • oportunidade de contribuir com o social;
  • liberdade para propor ideias e expor projetos;
  • experiências que estejam em equilíbrio com seus valores;
  • oportunidade de crescimento profissional;
  • integração com equipes diversas;
  • aumento de conhecimento;
  • benefícios.

Em geral, os jovens Zs estão em busca de consonância entre seus próprios propósitos e os praticados pela empresa, e essa também é uma das principais características dos seus antecessores, os Millennials. 

Um dos fatores que a geração Z dá grande importância é à comunicação de qualidade que, apesar de serem muito ligados à tecnologia e às redes sociais, ainda preferem que seja pessoal. 

Sua empresa está preparada para a chegada da geração Z no mercado de trabalho?

Você já percebeu que a geração Z tem personalidade diferenciada dos grupos anteriores, e muito em breve eles serão maioria no mercado de trabalho.

Kit Gestão de Pessoas

Sendo assim, é muito importante que as empresas se preparem para a chegada deles, criando formas de atrair, motivar e engajar esses profissionais. 

Felizmente existem algumas práticas e estratégias que podem ser adotadas pelas empresas para conseguir alcançar sucesso nesse projeto

Flexibilidade de trabalho

Os profissionais da geração Z preferem um modelo de trabalho mais flexível e espontâneo.

A autonomia tem grande importância para eles. Apesar de ser necessário implantar um controle de desempenho, horários rígidos, monotonia e tarefas rotineiras são um convite à demissão. Prefira estabelecer prazos e metas desafiadoras. 

Confira esse vídeo do Me Explica aí sobre Flexibilidade no Trabalho:

Crescimento rápido

Essa geração tem uma dificuldade maior de enxergar a longo prazo, sendo assim muitas vezes esses profissionais se sentem estagnados.

Para eles é importante que cada etapa, ou cada sucesso seja marcado, por isso algumas dicas para evitar esse problema são o desenvolvimento de um plano de carreira bem estruturado e estabelecer pequenas metas para serem alcançadas.

Como eles também são imediatistas, inserir recompensas ao longo do caminho também vai ajudar. 

Feedback frequente

Apesar de serem ousados e de projetarem um futuro ambicioso, a geração Z ainda é insegura, já que ainda estão experimentando as primeiras situações profissionais.

A comunicação aberta é o ponto-chave para evitar problemas e os feedbacks são a ferramentas ideal para mantê-los alinhados com os objetivos da empresa. 

Fortalecimento da cultura organizacional

A geração Z é muito preocupada com os aspectos sociais e ambientais e estão sempre buscando apoiar causas nobres.

É importante demonstrar, por meio da cultura organizacional, que a empresa oferece um ambiente justo, igualitário, que respeita das diferenças e valoriza as relações humanas. 

Retenção de talentos

É fundamental promover ações que evitem a rotatividade desses profissionais, para eles quererem permanecer na empresa.

O plano de carreira, salário e benefícios atrativos, favorecem, mas também é preciso estimular a qualidade de vida, utilizar a tecnologia para facilitar o dia a dia, oferecer treinamentos e programas de mentoria para o desenvolvimento profissional, por exemplo.

Como atrair profissionais da Geração Z?

Quer saber o que você pode fazer, na empresa, para atrair o talento da GenZ? Confira algumas formas.

Oferecer salários atrativos em posições estratégicas

A maioria das empresas não consegue pagar altos salários para todos os funcionários, mas precisa encontrar uma forma de garantir isso para atrair a geração Z. 

O jeito pode ser listar os cargos mais estratégicos do negócio e oferecer bons salários aos seus ocupantes. Normalmente esses cargos exigem qualificações específicas e estão relacionados com o core da empresa. 

Ao mesmo tempo, organize equipes com profissionais com nível iniciante e desenvolva-os profissionalmente. 

Flexibilize a jornada e alterne o ambiente de trabalho

Os jovens da geração Z preferem a liberdade para criar a própria rotina e um espaço apropriado que permita se concentrarem nas atividades. 

Oferecer opções de home office ou espaços coworking são ótimas formas de variar o ambiente de trabalho e dar mais liberdade a eles. 

Incentive a diversidade e o senso de comunidade

É importante incluir profissionais de todas as raças, gêneros e orientações sexuais nos processos seletivos, promova discussões sobre a diversidade cultural, tenha ações que incentivem a aproximação das pessoas no dia a dia. 

Tenha ações de cuidado com a saúde mental

A geração Z tem um cuidado maior com a saúde mental do que as gerações anteriores, São pessoas que dão o seu melhor e estão dispostos a trabalhar muito, mas saber respeitar seus limites. E é assim que eles mantém a produtividade e evitam o surgimento de problemas de saúde. 

Confira esse papo sobre saúde emocional em nosso Tangerino Talks:

Mantenha canais ativos de comunicação na internet

As redes sociais e os smartphones fazem parte da vida da geração Z e eles consideram que essas são as maneiras mais eficientes de comunicação, sendo assim, é importante investir em canais que favoreçam esse contato direto. Aliás, o ambiente virtual é o melhor lugar para encontrar e atrair esses talentos. 

Desafios do profissional da geração Z

Claro que nem tudo são flores para ter a geração Z no mercado de trabalho. Ainda que a diversidade geracional seja um grande ganho para a empresa, alguns desafios são impostos.

O ritmo diferente das outras gerações

É preciso entender que o ritmo dos integrantes da geração Z é bem mais acelerado do que das outras , inclusive dos Millennials.

E como a paciência não costuma ser uma das virtudes presentes, isso pode se tornar um problema frequente. 

Esse tipo de situação pode deixar os profissionais bastante frustrados e ansiosos. A solução é desenvolver a empatia para ajudar nessa difícil tarefa de lidar com diferentes tipos de pessoas e gerações.

A falta de desenvolvimento tecnológico

Empresas com pouco dinamismo e que tenham pouca abertura para inovações podem incomodar os profissionais da geração Z. 

O profissional tende a conhecer diferentes ferramentas que ajudariam a realizar o trabalho em menos tempo e, muitas vezes, com maior eficiência, mas a empresa precisa estar envolvida em um contexto adequado para aproveitar essas ferramentas. 

Desenvolver soft skills

Assim como qualquer outro profissional, os da geração Z também precisam desenvolver habilidades que, nesse caso, costumam ser relacionadas às soft skills, como disciplina, empatia e inteligência emocional. 

Essas competências são tão ou mais importantes de serem desenvolvidas do que a oferta de soluções tecnológicas. Os jovens Z precisam saber trabalhar com autoridade e desenvolver o diálogo. 

Gestão de carreira

Os integrantes das gerações Baby Boomers e X tinham como ideal encontrar uma boa empresa para trabalhar a vida inteira, e isso é impensável para os genZ, muito mais dinâmicos. 

Mas isso exige uma maior capacidade de gerenciar sua própria trajetória profissional. Além disso, o próprio profissional precisa planejar sua capacitação, que muitas vezes não será oferecida pela empresa. 

O LinkedIn acaba tendo grande importância e precisa ser constantemente atualizado para acompanhar o ritmo dos profissionais da Geração Z. 

Agora você já sabe tudo sobre a geração Z e pode começar a preparar a sua empresa para a chega desses profissionais diferenciados, aproveitando o melhor que eles têm a oferecer.

E você pode complementar essa preparação com outro conteúdo, que também pode ajudar muito, Diversidade Geracional: a Importância e os Desafios. Aproveite!

Teste Grátis Tangerino