Tempo de Leitura: 11 minutos

Quem não está sonhando em ocupar um daqueles cargos em alta neste novo ano? Com o término de 2023, os planos pessoais e profissionais estão a todo vapor, fazendo com que muitas pessoas fiquem de olho nos cargos em alta no RH e no DP para 2024. 

Quem pensa em ter promoção ou mudar de carreira, a hora de se planejar é agora! O universo do trabalho está sendo guiado pelos avanços tecnológicos, e essa tendência pode ser sentida em todas as áreas. Portanto, é fundamental se modernizar o quanto antes.

Para ajudar na tomada de decisões do profissional de RH e DP em sua carreira, neste artigo produzido falaremos das habilidades e dos cargos em alta em 2024, tanto para o setor de Recursos Humanos quanto para o Departamento Pessoal. Vamos lá?

Cargos em alta

Qual o cenário para os setores de RH e DP?

Diante de todos os desafios impostos pela pandemia de covid-19, empresas ao redor do mundo precisaram reinventar o seu modelo de trabalho. E, mesmo após a flexibilização do isolamento social, as companhias ainda percebem o impacto financeiro e estrutural da pandemia.

No “olho do furacão”, as organizações precisaram ser rápidas e adaptáveis para lidar da melhor forma com o novo e inesperado cenário. Anywhere office, modelo híbrido e maior oferta de benefícios voltados à saúde mental foram algumas das tendências que chegaram para ficar.

Em meio às transformações e acelerações necessárias, o RH não ficou de fora. Peça vital para que as empresas fossem estratégicas e assertivas em meio à crise, a área demonstrou protagonismo e avançou na transformação digital à medida que mostrou seu poder na tomada de decisões.

Por consequência das novas demandas, as áreas de Recursos Humanos e Departamento Pessoal assumiram de vez um papel que não se restringe às atividades operacionais. 

Banner com uma foto escrito em roxo

A expectativa de retomada de crescimento pós-pandemia, com o avanço do índice de vacinação e retorno das atividades econômicas, está provocando uma busca por profissionais de tecnologia cada vez maior. A expansão de empresas em negócios online deve seguir em alta em 2023.

No entanto, cuidar de pessoas, trabalhar com dados e indicadores, identificar tendências, inovar em benefícios e promover ações engajadoras são pontos nos quais os negócios não podem mais fechar os olhos para serem competitivos no mercado atual. 

E, para cada um deles, o sucesso depende de um time empoderado.

Em decorrência de tudo isso, os cargos em alta para no DP e no RH em 2023 exigem habilidades técnicas e comportamentais que não podem estar em falta no currículo de profissionais que querem se destacar na área

Portanto, podemos dizer que o profissional de Recursos Humanos e Departamento Pessoal que mais vem se destacando no mercado de trabalho é aquele que consegue mostrar seu conhecimento e experiência, podendo, assim, contribuir com os resultados do negócio.

Os perfis com mais destaques são aqueles que estimulam o gosto das pessoas pelo trabalho, fazendo com que os profissionais estejam dispostos a se dedicarem ainda mais em épocas de dificuldades

Esse profissional deve ter um perfil inovador, trazendo novas ideias e construindo uma relação de confiança entre as pessoas.

As áreas de RH e DP, em alguns casos, exigem competências como inglês fluente, visão de negócios, estabilidade no currículo, experiência em mais de uma área, conhecer a leis trabalhistas, entre outras.

Quais cargos estarão em alta no RH e no DP? 

Com a pandemia de covid-19 estabilizada e os antigos moldes de trabalho voltando à normalidade, as organizações já podem determinar quais serão suas estratégias adotadas para o próximo ano. Por isso, a busca por capital humano mostra sua força. 

Segundo o Guia Salarial 2023 da Robert Half, os salários e cargos em alta que prometem bombar na área de Recursos Humanos e Departamento Pessoal, de acordo com o porte da empresa, são os seguintes. Acompanhe:

Generalista

Para profissionais com formação mais generalista, os cargos e salários são os seguintes:

CargoSalário
Diretor de Recursos Humanos (pequenas e médias empresas)de R$ 29.800 a R$ 39.400
Diretor de Recursos Humanos (grandes empresas)de R$ 36.600 a R$ 50.600
Gerente de Recursos Humanos (pequenas e médias empresas)de R$ 18.700 a R$ 24.750
Gerente de Recursos Humanos (grandes empresas)de R$ 23.000 a R$ 30.450
Coordenador/Especialista de Recursos Humanos (pequenas e médias empresas)de R$ 11.000 a R$ 14.600
Coordenador/Especialista de Recursos Humanos (grandes empresas)de R$ 12.700 a R$ 16.900
Analista Sênior de Recursos Humanos (pequenas e médias empresas)de R$ 6.750 a R$ 8.950
Analista Sênior de Recursos Humanos (grandes empresas)de R$ 8.450 a R$ 11.250

Remuneração e benefícios

Na área de remuneração e benefícios, os cargos e salários previstos para 2023 são:

CargoSalário
Gerente de Remuneração e Benefícios (pequenas e médias empresas)de R$ 21.200 a R$ 28.100
Gerente de Remuneração e Benefícios (grandes empresas)de R$ 25.500 a R$ 33.850
Coordenador/Especialista de Remuneração e Benefícios (pequenas e médias empresas)de R$ 12.750 a R$ 16.850
Coordenador/Especialista de Remuneração e Benefícios (grandes empresas)de R$ 14.400 a R$ 19.150
Analista Sênior de Remuneração e Benefícios (pequenas e médias empresas)de R$ 8.500 a R$ 11.250
Analista Sênior de Remuneração e Benefícios (grandes empresas)de R$ 9.800 a R$ 12.950

Atração e seleção

Na área e recrutamento e seleção, os cargos em alta no RH e DP para o novo ano são:

CargoSalário
Gerente de Atração e Seleção (pequenas e médias empresas)de R$ 16.500 a R$ 22.000
Gerente de Atração e Seleção (grandes empresas)de R$ 22.000 a R$ 27.000
Coordenador/Especialista de Atração e Seleção (pequenas e médias empresas)de R$ 11.050 a R$ 14.550
Coordenador/Especialista de Atração e Seleção (grandes empresas)de R$ 13.250 a R$ 17.650
Analista Sênior de Atração e Seleção (pequenas e médias empresas)de R$ 6.500 a R$ 8.500
Analista Sênior de Atração e Seleção (grandes empresas)de R$ 8.000 a R$ 10.500

Confira também:

Desenvolvimento Humano e Organizacional

Para quem deseja trabalhar com o desenvolvimento dos talentos, os principais cargos são:

CargoSalário
Gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional (pequenas e médias empresas)de R$ 19.000 a R$ 24.800
Gerente de Desenvolvimento Humano e Organizacional (grandes empresas)de R$ 22.950 a R$ 30.400
Coordenador/Especialista de Desenvolvimento Humano e Organizacional (pequenas e médias empresas)de R$ 11.000 a R$ 14.550
Coordenador/Especialista de Desenvolvimento Humano e Organizacional (grandes empresas)de R$ 13.200 a R$ 17.650
Analista Sênior de Desenvolvimento Humano e Organizacional (pequenas e médias empresas)de R$ 7.400 a R$ 9.500
Analista Sênior de Desenvolvimento Humano e Organizacional (grandes empresas)de R$ 8.500 a R$ 11.400

Administração de Pessoal/Payroll

Agora já entrando mais nas atribuições do setor de Departamento Pessoal, os cargos em alta no DP 2023 são:

CargoSalário
Gerente de Administração de Pessoal/Payroll (pequenas e médias empresas)de R$ 12.700 a R$ 16.850
Gerente de Administração de Pessoal/Payroll (grandes empresas)de R$ 18.700 a R$ 24.800
Coordenador/Especialista de Administração de Pessoal/Payroll (pequenas e médias empresas)de R$ 10.150 a R$ 13.450
Coordenador/Especialista de Administração de Pessoal/Payroll (grandes empresas)de R$ 12.700 a R$ 16.800
Analista Sênior de Administração de Pessoal/Payroll (pequenas e médias empresas)de R$ 6.450 a R$ 8.700
Analista Sênior de Administração de Pessoal/Payroll (grandes empresas)de R$ 6.700 a R$ 8.950

Business Partner

Por fim, quem se interessa em ser business partner poderá encontrar os seguintes cargos e salários:

CargoSalário
Business Partner – Gerente (pequenas e médias empresas)de R$ 18.000 a R$ 24.000
Business Partner – Gerente (grandes empresas)de R$ 23.000 a R$ 30.450
Business Partner – Coordenador/Especialista (pequenas e médias empresas)de R$ 10.200 a R$ 13.500
Business Partner – Coordenador/Especialista (grandes empresas)de R$ 12.750 a R$ 16.850
Business Partner – Analista Sênior (pequenas e médias empresas)de R$ 8.000 a R$ 10.500
Business Partner – Analista Sênior (grandes empresas)de R$ 8.900 a R$ 11.800

Quais habilidades desenvolver para ocupar um cargo em alta? 

Skills é a palavra da moda entre candidatos e recrutadores. Antes, as habilidades técnicas – hard skills – eram aquelas que destacavam os profissionais. 

No entanto, as habilidades emocionais/comportamentais – soft skills – são vistas como tão ou mais importantes que as técnicas, sendo fatores decisivos para classificar ou eliminar alguém de um processo seletivo.

Entretanto, há sempre o questionamento no ar: quais skills deve-se desenvolver? Pensando no RH, ainda segundo o guia da Robert Half, as habilidades mais procuradas para quem quer ser protagonista na área de Recursos Humanos e conquistar os cargos em alta são:

Hard skills

  • Estratégias de remuneração;
  • universidade corporativa;
  • desenvolvimento de liderança;
  • retenção/engajamento/cultura;
  • inglês fluente;
  • estratégias de R&S.

Soft skills

  • Relacionamento interpessoal;
  • inovação;
  • visão estratégica;
  • visão de negócios;
  • hands on.

Além disso, conforme o RH ganha contornos mais digitais, há profissões do futuro que tendem a crescer no mercado nos próximos. 

Profissional de people analytics, change management, diversidade e inclusão e DHO com foco em coach de liderança tendem a largar na frente na busca por cargos estratégicos.

Para trabalhar em algum dos cargos em alta no RH e DP para 2023, você precisa reunir alguns conhecimentos e competências específicas. Confira a seguir as principais habilidades essenciais para ter sucesso na sua carreira:

Postura orientada a dados 

Cada vez mais a análise de dados para tomada de decisão faz parte da rotina do RH e do DP. É o que chamamos de RH data driven. É por isso que a habilidade de interpretar dados e obter insights a partir dessa interpretação vem sendo valorizada nos profissionais dessa área.

Por meio de dados, por exemplo, o RH consegue diagnosticar e melhorar satisfação, produtividade e engajamento de funcionários e equipes. 

É também por meio dessas análises que a equipe de recrutamento e seleção pode ser cada vez mais eficiente nas suas escolhas. 

Domínio das ferramentas de DP

Muitas das rotinas do Departamento Pessoal já foram automatizadas ou migradas para sistemas mais velozes e eficientes.

Ainda assim, o profissional precisa conhecer detalhadamente remuneração, descontos, salários, legislação trabalhista, direitos e deveres, benefícios, folha de pagamento etc. 

Isso é muito importante para proteger a empresa de multas, encargos e processos judiciais

Conhecimento de recrutamento e seleção

Contratar e promover as pessoas certas também faz parte do escopo do RH. Por isso, esse profissional precisa ter familiaridade com ferramentas de R&S

Além disso, precisa ter boa comunicação com as áreas para entender suas demandas e encontrar os candidatos que mais atendem às suas necessidades.

Capacidade de dar e receber feedbacks

Em algumas empresas, é o RH quem se responsabiliza por dar feedbacks aos funcionários. 

Isso significa que o profissional dessa área deve estar preparado para indicar pontos que os funcionários estão bem e pontos que devem ser melhorados.

O feedback pode ser uma ferramenta eficiente para orientar o desenvolvimento dos colaboradores. É por esse motivo que os próprios profissionais podem receber feedbacks tanto da equipe quanto de líderes.

Condução do onboarding

O processo de admissão e onboarding de novos profissionais em uma empresa não se restringe a um kit boas-vindas. 

A função do RH, nesse caso, é adaptar os novos colaboradores da forma mais eficiente possível para que eles possam se sentir parte da empresa e se engajem de verdade com seus objetivos. 

Proatividade

Lidar com problemas e solucioná-los faz parte da rotina do DP e do RH. É nessa última área, em específico, que vão parar conflitos entre pessoas da equipe, entre superior e subordinado (e vice-versa). O RH muitas vezes precisa intermediar tudo isso e buscar soluções. 

Além disso, o profissional dessa área também ajuda a resolver questões pessoais dos colaboradores. 

Banner escrito kit gestão contábil: 4 ferramentas essenciais para agilizar suas rotinas, baixe o kit gratuito

Para completar, o RH muitas vezes também tem de encontrar soluções para alinhar a entrega das equipes aos objetivos maiores da empresa. 

Ou seja, é preciso ser proativo e atento para buscar alternativas antes de o problema se tornar grande demais para ser resolvido. 

Desenvolvimento de pessoas

O profissional de RH e DP também deve ser capaz de observar necessidades de treinamento e desenvolvimento individuais e coletivas.

Além disso, ele deve trabalhar na organização dessas atividades para ajudar os profissionais a alcançarem todo o seu potencial na empresa. 

Comunicação efetiva

Uma das principais habilidades do profissional de RH e DP é a comunicação — tanto oral quanto escrita. 

Isso porque ele é a pessoa que faz o meio de campo entre a alta direção da empresa e os colaboradores, e muitas vezes também entre equipes de diferentes áreas. 

É ele também quem esclarece as principais dúvidas dos profissionais em relação a regras e direitos, como férias, horários, benefícios etc. 

Portanto, é muito importante que o RH saiba ouvir o que as pessoas dizem e se faça entender de forma eficiente

Como humanizar e digitalizar o RH? 

A área de recursos humanos é responsável pelo ativo mais importante das empresas: as pessoas. Ele é a ponte entre os colaboradores e a liderança, tendo um papel fundamental nos principais desafios previstos pelos executivos no ano de 2023.

Esse papel mais estratégico dos profissionais da área, que ganhou ainda mais destaque nos últimos anos, aumenta a demanda por talentos com foco em remuneração e benefícios, desenvolvimento organizacional e recrutamento e seleção.

Com a transformação digital, os profissionais e as empresas ganharam novas ferramentas para sua reinvenção. 

O conceito de Mundo VUCA (Volatilidade, Incerteza, Complexidade e Ambiguidade, na sigla em inglês), que surgiu nos anos 1990, mudou para o Mundo BANI (Frágil, Ansioso, Não linear, Incompreensível, em inglês), o que fez com que os indivíduos se transformassem nos protagonistas do mercado.

Em artigo, a head de Recursos Humanos da Infosys Brasil, Cristina Santos, salienta que um RH humanizado somado ao uso de soluções tecnológicas eficientes não só garante o sucesso profissional como também tende somente a favorecer o trabalho nas empresas.

Conseguir equilibrar o lado humano com a tecnologia é um dos grandes desafios do gestor de RH moderno. 

Especialmente quando a tecnologia é, muitas vezes, encarada por candidatos e colaboradores como “vilã”. 

Um olhar humanizado inclui a capacidade de montar times diversos e ambientes inclusivos, deixando a tecnologia assumir funções operacionais, mas equilibrando o poder de decisão dos algoritmos.

O profissional moderno de Recursos Humanos deverá ter entre suas habilidades a capacidade de aproximar as pessoas e promover um trabalho em equipe que mescle os mais diferentes perfis de indivíduos. 

É responsabilidade dele e das lideranças criar soluções envolventes que flexibilizem processos, engajem colaboradores e os coloquem no centro do negócio.

Uma solução muito eficiente para potencializar os recursos humanos das empresas é adotar ferramentas de gestão próprias para cada área. 

Em se tratando de RH e DP, o Tangerino é o caminho certo, pois permite otimizar os processos para que o profissional dê mais importância para a qualidade do trabalho entregue.

O controle de jornada e gestão de ponto dos funcionários, por exemplo, ditam muitos aspectos que fazem parte das rotinas do DP e do RH. 

Por isso, investir em um software para departamento pessoal como o Tangerino é uma boa saída para otimizar os processos e permitir que os setores se tornem mais estratégicos.

Confira estes materiais ricos do Tangerino:

Quais as 5 tendências do DP e do RH para 2023?

É esperado que em 2023 aconteça uma mudança de mentalidade na área de RH/DP, em que suas ações estarão focadas em garantir um ambiente corporativo mais agradável. 

Ou seja, em que a saúde mental, a qualidade de vida, o olhar humanizado e o desenvolvimento dos colaboradores tenham destaque na atuação da gestão.

Veja quais são as principais tendências de RH e DP para 2023:

1. Gestão humanizada

Adotar um olhar mais humanizado na gestão de pessoas tem sido ainda mais importante nos últimos anos, principalmente em função dos impactos da pandemia. 

As empresas têm dedicado esforços para assegurar a qualidade de vida dos seus colaboradores e, especialmente, uma boa relação entre os líderes e seus liderados.

Afinal, a insatisfação com os gestores, a falta de alinhamento de valores e um clima pouco saudável são as principais causas de desligamentos e de baixo rendimento nas organizações. 

Dessa forma, para manter uma boa imagem da companhia no mercado, o RH tem adaptado os processos às necessidades e ao propósito dos talentos.

Com isso, a área tem guiado gestores para a adoção de uma liderança humanizada, com uma abordagem empática e próxima. 

Tudo isso contribui para que os times conquistem bons resultados e a gestão humanizada seja uma forte tendência de RH no próximo ano.

2. Desenvolvimento individual

Outra importante tendência para 2023 é a promoção da cultura de aprendizado contínuo e do desenvolvimento individual na organização

Isso porque incentivar o crescimento profissional é essencial para a conquista dos objetivos de negócio, sendo benéfico para ambas as partes.

Dessa forma, o RH pode optar pelo reskilling ou pelo upskilling. São métodos que contribuem para o aprimoramento de competências dos colaboradores por meio do aprendizado contínuo. Tudo isso funciona como propulsor para uma carreira de sucesso.

3. Employee Experience

Melhorar a employee experience (experiência dos funcionários) é mais um dos focos do RH para 2023. Isso porque, nos últimos anos, o capital humano tem sido prioridade nas ações do departamento. 

Essa mudança de perspectiva aconteceu devido às transformações no mercado de trabalho, que dão mais protagonismo aos profissionais.

Assim, investir em políticas flexíveis, segurança física e emocional, plano de carreira e bons benefícios são algumas iniciativas que contribuem para uma experiência mais agradável. Além disso, essas ações auxiliam na retenção de talentos e no aumento da produtividade.

4. Softwares all-in-one

Por fim, a tecnologia no RH continuará sendo fundamental para o setor, principalmente no recrutamento e seleção. A grande novidade talvez seja os softwares all-in-one como uma forte tendência de RH para o próximo ano.

Esse tipo de sistema permite que a companhia reúna várias ferramentas no mesmo espaço. Isto é, uma série de soluções tecnológicas necessárias para a empresa em um único sistema, possibilitando a otimização das tarefas da gestão de pessoas e dos resultados desejados.

Essa centralização favorece uma comunicação mais efetiva, a redução de tempo e gastos com demandas operacionais e o armazenamento de dados. Isso contribui, inclusive, para o processo de onboarding e a realização de treinamentos.

5. Atenção à saúde mental dos funcionários

Não é de hoje que a atenção à saúde mental e bem-estar dos colaboradores vem sendo pauta no mundo corporativo. 

Esses fatores têm influência direta na performance da empresa e, quando esquecidos, podem provocar ansiedade, depressão e Síndrome de Burnout nos profissionais.

Dessa forma, promover o cuidado com a saúde mental no trabalho é fundamental para manter boas relações no dia a dia, bem como guiar profissionais ao seu máximo potencial.

Para isso, a gestão de pessoas tem investido em estratégias para favorecer a satisfação, a motivação e o engajamento dos colaboradores.

Se você gostou de saber quais serão os cargos em alta no RH e no DP em 2023, continue por aqui e aprenda mais sobre employee experience.

Para modernizar seu DP sem complicações, Sólides Ponto