Tempo de Leitura: 10 minutos

Depois da adoção em massa do home office como medida para conter o avanço do novo coronavírus, muitas empresas descobriram as vantagens de monitorar a jornada de trabalho a distância por meio da tecnologia do ponto móvel.

Esse sistema permite que o colaborador não esteja na empresa para registrar o início e fim da jornada. Na verdade, seja por meio do smartphone, tablet ou computador, é possível bater ponto a qualquer momento, em qualquer lugar. Tudo isso graças à internet!

Quer entender a fundo o que é ponto móvel, como ele funciona, as vantagens e como escolher o melhor relógio de ponto móvel? Então, siga a leitura até o fim!

O que é ponto móvel?

pessoa vista de costas em escritório movimentado suspendendo celular com a mão simulando bater ponto de forma móvel

Ponto móvel é a modalidade de controle de ponto que permite marcações fora do ambiente da empresa, em smartphones e tablets, por meio da internet.

Esse sistema de acompanhamento da jornada de trabalho funciona através de aplicativos via web, podendo atuar inclusive de maneira offline.

Basicamente, o aplicativo de controle de ponto móvel é instalado nos dispositivos móveis dos colaboradores e, através da ferramenta, os profissionais registram os horários de entrada e saída, bem como os intervalos.

Para modernizar seu DP sem complicações, Sólides Ponto

Por ser uma solução tão prática, é comum que os gestores fiquem em dúvida sobre a validade desse sistema e, principalmente, sobre o preço de um sistema desse tipo.

A seguir, vamos esclarecer esses pontos e mostrar quão vantajoso é esse sistema de ponto móvel para a sua empresa.

Para sanar suas dúvidas sobre esse tema, confira o vídeo que preparamos:

Ponto móvel é legal?

Sim! Segundo a Consolidação das Leis do Trabalho (CLT), estabelecimentos com mais de 20 colaboradores precisam adotar algum sistema de registro de ponto. A legislação trabalhista permite três possibilidades de registro: manual, mecânico ou eletrônico.

Desse modo, o ponto móvel se enquadra no registro de ponto eletrônico. No entanto, para ser aceito legalmente, é importante que esse sistema esteja dentro das determinações do Ministério do Trabalho e Previdência.

O texto legal que rege o controle de ponto por meios digitais é a Portaria 671, vinda para substituir as antigas portarias 373 e 1510

Ela aborda múltiplos pontos, sendo o seu objetivo regulamentar as disposições relativas a legislação trabalhista, inspeção do trabalho, políticas públicas e relações de trabalho. Em relação aos tipos de registros de ponto, o texto determina novas nomenclaturas para sistemas já conhecidos:

  • REP-C: é o registrador de ponto físico tradicionalmente usado nas empresas. Também conhecido como relógio de ponto, ele deve seguir regras específicas de disponibilidade no local de trabalho, extração e impressão de dados para auditoria fiscal e utilização apenas por funcionários da mesma empresa;
  • REP-P: é o registrador de ponto em programa, uma maneira completamente digital de registrar a jornada de trabalho dos empregados por meio de um software de registro de ponto. Contudo, o sistema precisa ser registrado no Instituto Nacional de Propriedade Intelectual (INPI);
  • REP-A: é o registrador eletrônico de ponto alternativo, um sistema composto pelo equipamento utilizado para registrar eletronicamente o ponto dos trabalhadores de uma empresa e também pelo Programa de Tratamento de Registro de Ponto.

Isso quer dizer que, atualmente, o ponto móvel se enquadra tanto na categoria REP-P quanto na REP-A

Ou seja, antes de adotar o ponto móvel na sua empresa, você deve observar todas as especificações da portaria 671 para garantir que o seu novo sistema seja compatível com a legislação.

Como funciona o ponto móvel?

O ponto móvel é uma solução de fácil instalação, compatível com a maioria dos smartphones do mercado, barato e extremamente prático.

Isso porque ele realiza o controle de ponto via web, através de um aplicativo instalado no dispositivo do colaborador. Basta ter acesso à internet para conseguir registrar seus horários de qualquer lugar, a qualquer hora.

Caso a pessoa não tenha acesso à rede no momento, ela pode fazer a marcação offline. Ao restabelecer a conexão, o ponto será registrado no sistema.

Além de servir para fazer a gestão de escala de trabalho dos colaboradores, os sistemas de ponto móvel ainda permitem que sejam registradas as localizações de cada marcação. Ou seja, o app funciona combinado à tecnologia de geolocalização.

Isso é fundamental para empresas cujas atividades precisam ser realizadas externamente, quando a organização adota o modelo de trabalho híbrido ou quando o time todo atua em home office.

Por fim, esse tipo de tecnologia de ponto ainda disponibiliza acompanhamento do banco de horas e de horas extras, permite emitir ordem de serviço digitalmente, possibilita a assinatura eletrônica da folha de ponto e ainda emite vários tipos diferentes de relatórios.

Confira também:

Quais os tipos de ponto móvel? 

Já falamos um pouco sobre os tipos de marcação de ponto permitidos por lei. Agora, chegou a hora de listarmos os tipos de ponto móvel que sua empresa pode escolher ao adotar esse sistema. 

Por ser uma tecnologia bem diferente da dos relógios de ponto com os quais estamos acostumados, é comum que haja dúvidas quanto aos métodos permitidos. Contudo, o registro da jornada de trabalho por aplicativo de ponto móvel é muito mais simples do que se imagina. Confira os tipos mais usados:

Registro por computador

É possível aproveitar as vantagens do ponto móvel por meio do computador, tanto para a marcação do ponto quanto para consultas e emissão de relatórios.

Usar o computador é uma alternativa para os colaboradores que não têm smartphone ou para os casos em que os aparelhos não sejam compatíveis à versão atualizada do aplicativo.

O sistema também funciona no computador porque os dados são armazenados na nuvem. Desse modo, gestores de RH e DP e funcionários conseguem acessar as informações por meio de qualquer dispositivo.

Registro por smartphone

Normalmente, o ponto móvel é visto como uma solução própria para smartphones, bastando apenas acessar a loja de aplicativos, baixar e instalar o programa. 

Para usar o app, é preciso ter o código do empregador e o PIN do funcionário — dados fornecidos ao contratar o serviço. Assim, o colaborador consegue acessar o sistema e bater o ponto diretamente em seu celular.

A lógica por trás desse sistema é a mesma de um REP ou sistema de ponto manual: é necessário registrar o horário de entrada, saída e o intervalo. Porém, é possível fazer essa marcação de qualquer lugar.

Além disso, o colaborador ainda consegue acessar seu banco de horas, emitir relatórios, pedir ajuste (caso tenha esquecido de registrar o ponto), anexar atestados médicos, assinar a folha de ponto eletronicamente e várias outras funcionalidades.

Registro por tablet

Talvez você nunca tenha pensado nisso, mas manter aquele relógio de ponto eletrônico na parede das empresas gera uma série de gastos para a organização. Contudo, isso pode ser facilmente eliminado com a adoção do relógio de ponto móvel.

No lugar de instalar um relógio de ponto na entrada da empresa, você pode incluir um totem com um tablet para que as pessoas registrem o seu ponto presencialmente. Isso elimina gastos com a compra e instalação do aparelho, a manutenção periódica, as bobinas de papel para imprimir os registros dos funcionários e muito mais. 

Ao adotar um sistema de ponto móvel instalado nas dependências da empresa, é possível instalar o tablet no lugar do REP e realizar as marcações de forma semelhante ao registro no smartphone.

A vantagem desse método é a possibilidade de usar a biometria facial para reconhecer o colaborador e registrar o ponto. 

Registro por QR Code

Outra inovação trazida pela tecnologia do ponto móvel é a possibilidade de usar QR Code para registrar o ponto. Para isso, cada colaborador deve receber um código único e intransferível, que permitirá o registro no tablet, por exemplo.

Essa saída foi muito bem-vista durante o auge da pandemia, quando foi necessário repensar as condições sanitárias das empresas para evitar qualquer tipo de contaminação. Por meio do QR Code, mesmo dispositivos compartilhados podem ser usados por todos os funcionários, já que não será necessário tocá-los para bater o ponto. 

Quais as vantagens do ponto móvel? 

Já deve ter sido possível reparar na quantidade de pontos positivos que esse sistema apresenta para gestores, RH e colaboradores, não é mesmo?

No entanto, vamos elencar os principais benefícios com base nas experiências dos nossos clientes aqui no Tangerino. Confira!

1. Aumento da produtividade e eficiência do time

A gestão da jornada de trabalho em tempo real é outro fator que traz impactos positivos para a lucratividade da empresa.

Banner escrito:

Quanto menos o setor de RH trabalha com atividades operacionais e burocráticas, mais tempo tem para atividades estratégicas, que realmente causam impacto no desenvolvimento da organização.

Empresas em expansão podem sofrer perdas financeiras consideráveis se não tiverem um bom controle de ponto online.

O crescimento da base de colaboradores exige ampliação da infraestrutura de marcação de ponto, maior detalhismo na hora de consolidar os dados e mais atenção ainda na hora de computar os devidos valores na folha de pagamento.

Qualquer erro em um desses processos pode acarretar prejuízos. Portanto, investir na produtividade e eficiência do setor de gestão de pessoas é garantir maior lucratividade para o negócio. E, para isso, nada melhor que adotar um sistema de ponto móvel.

2. Gestão de equipes externas

Por muito tempo a gestão de equipes externas era um verdadeiro desafio para as empresas, especialmente no que tange ao controle da jornada de trabalho.

Mas a tecnologia veio para mudar esse cenário, possibilitando a determinação de horários fixos e até do monitoramento do deslocamento de equipes externas para controle de ponto externo.

Dessa forma, é possível orientar e cobrar dos funcionários o cumprimento da jornada laboral, bem como acompanhar a execução de horas extras, um dos grandes causadores de folhas de pagamento elevadas.

Também fica mais fácil identificar desvios de conduta, como a alteração de rotas em serviços de entregas, paradas não autorizadas ou repetição constante de marcações de ponto em determinados horários.

Essas facilidades se traduzem em maior controle por parte do RH da empresa e, consequentemente, menos impactos financeiros, tanto no pagamento de horas extras quanto na compensação de banco de horas ou processos trabalhistas questionando a real quantidade de horas trabalhadas.

3. Acompanhamento dos deslocamentos

Empresas que trabalham com logística e distribuição têm grandes dificuldades em monitorar o deslocamento de veículos e otimizar as rotas de modo que elas sejam as mais seguras e menos onerosas possíveis.

Além de manter os veículos com GPS e fazer o monitoramento das rotas por meio de sistemas de gestão logística, também é possível garantir a execução do que foi planejado por meio de aplicativos de ponto como o Tangerino.

Uma vez conectado ao GPS de um smartphone, o app envia os dados de localização do colaborador para um sistema de gestão que permite acompanhar em tempo real onde cada profissional da empresa se encontra.

Assim, é possível orientar rotas mais rápidas e seguras, propor desvios e, com isso, economizar em combustíveis e na depreciação dos veículos em virtude de estradas mal conservadas.

4. Menor possibilidade de fraudes

O ponto móvel transmite os dados inseridos pelo usuário imediatamente para o sistema de gestão de jornada de trabalho e mantém os registros sob segurança, impedindo a adulteração dos dados.

Nem o colaborador, nem o RH podem modificar os dados sem a devida justificativa, o que garante a acuracidade das informações.

Esse cuidado é essencial para evitar processos trabalhistas e questionamentos sobre o correto pagamento de horas, a jornada laboral de cada trabalhador ou a compensação de horas.

Além dessas situações, empresas que não fazem o correto controle de ponto podem sofrer ainda com o retrabalho no setor de RH, que também gera impactos financeiros que podem ser evitados, contribuindo assim para a lucratividade da empresa.

5. Redução de custos operacionais

Os tradicionais relógios de ponto biométricos imprimem comprovantes que devem ser armazenados pelos trabalhadores, a fim de manter a transparência no processo de gestão de jornada de trabalho.

As chamadas bobinas térmicas são um custo que não traz retorno algum para a empresa e impactam significativamente no seu fluxo de caixa à medida que a quantidade de trabalhadores aumenta na sua empresa.

Se houver controle de ponto intrajornada (intervalo do almoço), o custo se torna ainda mais alto.

Essa é outra situação em que a marcação de ponto online leva vantagem. Não há impressões, você elimina papel, o histórico de marcações de cada colaborador fica registrado no aplicativo de ponto e o comprovante é recebido pelo trabalhador por e-mail.

A manutenção dos relógios de ponto também é eliminada, uma vez que o aplicativo de controle de ponto online é ofertado como SaaS (Software as a Service).

A empresa fornecedora da solução é responsável pela atualização da tecnologia, adequação às normas do Ministério do Trabalho e qualquer reparo que seja necessário para o correto funcionamento da solução.

6. Baixo custo de implementação

Por fim, os relógios de ponto, sejam eles mecânicos ou biométricos, geram despesas que nem sempre são interessantes para a organização.

Se cada equipamento custa, em média, R$ 1000 reais e sua empresa possui 20 mil funcionários, o custo de aquisição dessa tecnologia acaba sendo bastante alto.

Por outro lado, o controle de ponto mobile pode ser implementado em qualquer dispositivo móvel, até mesmo os celulares dos seus colaboradores.

Isso gera uma economia de recursos imensa para a empresa, além de facilitar o uso do aplicativo de ponto.

Mas, atenção: ao oferecer essa possibilidade aos seus colaboradores, não esqueça de elaborar um termo de adesão onde sejam listadas as políticas de uso e solicitar a assinatura de todos. Dessa forma, sua empresa fica isenta de qualquer ação trabalhista futura.

Se cada pessoa tem o sistema de controle de ponto digital a um clique de distância, não há razão para atrasar na marcação da hora ou para não realizar a marcação, concorda?

Até mesmo os trabalhadores em home office podem manter seus registros de jornada em dia, contribuindo para a gestão da empresa e também para a lucratividade dos negócios.

Já que está por aqui, não deixe de baixar nossos materiais:

Por que o Tangerino é a melhor solução de ponto móvel? 

O Tangerino é a solução pioneira em controle de ponto digital, responsável por revolucionar a forma como as empresas registram e monitoram a jornada de trabalho dos colaboradores. 

A plataforma apresenta um dashboard simples e intuitivo, que facilita a visualização dos registros de ponto, horas extras, banco de horas, atrasos, faltas e outros indicadores importantes para o RH e o DP. 

Para facilitar a gestão, os cálculos de banco de horas e horas extras são feitos automaticamente, otimizando as rotinas da empresa. Assim, por meio da folha de ponto devidamente calculada, é possível emitir uma folha de pagamento precisa e sem erros.

Além disso, a plataforma traz uma série de recursos modernos que permitem o reconhecimento facial dos colaboradores — estratégia para evitar fraudes na marcação de ponto — e assinatura eletrônica da folha de ponto. Tudo para garantir que sua empresa atue dentro das determinações legais.

Os colaboradores batem ponto por aplicativo em qualquer modelo de trabalho, pelo celular, computador ou tablet e têm à disposição um clube de descontos e vantagens em uma rede com mais de 25 mil estabelecimentos em todo o país.

A solução integra com os principais softwares do mercado, simplificando a rotina do DP, desde a gestão do ponto, férias, até o fechamento e assinatura eletrônica da folha, geração de relatórios e folha de pagamento.

Que tal adotar o ponto móvel na sua empresa?

Os aplicativos de ponto móvel para smartphone são aceitos pela legislação trabalhista e, como você pôde observar, são muito úteis para otimizar processos e economizar recursos.

O aplicativo de controle de ponto permite que o cadastro dos funcionários seja feito em minutos, acelerando a integração de novos colaboradores à rotina da organização.

É possível configurar escalas de trabalho dos mais variados tipos, como a escala 12×36, e acompanhar em tempo real quem está cumprindo o horário estipulado em contrato.

O controle de horas extras se torna mais acertado porque o RH tem as informações disponíveis dia a dia, podendo agir proativamente junto aos colaboradores para que estes cumpram com seus horários e reportem à gestão com antecedência qualquer dificuldade que tenham.

Controlar a jornada dos colaboradores por meio do ponto móvel é fácil, prático e barato. Agende uma demonstração e confira todas as funcionalidades que temos a oferecer!

Para modernizar seu DP sem complicações, Sólides Ponto