Tempo de Leitura: 17 minutos

Talvez você não saiba, mas o relógio de ponto cartográfico é uma tecnologia que já existe há mais de 100 anos. Ele é um sistema de registro de ponto utilizado por algumas empresas para controlar a jornada de trabalho de seus colaboradores. 

Funcionando de forma mecânica, o relógio cartográfico utiliza cartões de ponto em papel ou plástico para marcar os horários de entrada e saída dos funcionários, bem como os intervalos.

Embora tenha sido amplamente utilizado no passado, o relógio de ponto cartográfico apresenta uma série de desvantagens que tornam sua utilização cada vez menos vantajosa nos dias de hoje. 

Uma das principais questões é a facilidade de fraudes no sistema, uma vez que não há mecanismos eficientes para impedir que um funcionário marque o ponto em nome de outro.

Quer saber mais sobre o relógio de ponto cartográfico e como substituir esse modelo de controle por um sistema mais moderno e seguro? Então, continue a leitura até o fim!

O que é relógio de ponto cartográfico?

relógio de ponto cartográfico

O relógio de ponto cartográfico é um dispositivo utilizado para registrar a jornada de trabalho dos funcionários de uma empresa. 

Também conhecido como relógio de ponto mecânico, ele opera de forma analógica e utiliza cartões de papel ou plástico para registrar os horários de entrada e saída dos colaboradores, os chamados cartões de ponto

Quer simplificar seu DP? É Sólides e Ponto!

Esse tipo de relógio de ponto funciona por meio de um sistema mecânico interno que carimba o cartão com a data e o horário exatos em que o funcionário realiza a marcação. 

Os cartões, por sua vez, ficam dispostos próximos ao relógio, permitindo que os colaboradores insiram e retirem seus cartões de acordo com sua entrada e saída do local de trabalho.

Os registros feitos são posteriormente utilizados para calcular as horas trabalhadas, permitindo o cálculo de salários, horas extras e outras informações relacionadas à jornada de trabalho dos funcionários. 

Apesar de ser um método antigo e mecânico de controle de ponto, algumas empresas ainda optam por utilizar o relógio cartográfico, especialmente aquelas de menor porte ou com necessidades operacionais mais simples.

O que a lei diz sobre relógio de ponto cartográfico?

A evolução tecnológica e as mudanças nas leis trabalhistas trouxeram novas diretrizes para o controle de ponto nas empresas. 

Antes, o artigo 74 da CLT regulava o uso de equipamentos mecânicos para esse fim. No entanto, com a introdução dos Registradores Eletrônicos de Ponto (REPs) pela Portaria 1510 do MTE, mais regras foram estabelecidas.

Com a transformação digital que ocorreu nas últimas décadas, a portaria 373, implementada em 2011, flexibilizou as normas existentes, permitindo a substituição do relógio de ponto cartográfico, desde que cumpridas diversas condições e requisitos.

Por fim, com o objetivo de abranger de forma mais completa as relações de registro de ponto e substituir as antigas portarias 1510 e 373, foi criada a Portaria 671. Essa nova regulamentação trouxe maior clareza sobre diversos aspectos, apresentando várias mudanças significativas.

Dentre as principais alterações promovidas pela Portaria 671, destacam-se:

  • a oficialização de três tipos de REP (REP-A, REP-C e REP-P);
  • a exigência de comprovantes de registro de ponto;
  • a simplificação e eliminação de alguns arquivos;
  • a dispensa da necessidade de acordos coletivos para a utilização de sistemas alternativos.

Essas atualizações têm como objetivo acompanhar o avanço tecnológico, adequar-se às diferentes necessidades das empresas e proporcionar maior clareza e segurança jurídica no controle de ponto. 

É importante que os profissionais de RH e DP estejam cientes dessas mudanças e busquem implementar soluções adequadas e em conformidade com a legislação vigente.

É necessário homologar o relógio de ponto cartográfico?

É importante ressaltar que o relógio de ponto cartográfico não requer homologação. No entanto, é essencial observar que, de acordo com as portarias mencionadas anteriormente, todos os relógios de ponto modernos devem atender às exigências estabelecidas pela Portaria 671.

Portanto, as empresas que utilizam softwares de registro de ponto devem garantir que as soluções adotadas sejam homologadas pelos órgãos reguladores do país.

Isso garantirá que a empresa esteja em dia com as normas trabalhistas e evitará possíveis problemas e penalidades relacionados ao registro de ponto dos colaboradores.

Como funciona o relógio de ponto cartográfico?

Como já explicamos, o relógio de ponto cartográfico é um dispositivo mecânico utilizado para registrar e controlar as marcações de entrada e saída dos funcionários em uma empresa. 

Ele funciona de maneira simples: há um mecanismo interno composto por engrenagens e dispositivos de impressão. Ele é alimentado por uma fonte de energia, geralmente uma pilha ou bateria, que permite seu funcionamento contínuo.

Cada funcionário tem um cartão de ponto individual, que pode ser feito de papel ou plástico resistente. Esse cartão contém o nome do colaborador, algumas informações adicionais sobre a empresa e um espaço para as marcações de horário.

Ao chegar ou sair do trabalho, o empregado insere seu cartão de ponto em uma ranhura ou um encaixe específico no relógio de ponto. Ao fazer isso, a máquina é acionada e realiza automaticamente a impressão da data e horário no cartão, registrando assim o ponto do funcionário.

O mecanismo de impressão do relógio de ponto cartográfico geralmente utiliza uma tinta especial que é transferida para o cartão, deixando uma marca nítida e, algumas vezes, durável. Além disso, alguns modelos possuem uma pequena janela de visualização que mostra a data e horário impressos para que o funcionário possa conferir a marcação.

Esses registros de ponto são acumulados ao longo do mês nos cartões individuais de cada funcionário. No final do período, geralmente mensalmente, o setor de Recursos Humanos ou Departamento Pessoal coleta os cartões para fazer a contabilização das horas trabalhadas de cada colaborador.

Embora seja um método tradicional de controle de ponto, o relógio de ponto cartográfico apresenta algumas limitações — sendo a principal delas a possibilidade de fraude, já que não há mecanismos para evitar que um funcionário marque o ponto pelo outro. 

Além disso, a gestão e o cálculo das horas trabalhadas demandam tempo e esforço manual por parte do DP. Por esses motivos, muitas empresas estão optando por soluções mais modernas e automatizadas para o controle de ponto — como veremos ao longo do conteúdo.

Leia também:

Quais as desvantagens em usar relógio de ponto cartográfico?

Até agora, vimos como o relógio de ponto cartográfico era importante no passado para registrar os horários dos trabalhadores. No entanto, com o passar do tempo e o avanço da tecnologia, ficou claro que ele foi superado pelas soluções modernas e digitais, que são mais convenientes e práticas.

É importante destacar os motivos pelos quais o relógio de ponto cartográfico perdeu sua eficácia no trabalho diário dos profissionais encarregados de controlar e calcular as horas dos funcionários. Por isso, a seguir, listamos algumas das desvantagens associadas ao uso desse tipo de relógio de ponto. Confira!

Manutenção cara

A manutenção é considerada uma das grandes desvantagens do relógio de ponto cartográfico. 

Primeiramente, esse tipo de relógio requer cuidados e reparos constantes, o que pode demandar tempo e recursos financeiros da empresa. É necessário substituir regularmente o papel utilizado para os registros, além de adquirir cartuchos de tinta para a impressão dos horários.

Ainda, o relógio de ponto cartográfico está sujeito a problemas mecânicos, como desgaste das engrenagens, travamentos e falhas na impressão dos cartões. Isso exige a presença de técnicos especializados para realizar os consertos e garantir o funcionamento adequado do equipamento.

A necessidade de manutenção constante também pode causar interrupções no processo de registro de ponto, afetando significativamente a eficiência e a precisão do controle de jornada dos funcionários. 

Isso pode resultar em atrasos no cálculo das horas trabalhadas e dificultar a gestão eficiente do tempo de trabalho da equipe.

Em contraste a esse problema, os sistemas digitais de controle de ponto eliminam a necessidade de manutenção frequente, já que operam por meio de softwares e dispositivos eletrônicos. Essas soluções oferecem maior confiabilidade, praticidade e precisão, reduzindo as preocupações e custos associados à manutenção do relógio de ponto.

Compra de insumos

Relógio de ponto cartográfico

O custo com infraestrutura é outro ponto a ser observado antes de adotar um relógio de ponto cartográfico na sua empresa. Isso porque existe a necessidade de investimento em diversos elementos físicos para o seu funcionamento adequado. 

Em primeiro lugar, é preciso adquirir o próprio equipamento, que pode ter um valor significativo dependendo da qualidade e dos recursos oferecidos.

Em segundo lugar, há diversos outros gastos associados à infraestrutura do relógio de ponto cartográfico, como a aquisição contínua de cartões de ponto. Esses itens precisam ser repostos regularmente, implicando em um alto custo adicional ao longo do tempo.

Outro aspecto a ser considerado é o espaço físico necessário para armazenar os cartões de ponto utilizados e em branco, bem como os suprimentos — como cartuchos de tinta, indispensáveis para a impressão dos registros. Isso requer uma organização adequada e pode demandar espaço adicional dentro da empresa.

Os sistemas digitais de controle de ponto também conseguem eliminar essa necessidade, uma vez que requerem apenas dispositivos eletrônicos, como computadores, tablets ou smartphones. Isso reduz os custos relacionados à infraestrutura e permite uma gestão mais eficiente e econômica do controle de ponto.

Possibilidade de fraude

A maior desvantagem do relógio de ponto cartográfico é, sem dúvidas, a possibilidade de fraudes. Devido à sua natureza mecânica e suscetibilidade a manipulações por parte dos funcionários, os dados podem ser facilmente alterados, influenciando o cálculo das horas e até o pagamento dos salários.

Nesse sistema, os colaboradores inserem seu cartão de ponto no relógio, que registra manualmente a data e o horário de entrada e saída. Contudo, não há mecanismos de segurança eficazes para impedir que um funcionário marque o ponto em nome de outro, resultando em registros falsos e imprecisos. 

Ainda, a localização dos cartões de ponto próxima ao relógio facilita ainda mais a ocorrência de fraudes, uma vez que o acesso aos cartões de outras pessoas pode ser fácil e despercebido.

Essas fraudes podem levar a diversos problemas para a empresa. Os colaboradores podem registrar horários de entrada e saída incorretos, recebendo pagamento integral por períodos em que estiveram ausentes ou chegaram atrasados. 

Isso gera prejuízo financeiro para a organização e dificulta a identificação de questões relacionadas à produtividade e à regularidade das jornadas de trabalho.

Para solucionar esse problema, as empresas têm adotado cada vez mais os sistemas digitais de controle de ponto. Além de serem automatizados, eles oferecem maior segurança contra fraudes. 

Com tecnologias como a identificação biométrica ou o uso de aplicativos em dispositivos móveis, torna-se mais difícil alterar os registros de ponto, garantindo maior confiabilidade e precisão nas informações registradas.

Aproveite que está aqui e confira também:

Processos demorados

Com esse sistema, o Departamento Pessoal precisa realizar uma série de tarefas demoradas e trabalhosas para contabilizar as horas trabalhadas por cada funcionário e calcular os saldos de horas.

Após coletar os cartões de ponto, os responsáveis precisam verificar manualmente cada registro, inserir os horários em uma planilha ou um sistema e realizar os cálculos necessários. 

Esse processo consome muito tempo da equipe, especialmente em empresas com um grande número de colaboradores, exigindo um esforço considerável do RH e do DP.

Vale lembrar que a apuração dos resultados só é conhecida no final do mês, o que dificulta a gestão em tempo real. Os gestores têm que esperar pelo fechamento do período para identificar faltas, atrasos ou horas extras dos funcionários, tornando difícil tomar ações imediatas para otimizar a equipe ou realizar substituições quando necessário.

Fazendo oposição a esse problema, os sistemas de controle de ponto digital oferecem benefícios significativos. Com registros automáticos e em tempo real, os gestores têm acesso imediato aos dados de frequência e horários dos colaboradores, permitindo uma tomada de decisão mais ágil e eficiente. 

Além disso, a geração automatizada de relatórios e o cálculo automático das horas trabalhadas facilitam o processamento da folha de pagamento, agilizando todo o processo.

Impossibilidade de monitorar a hora em tempo real

Esse modelo de controle de horas limita a capacidade de acompanhar e gerenciar a jornada de trabalho dos funcionários imediatamente. Nele, as informações sobre as marcações de ponto só ficam disponíveis no momento em que os cartões são coletados e processados manualmente.

Essa falta de monitoramento em tempo real dificulta a identificação de problemas como atrasos, saídas antecipadas ou faltas injustificadas. Os líderes não têm visibilidade imediata sobre a presença ou ausência dos funcionários, o que pode impactar na produtividade e na organização do trabalho.

Em contrapartida, caso a empresa opte por usar um relógio de ponto digital, é possível monitorar a hora em tempo real. 

Os gestores têm acesso imediato às informações de entrada e saída dos funcionários, podendo identificar rapidamente qualquer irregularidade e tomar as medidas necessárias. Isso possibilita uma gestão mais eficiente e proativa, garantindo o cumprimento das políticas de horário e a maximização da produtividade da equipe.

Uso somente presencial

Esse sistema requer que os funcionários estejam presentes fisicamente no local onde o relógio de ponto está instalado para fazer suas marcações de entrada e saída. Isso pode ser problemático em situações em que eles precisam realizar atividades externas ou trabalhar remotamente.

Se uma empresa tem equipes externas ou funcionários que realizam trabalho em campo, o relógio de ponto cartográfico não oferece uma solução prática para registrar suas horas de trabalho de forma precisa. É difícil obter marcações confiáveis quando os funcionários estão em diferentes locais ou se deslocam com frequência.

Além disso, a limitação geográfica também pode ser um obstáculo para empresas com várias filiais ou escritórios espalhados em diferentes localizações. Cada local precisa ter seu próprio relógio de ponto cartográfico, o que pode resultar em maior complexidade e custos adicionais de instalação e manutenção.

Por outro lado, sistemas de controle de ponto digital oferecem maior flexibilidade e facilidade na localização. Com a possibilidade de registrar o ponto por meio de aplicativos móveis ou dispositivos online, os funcionários podem fazer suas marcações de qualquer lugar, inclusive quando estiverem offline. 

Isso permite uma gestão do ponto mais eficiente, independentemente da localização física dos empregados.

Rasura nos cartões

A rasura nos cartões de ponto é uma desvantagem do relógio de ponto cartográfico devido à sua vulnerabilidade a erros e fraudes

Como os cartões de ponto são físicos e preenchidos manualmente, existe a possibilidade de rasuras ou alterações nos registros de horários, o que compromete a precisão e a confiabilidade dos dados.

A manipulação indevida dos cartões pode ocorrer por diferentes motivos. Um funcionário pode apagar ou modificar uma marcação de horário para encobrir atrasos, faltas ou horas extras não autorizadas. 

Banner com fundo claro escrito: Diagnóstico de Departamento Pessoal: o 1° passo para garantir +50% de rapidez no setor; e um botão escrito: faça o quiz agora

Além disso, a proximidade física dos cartões de ponto com o relógio de ponto cartográfico facilita a ocorrência de fraudes, como um colaborador marcando o ponto em nome de outro.

Essas rasuras nos cartões de ponto podem ter consequências negativas para os dois lados. Para os empregados, pode resultar em pagamentos incorretos, falta de registro de horas extras trabalhadas ou até mesmo problemas em processos de cálculo de benefícios e direitos trabalhistas.

Já para a empresa, a presença de rasuras nos cartões de ponto pode dificultar a gestão adequada das jornadas de trabalho, prejudicar o cálculo da folha de pagamento e aumentar os riscos de processos trabalhistas por falta de registro preciso das horas trabalhadas.

Por essa razão, muitas empresas estão migrando para soluções modernas de controle de ponto, que oferecem maior segurança e precisão no registro das informações. Com sistemas digitais, é possível evitar rasuras nos registros, garantindo maior integridade dos dados e facilitando a gestão eficiente das jornadas de trabalho.

Filas e atrasos

Devido à necessidade de inserir individualmente os cartões no relógio de ponto, é comum que se formem filas, especialmente durante os horários de entrada, saída e intervalo dos funcionários.

Essas filas podem resultar em atrasos na marcação do ponto, afetando a produtividade e o fluxo de trabalho. Empregados que chegam atrasados ao trabalho podem encontrar longas esperas para registrar o ponto, o que resulta em um acúmulo de pessoas e um tempo de espera maior.

Além disso, quando ocorrem atrasos na marcação do ponto, pode haver imprecisões nos registros, prejudicando a contabilização correta das horas trabalhadas. Isso pode gerar inconsistências na folha de pagamento, dificuldades nos cálculos e atrasos na realização de atividades de controle de frequência por parte do DP e do RH.

A presença de filas e atrasos também pode gerar um ambiente de trabalho mais estressante e desconfortável para os funcionários, afetando o clima organizacional e a satisfação no trabalho.

Diante dessas desvantagens, muitas empresas estão optando por aplicativos de controle de ponto por dispositivos móveis. Esses sistemas eliminam a necessidade de filas e agilizam a marcação de ponto, permitindo que os funcionários façam os registros de forma rápida e eficiente, evitando atrasos e melhorando a experiência no ambiente de trabalho.

Confira alguns materiais gratuitos separados especialmente para você!

Falta de relatórios

A falta de relatórios é a última desvantagem que vamos pontuar nesta lista. Com o relógio de ponto cartográfico, os registros são feitos em cartões de papel ou plástico, o que dificulta a obtenção de dados consolidados e relatórios precisos sobre as horas trabalhadas, ausências, atrasos e horas extras de cada funcionário.

A não emissão de relatórios dificulta a análise da produtividade, o controle de custos e a tomada de decisões estratégicas relacionadas à gestão de pessoas. A falta de informações detalhadas pode comprometer a identificação de padrões de absenteísmo, problemas de pontualidade e a efetividade das políticas de controle de frequência.

Além disso, também pode dificultar a conformidade com as regulamentações trabalhistas e a prestação de contas em caso de auditorias ou disputas legais. Sem um registro claro e detalhado das horas trabalhadas, a empresa pode enfrentar desafios ao justificar pagamentos, comprovar horas extras ou defender-se em casos de litígio trabalhista.

Por outro lado, soluções digitais oferecem recursos avançados de geração de relatórios, fornecendo dados precisos, consolidados e em tempo real. Esses relatórios podem abranger diferentes períodos, colaboradores e informações relevantes para a gestão de RH e DP, facilitando a análise e a tomada de decisões embasadas em dados concretos.

Quais são as opções ao relógio de ponto cartográfico?

Existem diversas alternativas ao relógio de ponto cartográfico disponíveis atualmente, que oferecem recursos mais avançados, precisos e eficientes para o controle de frequência dos funcionários. 

Cada opção apresenta suas próprias características e benefícios, e a escolha dependerá das necessidades e da infraestrutura da empresa. 

É importante considerar fatores como o tamanho da equipe, a segurança dos registros, a facilidade de uso e a conformidade com as regulamentações trabalhistas ao selecionar uma alternativa viável ao relógio de ponto cartográfico.

Confira algumas delas:

Relógio de ponto biométrico 

Os relógios de ponto eletrônicos são dispositivos digitais que registram as marcações de forma automatizada. Eles podem usar diferentes métodos de identificação, como biometria (impressão digital), cartões de proximidade ou senhas

Os chamados REPs (Registradores Eletrônicos de Ponto) são homologados pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) e atendem às regulamentações específicas para o controle de ponto.

No entanto, o registro eletrônico de ponto por biometria apresenta algumas desvantagens semelhantes ao modelo cartográfico. Ele requer um maquinário oneroso, normalmente instalado na entrada das empresas e dos escritórios. Exige manutenções frequentes e gastos com materiais, como a bobina para imprimir os comprovantes de ponto.

Ainda, por necessitar de um ponto fixo para sua instalação, ele não é o mais adequado para empresas que adotam outros formados de jornada, como home office, trabalho externo ou modelo híbrido

Relógio de ponto online

Os sistemas de controle de ponto online são soluções baseadas na nuvem que permitem o registro de ponto por meio de dispositivos como computadores, tablets ou smartphones

Eles oferecem recursos avançados de gerenciamento de frequência, geração de relatórios, cálculo automático de horas trabalhadas e integração com outros sistemas de RH e folha de pagamento.

Com o avanço da tecnologia, surgiram aplicativos móveis que permitem aos funcionários registrar suas entradas e saídas utilizando seus smartphones. Esses aplicativos geralmente utilizam a geolocalização e a identificação da biometria facial para garantir a precisão e a segurança dos registros.

Esses sistemas normalmente são desenvolvidos de modo a serem integrados ao software de gestão de folha de pagamento usado pela empresa. Isso otimiza o processo de transferência de dados para o fechamento e o cálculo da folha dos colaboradores.

Além disso, independentemente do lugar onde estiver, principalmente levando em conta funcionários externos, o ponto pode ser registrado normalmente pelo sistema de controle de ponto online.

Por fim, vale mencionar que o custo de adoção é zero, uma vez que não será necessário adquirir nenhum hardware como o relógio com leitor biométrico, por exemplo. O ponto online é uma solução bastante flexível quando se trata da contratação. No caso dos demais sistemas, você paga por funcionário cadastrado e funcionalidades desejadas. 

Dessa forma, quanto mais colaboradores registrados no app de controle de ponto, mais barato fica. Isso significa que seu investimento cresce junto com a empresa, acompanhando suas necessidades específicas e evolução financeira.

A contratação do sistema pelo número de trabalhadores não compromete seu fluxo de caixa todo de uma vez, liberando seu orçamento para outros investimentos igualmente importantes.

Por que o Tangerino é a melhor opção ao relógio de ponto cartográfico?

Se você está procurando por um aplicativo de controle de ponto móvel homologado pelo MTE, projetado para simplificar sua rotina diária, é hora de conhecer as funcionalidades do Tangerino.

O Tangerino é um aplicativo de controle de ponto online pioneiro, com mais de 10 mil clientes, oferecendo uma série de benefícios que vão além de aprimorar sua estratégia atual. Ele auxilia no combate a fraudes e automatiza muitos processos da sua empresa.

Aqui estão alguns motivos pelos quais você deve considerar nosso aplicativo para o controle de jornada dos colaboradores da sua empresa:

Pode ser usado em qualquer lugar

O aplicativo do Tangerino oferece um controle de jornada online eficiente para todos os colaboradores, independentemente de onde eles estiverem — sejam equipes externas, em home office ou na sede da empresa.

Para equipes externas

No caso de equipes externas, é possível acompanhar o tempo de atuação de cada colaborador, o início e término da jornada de trabalho, além das horas extras realizadas pela equipe.

Ainda é possível monitorar o deslocamento de todos os colaboradores por meio da funcionalidade de geolocalização que o app oferece. 

As equipes externas também conseguem emitir ordens de serviço de maneira totalmente digital. Isso facilita no armazenamento e na confiabilidade dos dados inseridos no documento.

Para equipes em home office

Quem está trabalhando de casa ou em espaços de coworking também consegue fazer o registro da jornada. 

Basta que o colaborador tenha o aplicativo do Tangerino instalado em seu smartphone e inicie e finalize a jornada tirando uma selfie

O sistema de biometria facial do app registra os dados do colaborador e armazena a informação de maneira totalmente segura. Além disso, o ponto é registrado com a localização do profissional, facilitando a gestão por parte dos líderes e o monitoramento da equipe. 

Para equipes na sede

O controle de ponto online também pode ser realizado na sede das empresas, uma vez que o sistema do Tangerino é facilmente integrado ao relógio de ponto digital eletrônico.

Com o Tangerino Totem, o ponto é batido de forma segura, por meio do reconhecimento facial. Além dessas vantagens, o app ainda otimiza a rotina do RH, faz o cálculo automático das horas trabalhadas e permite a assinatura eletrônica da folha de ponto.

Não precisa de insumos

Um ponto de destaque do Tangerino é sua capacidade de personalização. Mesmo o software de departamento pessoal, o mais robusto do mercado, pode ser personalizado de acordo com as necessidades específicas da sua empresa.

Em outras palavras, temos uma solução modular que te permite contratar exatamente o que precisa:

O Tangerino é a solução ideal para negócios de todos os tamanhos, uma vez que é valorado de acordo com a necessidade da sua organização. 

Desse modo, diga adeus aos gastos com maquinário, bobinas de papel e impressão de cartões de ponto para os seus funcionários.

Reduz custo de papel

Por lei, os funcionários precisam ter acesso a um comprovante da marcação de ponto, porque isso confere segurança e transparência a todo processo.

O Tangerino emite comprovantes digitais que são enviados automaticamente para o e-mail cadastrado de cada trabalhador. A validade é a mesma do comprovante impresso, mas com economia de papel.

O app também permite a assinatura eletrônica da folha de ponto. Embora a legislação não torne obrigatória a assinatura da folha ― esteja essa impressa ou em versão digital ―, sem essa validação por parte do funcionário, o documento pode não ser aceito juridicamente.

Assim, é sempre interessante que a empresa colha essa assinatura. A possibilidade de fazê-lo digitalmente torna desnecessária a impressão do espelho do controle de ponto, gerando economia de papel.

Por último, ressaltamos que o Tangerino tem armazenamento em nuvem. Isso significa que todas as informações ficam salvas em ambiente virtual e não há a menor necessidade de imprimir registros, holerites ou outros documentos criados, ou compartilhados no app.

Essa armazenagem vale, inclusive, para documentos como atestados médicos que podem ser entregues ao RH, pelos funcionários, por meio do app.

Gera relatórios automatizados

A atenção aos dados para tomada de decisão é um ponto cada vez mais importante para as empresas. Afinal, isso tende a diminuir as incertezas e melhor acompanhar os resultados esperados.

Mas para que isso aconteça é importante contar com relatórios personalizados que demonstrem indicadores realmente valiosos do desempenho da empresa.

É por isso que o Tangerino, em seus anos de experiência, desenvolveu mais de 20 relatórios estratégicos para a tomada de decisão.

Todos são gerados de forma completamente automática, ou seja, RH e gestores têm tudo o que precisam a alguns cliques de distância, sem precisar criar e alimentar planilhas.

Isso faz com que os times possam atuar de forma mais independente e ágil.

Reduz fraudes

O Tangerino garante a acurácia das informações registradas. Isso significa que você e os colaboradores têm 100% de certeza de que os dados estão corretos.

Como não há forma de adulterar as informações originais, sua empresa se resguarda de possíveis fraudes e ainda tem o histórico de qualquer mudança feita, como a atualização dos dados cadastrais de um funcionário ou a justificativa de uma falta.

Além disso, conta com funcionalidades como reconhecimento facial e assinatura eletrônica de folha feitos no próprio smartphone do colaborador, aumentando ainda mais a confiabilidade nos dados!

Tire outras dúvidas sobre o relógio de ponto cartográfico!

Agora que você já viu o que é o relógio de ponto cartográfico e quais as problemáticas desse sistema de controle de jornada, confira um apanhado das informações que trouxemos aqui:

O que é relógio ponto cartográfico?

Relógio de ponto cartográfico é um equipamento mecânico utilizado para registrar as marcações de entrada, saída e intervalo dos colaboradores. Ele imprime os horários em um cartão de papel ou plástico, sendo uma forma tradicional de controle de ponto.

Como funciona o relógio de ponto cartográfico?

O relógio de ponto cartográfico funciona de maneira mecânica, onde o funcionário insere seu cartão no equipamento, que registra a data e horário da marcação. Ele utiliza um mecanismo interno para imprimir essas informações no cartão, que serve como comprovante da presença do colaborador.

Quais são as principais desvantagens do relógio de ponto cartográfico?

As desvantagens do relógio de ponto cartográfico são manutenção cara, gastos com insumos, possibilidade de fraudes, não confiabilidade dos dados, falta de relatórios, filas e atrasos e uso somente presencial.

Que tal dar adeus ao seu relógio de ponto cartográfico?

Se você está em busca de uma solução moderna e eficiente para o controle de ponto dos colaboradores da sua empresa, é hora de considerar a transição para o sistema de controle de ponto do Tangerino. 

Com mais de 10 mil clientes satisfeitos, nosso aplicativo de controle de ponto online oferece uma série de benefícios que vão além de simplificar o seu dia a dia. Com recursos avançados e uma interface intuitiva, o Tangerino ajuda a evitar fraudes, automatiza processos e proporciona um controle de ponto mais preciso e confiável. 

Não perca tempo com o relógio de ponto cartográfico ultrapassado, dê um salto para o futuro com o Tangerino e experimente os benefícios de uma gestão de ponto moderna e eficiente. Faça um teste grátis

Banner branco com o texto: Faça a gestão de férias do seu time em uma só plataforma e acabe com a burocracia no DP. Conheça o gestão de férias; e uma pessoa usando o gestão de férias